Entendam

Deus não esta em templos, muros, placas, não! Ele esta dentro de você, NÃO somos pecadores desde que nascemos, isso é uma mentira, somos seres divinos e mágicos e temos essa essência masculina e feminina da fonte criadora dentro de cada um, não esta nas mãos de extraterrestres salvar o mundo, esta nas mãos dos seres que aqui habitam, o que eles podem fazer é auxiliar no processo, mas não virão aqui nos tomar pelas mãos como se fossemos bebês e nos DAR um planeta novinho em folha para destruirmos NOVAMENTE, ou aprendemos a tratar bem do nosso, ou seremos expulsos pela própria Terra.
Parem de buscar Deus em coisas materiais, se você não aprender a se respeitar, se amar, não vai encontrar Deus, vai se iludir, vai chorar, entrar em depressão e o pior não vai entender que a mudança começa de dentro para fora e que viver é um presente não um pecado ou castigo.
Como diria um anjo: "O amor é o sábio que nos guia" e como diria Gandhi " Não busque o caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho."

Grande abraço a todos e Bem Vindos ao Life's Changing
Welcome - Bienvenido
Pri

DICA: ACESSEM AS ABAS "ARQUIVOS DO BLOG", TAMBÉM OS "MARCADORES" QUE ESTÃO EMBAIXO DO FIM DAS POSTAGENS OU "POSTAGENS POPULARES". TEM MUITA COISA SENDO POSTADA E QUE FICA PARA TRÁS SE VOCÊ NÃO SOUBER ONDE PROCURAR.
Bons estudos
Pri

Siga-nos por e-mail, a cada post novo, você recebe um e-mail

POSTS RECENTES

21 de dezembro de 2013

É um pedaço de excremento, afaste-se dele


Para completar nossa transição da ignorância para o infinito, precisamos flutuar para a superfície da pirâmide vibratória. Isto não é tão difícil, pois nossa consciência naturalmente gravita em direção
à Unicidade, tal como um mergulhador de águas profundas flutua para a superfície quando se livra dos pesos que o mantém no fundo.
Nossos “pesos” são os lixos emocionais em nosso subconsciente, nosso sentido programado do Eu e da realidade, e a infinidade de porcarias atordoadoras da mente que assalta nossos olhos e ouvidos através da mídia, do sistema de educação [de doutrinação], políticos, economistas, e todos os outros doutores da
mente que nos vendem sua visão de qual nossa realidade deveria ser. Sem essas influências, aquele peso em nossas mentes e emoções, o pássaro já teria voado há muito tempo atrás. Essas são as influências que criam a “luz no fundo da garrafa”, que nos hipnotiza e nos mantém na ignorância do nosso Eu verdadeiro e infinito. É um pedaço de excremento, afaste-se dele.
Se a humanidade fizesse isso com mais freqüência, ela não desperdiçaria sua energia dia após dia com debates irrelevantes e argumentações sobre “temas” que são apresentados para nos desviar do que realmente interessa – nossa própria evolução para fora da ignorância e nossa habilidade própria de amar e de ser amado. Mas nós somos fisgados por esses debates fabricados e distrações. Vemos declarações e eventos irrelevantes como vitalmente importantes, ao invés de nos afastarmos e vê-los como eles são: distrações irrelevantes. Quando ficamos condicionados a pensar que essas baboseiras são importantes, nós gastamos nossas energias e investimos nossas emoções em preocupações com coisas que os outros nos programaram para acreditar que eram importantes.

Você é muito gorda? 
Você é muito magra? 
Você é muito alta? 
Você é muito baixa? 
Seus seios são suficientemente grandes? 
São nossos pipis suficientemente
grandes? 
Estamos perdendo cabelos da nossa cabeça? 
Você tem muito pelo pelo corpo? 
Você está usando o último uniforme [desculpe, moda] que alguém que nunca conhecemos decidiu
que agora é “in”
Recebemos uma avalanche dos marqueteiros e dos “programadores” de televisão, financiados pelos propagandistas que nos dizem como nós devemos ser, aparentar e sentir.
Você está com uma ruga na face? Oh, meu Deus, sua vida acabou! É o fim da picada! A não ser que você compre este super óleo, com nome famoso e que parece exótico. Ele salvará sua vida. Ei, olhe esta loira bronzeada maravilhosa. Compre nosso bronzeador e você irá ficar igualzinha a ela [O autor afasta-se
um pouco para vomitar]

Há uma certa neurose para não fugir da norma, do “ideal”. Note, por exemplo, o terror que os homens têm de perder o cabelo. Que desgraça, as mulheres não sentirão atração por mim... salve meu cabelo, pegue-o das axilas, de qualquer lugar... me vende uma peruca... Quando você perde o cabelo você se transforma em uma pessoa má? Não. Torna você menos inteligente? Não. Faz você incapaz de dar e receber amor? Não. E se vivêssemos em um planeta em que o corpo físico não crescesse cabelo na cabeça e, de
repente, começasse a crescer? Oh, minha vida acabou, as mulheres não sentirão atração por mim... arranque meu cabelo, coloque ele debaixo do braço, em qualquer lugar. Tudo condicionamento...
É um pedaço de excremento, afaste-se disso.
A ironia de tudo isso, e o conhecimento que irá terminar com a manipulação das emoções humanas pela indústria multibilionária do odeie-seu-corpo, é que não há necessidade de todas essas poções, cremes e cirurgiões de pênis. Nossos corpos são um reflexo do nosso sentimento de ser. Eles são uma expressão física de nossa mente e emoções [Retrato fiel de nosso acúmulo cármico]. Podemos ver nas faces das pessoas se elas passaram por dores emocionais extremas. Está escrito em suas feições.
Pessoas que comem bastante e criam corpos grandes para si estão invariavelmente manifestando em seus hábitos alimentares um tormento emocional de algum tipo. Para elas é a comida, para outras é a bebida ou drogas, apenas um meio de escapar temporariamente da emoção que desejam abafar.
Nossas mentes controlam nossos corpos e nossos corpos irão refletir nosso estado mental. Se nós nos sentirmos bem conosco, nós iremos transmitir a mesma energia para o nosso corpo. Se nos sentirmos
não-amadas e não-desejadas, nossos corpos irão manifestar isso, também. O mesmo acontece com o envelhecimento. Não precisamos envelhecer como fazemos. Nós esperamos envelhecer porque esta é a NOSSA realidade e, portanto, nós envelhecemos. Quando evoluirmos em direção à Unicidade, o processo
de envelhecimento irá diminuir e nós iremos viver por períodos de tempo incrivelmente longos. Impossível? NADA, NADA é impossível [a realidade intraterrena é de saúde perfeita e de imortalidade, e, portanto, eles não envelhecem, são imortais].
Atraímos para nós aquilo que mais tememos porque sobrepujar o medo é essencial para a nossa evolução.
Relaxe. Aquilo que você é está OK. É o seu papel no filme da vida neste momento.
Você é aquilo que você é e você pode mudar aquilo que você é mudando o que você pensa que você é. Isso, também, aplica-se para os nossos corpos. De qualquer forma, você escolhe o seu corpo antes de encarnar. Você fez isso para ter a experiência que você achou que iria acelerar sua compreensão e evolução. É apenas um corpo temporário – você é uma mente eterna e espírito.
Mas se formos pegos na armadilha de aceitar a versão dos manipuladores do que é normal e sexy, nós teremos uma vida de baixa auto-estima, se não tivermos um corpo que se ajusta a isso.
Se você está em um constante estado de procura da felicidade, você nunca conseguirá ser feliz. A sua experiência do “agora” é sempre a procura da felicidade, nunca a felicidade em si. Sua felicidade estará sempre no futuro e não no seu agora. A única forma de ser feliz é ser feliz.Este é um estado da mente que está sob o seu controle, independente do que você faz. Não requer que você tenha uma nova Ferrari. Felicidade não é uma procura,é um estado de ser. Quanto mais você se esforça para apanhá-la, mais ela se afasta de você. Nós somos chamados de seres humanos e no entanto nós nos tornamos “fazedores” humanos. Nós somos condicionados para caçar tudo, inclusive a felicidade.
Outra coisa que nos pega e suga nossa energia por nenhum bom motivo é a forma como nós nos ofendemos pelo que os outros dizem ou fazem. Você não precisa ficar ofendido, depende apenas de você. Está tudo na mente. Os manipuladores condicionam as pessoas para um mundo de “trabalho” e uma vida mental entorpecida para servir ao sistema. Um escravo se reportando para o dever, senhor! Uma mente para ser usada e abusada, senhor!
Esconder o que realmente aconteceu no passado é essencial para os manipuladores, se eles quiserem esconder o que está acontecendo agora. As crianças e os estudantes no mundo todo continuam a receber uma estória distorcida dos fatos.Ao professor é dito que essa versão é a verdadeira, quando eles entram no sistema, e eles dizem isso a seus alunos, tornando-se doutrinadores para o sistema. Ninguém precisa intervir para manipular diretamente as escolas e os professores, uma vez que esta
estrutura já esteja montada e funcionando. Ela agora funciona sozinha.
A Economia usa um linguajar complexo, mas é extremamente simples:
Você empresta ao povo um dinheiro que não existe e cobra juro do povo sobre esse dinheiro inexistente. Tudo além disso é cortina de fumaça. Por que nós tentamos segurar as paredes denossa prisão econômica? Deixe ela cair, quanto antes melhor, e depois disso podemos criar um sistema de dinheiro sem juros e
trocas baseadas na abundância para todos, e não, como hoje, na escassez proposital que leva à condição de dependência – controle.
Tudo é feito de energia e a energia é infinita. Não existe falta de nada. A escassez apenas aparece quando nós aceitamos o condicionamento de que a vida consiste de luta, escassez e mera sobrevivência.
A mídia é parte do jogo e reporta os jogadores no jogo, sem nunca questionar o jogo em si. Ela reporta algo chamado de notícia, mas é pura propaganda, projetada na fonte para manipular a consciência da população. “Tem que ser verdade, eu li no jornal e vi na televisão” (Nesse caso, provavelmente não é verdade).
“Não, não, todos os jornais e todas as estações de televisão estão dizendo isso!” (Neste caso, definitivamente não é verdade ) Eu acompanho a mídia porque ela é um dos atores principais
no jogo, mas eu não acredito em nenhuma palavra dita, a não ser que ela seja confirmada por outras fontes independentes.
A televisão se constitui em um hipnotizador residente na casa de bilhões de pessoas. Você pode encontrar distrações em todos os lugares, para te desviar da simplicidade do entendimento. Você não precisa encontrar um “iluminado” para te dizer o que pensar – você é um iluminado. Todos nós somos. Nós simplesmente esquecemos e desligamos nossa conexão com essa iluminação. Escutar todos
os pontos de vista, inclusive dos “professores” da Nova Era, é uma boa coisa se nós filtrarmos a informação deles e retirarmos dela apenas aquilo que acreditamos ser correto, deixando de fora o resto. Precisamos ser seletivos constantemente e permitir a nossa intuição fazer a seleção. Lembremos sempre que as escolas e universidades estão aí principalmente para condicionar, não para informar.
Quando você perde o medo de ficar sem nada, você irá sempre ter o que você precisa.
Volto a repetir: a maioria das coisas que nos causa dor emocional, ocupa nossa atenção e destrói nossa auto-estima, simplesmente não importam. Nos é dito que elas importam porque isso irá nos manter cativos pela ilusão física e nos manter desconectados de nosso ser infinito. Eis aqui um pequeno exercício.
Primeiro, lembre-se que você é um aspecto infinito da consciência eterna em uma jornada sem fim de evolução e que outros níveis de você estão desempenhando diferentes papeis nos filmes que estão sendo projetados em outras telas (dimensões) do cinema. Você não é apenas um corpo, você é uma consciência experimentando várias situações e emoções para acelerar seu retorno para a Unicidade. Correto,
ponha isso na sua cabeça e faça uma respiração profunda.
Trecho do livro: Eu sou Eu sou livre - David Icke


LINK PARA DOWLOAD DO LIVRO>> EU SOU EU SOU LIVRE - David Icke

19 de novembro de 2013

FATOS DESCONHECIDOS SOBRE A TRANSIÇÃO DO PÓS-GUERRA DE ADOLPH HITLER E DO TERCEIRO REICH

Fonte: http://www.umanovaera.com/ufologia/pos_guerra_adolph_hitler_e_terceiro_reich.htm

"Primeiro eles vieram pelos Comunistas e eu não falei nada porque eu não era um Comunista. Então eles vieram pelos sindicalistas e não falei nada porque eu não era um sindicalista. Então eles vieram por mim e não havia sobrado ninguém para falar por mim." - Pastor Niemoeller, uma vítima do Nazismo."
por Virgil Armstrong

O que você irá ler aconteceu 54 anos atrás e ainda é história não-documentada. Soube desses fatos a 54 anos, mas somente partilhei essas preciosas lembranças, ocasionalmente, em sessões fechadas de alguns workshops que dei sobre Ufologia. Há aproximadamente dois anos atrás, em Zurique, na Suíça, tomava café da manhã com meu velho amigo, o professor James Hurtak, autor do excelente livro, The Keys of Enoch. Jim e eu somos parceiros e amigos há mais de 20 anos, mas devido aos nossos vários compromissos nos encontramos sempre rápida e ocasionalmente.

Nesta manhã de janeiro de 1997, enquanto tomávamos café, Jim contou-me que a Comunidade Internacional de Inteligência afirmava que Hitler havia sido levado do planeta por um UFO. Jim perguntou-me se eu sabia algo a respeito e respondi-lhe que não. Imediatamente, no entanto, comecei a pensar no assunto. Neste meio tempo, Jim deliberadamente foi atender a um telefonema no quarto e desde então passei a não vê-lo mais com os mesmos olhos. Imediatamente após sua partida, enquanto pensava, conclui: "Meu Deus! A Inteligência está correta", e quando avançarmos neste tema você, provavelmente, também concordará comigo.

Neste ponto, voltemos no tempo, para as últimas horas da II Guerra Mundial e a rendição de Hitler e do Terceiro Reich. Para começar, Hitler e sua esposa, Eva Braun, não morreram no bunker em Berlim, como afirmado pelas Forças Aliadas. Isto finalmente foi provado pelas radiografias tiradas das arcadas dentárias dos cadáveres. Esta mentira, no entanto, teve seus méritos psicológicos, já que a população mundial precisava ser convencida de que o monstro estava morto. A história que não foi contada sobre o que se seguiu à rendição da Alemanha é vista como uma aventura de James Bond; e ela precisa ser corretamente registrada agora para que não se perca no esquecimento.

Antes de entramos nos surpreendentes fatos sobre Hitler, o Terceiro Reich e o pós- II Guerra Mundial, vamos fazer uma pausa para analisar esse homem que se chamava Adolf Hitler. Lembro-me claramente de uma palestra que dei Frankfurt, na Alemanha, em 1991, diante de uma platéia de aproximadamente 1600 pessoas. Era a primeira conferência importante que dava neste país e, por um instante, pensei ser a última, pois atrevi-me a sacudir as bases sociais da Alemanha e, conseqüentemente, do mundo. Nos meus comentários iniciais, disse que Adolf Hitler fora um instrumento divino. O impacto causado por esta declaração foi horroroso e por um momento pensei que fossem me expulsar do recinto ou quem sabe me linchar, por o choque e a indignação da platéia foram tremendos.

Após esta abrupta declaração de abertura, fiquei em silêncio observando a raiva e indignação da platéia (em grande parte mulheres) e observando Ter atingido um ponto muito delicado, enquanto erguia as mãos pedindo silêncio. Depois que a platéia ficou em silêncio, com tranqüilidade e convicção eu disse: "Agora, por favor, ouçam-me e façam seu julgamento depois". Felizmente os presentes cooperaram e tratei de me acalmar. Prossegui, dizendo que de acordo com o calendário e a profecia maia (indígena), Hitler era o último Senhor das Trevas. Cada Senhor das Trevas reinava 52 anos e eles eram nove. (Nove vezes 52 anos é igual a 468 anos). O reinado de Hitler começou em 1935 e terminou em 1987.

Observem que os Senhores das Trevas também são divinos e têm tarefas específicas, embora elas às vezes sejam terríveis e desprezíveis; porém o objetivo deles é trazer uma experiência de aprendizado para as massas. Hitler encaixa-se neste papel divino de maneira requintada; seu papel era ensinar ao mundo que as guerras jamais deveriam acontecer novamente. Por isso, não haverá uma terceira guerra mundial na Terra. Haverá mais uma grande guerra que será abafada, contida, para não chegar a ser global. Provavelmente ela acontecerá no Oriente Médio, e de forma bem clara ela já está escrita neste exato momento.

Uma questão paralela às guerras, é que deve-se levar em conta que elas são planejadas mais ou menos 50 anos antes de acontecerem. O objetivo delas é acabar é acabar com os nossos jovens, manter os povos dominados pelo medo e fazer os ricos e poderosos cada vez mais ricos e poderosos. Quem você acha que está por trás da construção e da venda de armamentos para os nossos inimigos? Evidentemente são os super ricos e poderosos, mais conhecidos como os Illuminati. Enquanto o povo é enfraquecido ou dizimado, este grupo continua a prosperar indefinidamente. Por enquanto é só.

Vamos voltar para Hitler e a saga do pós-guerra, mas antes, discutiremos alguns problemas que o comando aliado enfrentou. Hitler insistentemente gabava-se de Ter uma arma secreta e que com ela venceria a guerra. As forças aliadas não levaram sua ameaça a sério, já que erroneamente pensavam que ele se referia ao foguete V-2, que estavam usando para bombardear as ilhas Britânicas. Certamente os foguetes de longo alcance causaram várias mortes e ferimentos, mas eles também eram extremamente imprecisos, poucas vezes atingindo o alvo designado. Contudo, esta imprecisão, combinada com sua capacidade de destruição, era uma arma psicológica extremamente eficaz. Na verdade, teria sido conveniente batizar a precisão do foguete de "seja o que Deus quiser".

Somente depois de algum tempo a Inteligência norte-americana descobriu que o motivo de orgulho de Hitler não era infundado pois, realmente, ele estava construindo e testando um novo tipo de aeronave que revolucionaria a aerodinâmica. Esta aeronave decolava e aterrissava na vertical, eliminando a necessidade de usar campos de pouso. Ela fazia imediatamente curvas de 90 graus, em alta velocidade, e era duas ou três vezes mais rápida que o avião mais veloz dos aliados, cuja velocidade máxima estava na ordem de 500 nós ou aproximadamente 600 milhas por hora. Além disso, a rede de espionagem levou a crer que ele construiria um segundo avião mais avançado que o primeiro. Esperava-se que ele atingisse uma velocidade maior que 3000 milhas por hora e que carregasse uma arma a laser que penetraria em até 4 polegadas em qualquer coisa que fosse blindada. Isso tornaria qualquer tipo de arma dos aliados, inclusive navios e veículos blindados (tanques), total-mente vulneráveis. Também descobriram que Hitler estava projetando um terceiro avião muito mais poderoso que os dois anteriores. Ele seria capaz de atingir mais de 8000 milhas por hora e, como os outros, realizaria pousos e decolagens verticais.

Uma rápida análise desta informação levou à conclusão que Hitler venceria a guerra em, mais ou menos, dois meses, se não fosse impedido a todo custo. Infelizmente, o que aconteceu foi a total destruição da Alemanha pelos bombardeios aéreos que objetivaram destruir todos os recursos de que Hitler dispunha, isto é, ruas, estradas, pontes, armazéns (a maioria das cidades), campos de petróleo, fábricas de rolamento, etc. este foi um ato desesperado para impedir que o Terceiro Reich e Hiltler vencessem a guerra. Embora tudo tivesse sido feito para salvar a humanidade de um terrível futuro, continuo a lamentar quando ouço relatos sobre o sofrimento vivido pela população ou quando vejo as ruínas propositadamente deixadas no local, para que o mundo, da mesma forma que os alemães, não se esqueça dos horrores da guerra.

Sobre a rendição do Terceiro Reich, Hitler e seu grupo de especialistas, composto da SS e outros, realizaram uma imediata retirada estratégica e os preparativos para a continuidade do Terceiro Reich e outra época e lugar. Isto acabou acontecendo na terra da RAINHA MAUD, na Antártica. Os veículos usados para a fuga eram os fantásticos submarinos onda os UFOs desmontados foram guardados, e que às vezes chamados de Haunebu n°1, 2 e 3. O terceiro estava em fase de projeto.

Os submarinos, com seu corpo de elite, passaram seis meses no mar, tendo como meta chegar à Argentina e à Antártica. As forças aliadas sabiam da fuga e partiram em sua busca para destruí-los, mas encontraram os submarinos somente uma vez. Neste momento os avião das forças aliadas foi destruído.

17 de novembro de 2013

[DOCUMENTÁRIO] Psiquiatria: Uma Indústria da Morte

Através de imagens raras e entrevistas com mais de 160 médicos, advogados, educadores, sobreviventes e especialistas no setor de saúde mental e seus abusos históricos e contemporâneo, este fascinante documentário traz a luz da verdade sobre a brutal pseudociência e fraude multi-bilionária que é a psiquiatria.

Nós acreditamos que você tem o direito de conhecer os fatos frios e duros sobre a psiquiatria, seus profissionais e da ameaça que eles representam para os nossos filhos. Veja a verdade, assista a este filme.

Governos, companhias de seguros e indivíduos privados pagam bilhões de dólares a cada ano para os psiquiatras em busca de curas que os psiquiatras admitem não existem. "Terapias" da psiquiatria já causaram milhões de mortes.




Assista ao documentário abaixo, Psiquiatria: Uma Indústria da Morte:






















28 de outubro de 2013

Trecho do livro "Choro do Coração: O Terrorismo Farmacêutico das Vacinas"


“Um engano não se torna verdade por meio de ampla divulgação, nem a verdade se torna um engano porque ninguém a enxerga.”

Trecho do livro "Choro do Coração: O Terrorismo Farmacêutico das Vacinas"

Por Mark Sircus Ac., OMD
Diretor Executivo da IMVA - International Medical Veritas Association
http://www.imva.info


“Alguma coisa no fundo de minha mente sempre me incomodou sobre as imunizações, e não o fato de eu detestar ver os meus filhos chorarem. Porque eu sei que a dor de uma injeção é passageira, e eu supunha que os benefícios fariam valer a pena esta dor momentânea.”

O Centro Nacional de Informações sobre Vacinas dos Estados Unidos tem estudado as notícias de danos causados por vacinas por vinte anos. Na última década eles têm visto mais e mais pais reportando que eles levaram suas crianças normais, saudáveis e com bom desenvolvimento para serem vacinadas e, dentro de horas, dias ou semanas, essas crianças exibiram doenças, febres altas, convulsões e inflamações cerebrais. Parece que uma porcentagem crescente de crianças começa a regredir física, mental e emocionalmente após receber suas inoculações. Quando os médicos dizem aos pais que foi tudo uma coincidência, que as vacinas não tiveram nada a ver com o que aconteceu com suas crianças, eles começam a duvidar seriamente desses profissionais.

A criança que morre devido a uma vacina é tão importante quanto a criança que morre de uma doença infecciosa.


Barbara Loe Fisher

- Centro Nacional de Informações sobre Vacinas

É duro para muitos pais entrar no consultório médico e assistir sua criança, que está perfeitamente bem, receber uma vacina. Até tão recentemente quanto 15 anos atrás, as crianças recebiam 5 inoculações até a idade dos 2 anos e não mais do que duas inoculações em uma visita ao pediatra. Agora, as crianças recebem cerca de 20 vacinas até a idade de 2 anos e até 5 numa única visita ao médico. Por essas razões, os pais se perguntam se as crianças podem lidar com tantas inoculações ao mesmo tempo, e se as vacinas podem sobrecarregar seu sistema imunológico. Essas perguntas são críticas porque um grande caso está sendo criado hoje contra as vacinas e os muitos químicos perigosos utilizado nelas. Mais e mais clínicos e pesquisadores estão começando a ver os programas de vacinação como sendo sem mérito e estão agora se levantando contra o golias do paradigma médico que faz crer que as vacinas são tão seguras quanto o leite materno.

Membros do Comitê de Recomendações sobre as Vacinas do CDC (Centro de Controle de Doenças, nos EUA) recebem dinheiro dos fabricantes de vacinas.
Relacionamentos entre esses dois grupos têm incluído: partilha da patente de vacinas, posse de ações de companhias de vacinas, financiamentos de pesquisas, receber dinheiro para monitorar os testes de vacinas do manufator e fundos para departamentos acadêmicos.

Nós temos sido assegurados da segurança e eficácia das vacinas por mais de cinqüenta anos, mas esta postulação aparentemente sólida é diretamente contradita pelas estatísticas governamentais, estudos médicos, relatórios do FDA (órgão governamental americano responsável por aprovar alimentos e medicamentos para o consumo) e CDC e pesquisas de cientistas de reputação em todo o mundo. Em setembro de 2002, por exemplo, o relatório do Escritório Geral de Contabilidade dos EUA (GAO) para o congresso afirmou que a taxa de reações adversas severas contra a vacina do antrax foi considerada maior do que aquela anunciada. Em uma pesquisa com 1253 guardas, pilotos e tripulação aérea de reserva, escolhidos aleatoriamente, a GAO encontrou que 84 por cento sofriam reações moderadas e pelo menos 24 por cento sofriam múltiplas reações “sistêmicas”, essas últimas mais de 100 vezes maiores do que a estimada pelo fabricante. Tem ficado mais e mais aparente que o CDC tem muita dificuldade em investigar de uma forma imparcial o que está acontecendo com nossas crianças, devido aos conflitos de interesses ideológicos e financeiros. Desta forma, nós temos que entender que a aprovação do governo não oferece nenhuma garantia de segurança.

Há insuficiência de evidencias que dêem respaldo à vacinação rotineira de pessoas saudáveis de qualquer idade.

Dr. Paul Frame
(Jornal de Prática Familiar)

A questão da vacinação infantil é um dos maiores problemas sociais, econômicos e espirituais de nossos dias. Ensinado por mais de um século nas escolas médicas como um remédio infalível, tanto o público quanto o governo aceitaram as vacinas como se elas fossem um princípio científico bem estabelecido. Ao invés disso, nas palavras de Dr Creighton, historiador de doenças epidêmicas, elas são “uma grotesca superstição”. Dr. Guylaine Lanctot, médico, afirmou que, em algum momento do futuro “nós vamos entender que o maior dos crimes contra a humanidade foram as vacinas”. Dr.Richard Morkowitz, médico, disse, “Vacinas tornaram-se sacramentos de nossa fé na biotecnologia, porque: 1) sua eficácia e segurança são amplamente vistas como auto-evidentes, não necessitando de nenhuma outra prova; 2) elas são dadas automaticamente para qualquer um, pela força se necessário, mas sempre em nome do bem comum; e 3) elas iniciam ritualmente nossa participação leal no jogo médico como um todo. Elas celebram nosso direito e poder, enquanto civilização, de manipular os processos biológicos visando o lucro, sem muita preocupação ou mesmo qualquer conceito explícito da população a ser sujeita a elas.” Essencialmente é simplesmente assumido que toda pessoa civilizada do planeta dá vacina às suas crianças e a crescente onda de pessoas informadas que escolhem não fazê-lo por alguma boa razão, são escarnecidas e ignoradas.

MEDICINA FAZ MAL À SAÚDE



“Entre a brutalidade para com o animal e a crueldade para com o homem, há uma só diferença: a vítima.”

MEDICINA FAZ MAL À SAÚDE
Por Sérgio Gwercman


"Os médicos estão entre as três maiores causas de morte atualmente"
Um selo colado na testa advertindo sobre os perigos que podem causar à saúde. Se dependesse do inglês Vernon Coleman, esse seria o uniforme ideal dos médicos. Dono de um diploma em medicina e um doutorado em ciências, Coleman abandonou a carreira após dez anos de trabalho para ganhar a vida escrevendo livros com títulos sugestivos do tipo Como Impedir o seu Médico de o Matar.

Autor de 95 livros, o inglês é um auto-intitulado defensor dos direitos dos pacientes. Em seus textos, publicados nos principais jornais do Reino Unido, costuma atacar a indústria farmacêutica – para ele, a grande financiadora da decadência – e, principalmente, os médicos que recusam tratamentos que excluam a utilização de remédios e cirurgias. Dono de opiniões polêmicas, Coleman ainda afirma que 90% das doenças poderiam ser curadas sem a ajuda de qualquer droga e que quanto mais a tecnologia se desenvolve, pior fica a qualidade dos diagnósticos.

Como um médico deve se comportar para oferecer o melhor tratamento possível a seu paciente?
Os médicos deveriam ver seus pacientes como membros da família. Infelizmente, isso não acontece. Eles olham os pacientes e pensam o quão rápido podem se livrar deles, ou como fazer mais dinheiro com aquele caso. Prescrevem remédios desnecessários e fazem cirurgias dispensáveis. Ao lado do câncer e dos problemas de coração, os médicos estão entre os três maiores causadores de mortes atualmente. Os pacientes deveriam aprender a ser céticos com essa profissão. E os governos, obrigá-los a usar um selo na testa dizendo "Atenção: este médico pode fazer mal para sua saúde".

Qual a instrução que pacientes recebem sobre os riscos dos tratamentos?
A maior parte das pessoas desconhece a existência de efeitos colaterais. E grande parte dos médicos não conhece os problemas que os remédios podem causar. Desde os anos 70 eu venho defendendo a introdução de um sistema internacional de monitoramento de medicamentos, para que os médicos sejam informados quando seus companheiros de outros países detectarem problemas. Espantosamente, esse sistema não existe. Se você imagina que, quando uma droga é retirada do mercado em um país, outros tomam ações parecidas, está errado. Um remédio que foi proibido nos Estados Unidos e na França demorou mais de cinco anos para sair de circulação no Reino Unido. Somente quando os pacientes souberem do lado ruim dos remédios é que poderão tomar decisões racionais sobre utilizá-los ou não em seus tratamentos.

Você considera que os médicos são bem informados a respeito dos remédios que receitam a seus pacientes?
A maior parte das informações que eles recebem vem da companhia que vende o produto, que obviamente está interessada em promover virtudes e esconder defeitos. Como resultado dessa ignorância, quatro de cada dez pacientes que recebem uma receita sofrem efeitos colaterais sensíveis, severos ou até letais. Creio que uma das principais razões para a epidemia internacional de doenças induzidas por remédios é a ganância das grandes empresas farmacêuticas. Elas fazem fortunas fabricando e vendendo remédios, com margens de lucro que deixam a indústria bélica internacional parecendo caridade de igreja.

E o que os pacientes deveriam fazer? Enfrentar doenças sem tomar remédios?
É perfeitamente possível vencer problemas de saúde sem utilizar remédios. Cerca de 90% das doenças melhoram sem tratamento, apenas por meio do processo natural de autocura do corpo. Problemas no coração podem ser tratados (não apenas prevenidos) com uma combinação de dieta, exercícios e controle do estresse. São técnicas que precisam do acompanhamento de um médico. Mas não de remédios.

Receber remédios não é o que os pacientes querem quando vão ao médico?
É verdade que muitos pacientes esperam receber medicamentos. Isso acontece porque eles têm falsas idéias sobre a eficiência e a segurança das drogas. É muito mais fácil terminar uma consulta entregando uma receita, mas isso não quer dizer que é a coisa certa a ser feita. Os médicos deveriam educar os pacientes e prescrever medicamentos apenas quando eles são essenciais, úteis e capazes de fazer mais bem do que mal.

Que problemas os remédios causam?
Sonolência, enjôos, dores de cabeça, problemas de pele, indigestão, confusão, alucinações, tremores, desmaios, depressão, chiados no ouvido e disfunções sexuais como frigidez e impotência.

Em um artigo, você cita três greves de médicos (em Israel, em 1973, e na Colômbia e em Los Angeles, em 1976) e diz que elas causaram redução na taxa de mortalidade. Como a ausência de médicos pode diminuir o risco à vida?

Hospitais não são bons lugares para os pacientes. É preciso estar muito saudável para sobreviver a um deles. Se os médicos não matarem o doente com remédios e cirurgias desnecessárias, uma infecção o fará. Sempre que os médicos entram em greve as taxas de mortalidade caem. Isso diz tudo.

Muitas pessoas optam por terapias alternativas. Esse é um bom caminho?
Em diversas partes do mundo, cada vez mais gente procura práticas alternativas em vez de médicos ortodoxos. De certa maneira, isso quer dizer que a medicina alternativa está se tornando a nova ortodoxia. O problema é que, por causa da recusa das autoridades em cooperar com essas técnicas, muitas vezes é possível trabalhar como terapeuta complementar sem ter o treinamento adequado. Medicina alternativa não é necessariamente melhor ou pior que a medicina ortodoxa. O melhor remédio é aquele que funciona para o paciente.

Em um de seus livros, você afirma que a tecnologia piorou a qualidade dos diagnósticos. A lógica não diz que deveria ter acontecido o contrário?
Testes são freqüentemente incorretos, mas os médicos aprenderam a acreditar nas máquinas. Quando eu era um jovem doutor, na década de 70, os médicos mais velhos apostavam na própria intuição. Conheci alguns que não sabiam nada sobre exames laboratoriais ou aparelhos de raio X e mesmo assim faziam diagnósticos perfeitos. Hoje, os médicos se baseiam em máquinas e testes sofisticados e cometem muito mais erros que antigamente.

Você faz ferrenha oposição aos testes médicos realizados com animais em laboratórios. De que outra maneira novas drogas poderiam ser desenvolvidas?
Faz muito mais sentido testar novas drogas em pedaços de tecidos humanos que num rato. Os resultados são mais confiáveis. Mas a indústria não gosta desses testes porque muitos medicamentos potencialmente perigosos para o homem seriam jogados fora e nunca poderiam ser comercializados. Qual o sentido de testar em animais? Existe uma lista de produtos que causam câncer nos bichos, mas são vendidos normalmente para o uso humano. Só as empresas farmacêuticas ganham com um sistema como esse.

O que você faz para cuidar da saúde?
Eu raramente tomo remédios. Para me manter saudável, evito comer carne, não fumo, tento não ficar acima do peso e faço exercícios físicos leves. Para proteger minha pressão, desligo a televisão quando médicos aparecem na tela apresentando uma nova e maravilhosa droga contra depressão, câncer ou artrite que tem cura garantida, é absolutamente segura e não tem efeitos colaterais.

Copyright © Abril S.A. Superinteressante - fevereiro 2004

8 de outubro de 2013

A PROPAGANDA - VERSÃO COMPLETA

COMO FOI CRIADA A DEMOCRACIA, AS RELIGIÕES, PARA QUE EXISTEM AS PROPAGANDAS, O QUE REALMENTE INCITOU O INICIO DA 2º GUERRA MUNDIAL, GUERRAS NO IRAQUE, ETC
ASSISTAM ANTES QUE O YOUTUBE RETIRE
Pri

Declaração da detentora do video

 Aqui está a declaração formal dei a Polícia Federal em 16 de junho de 2012:

Em uma viagem em visita a família em Seul, em abril , fui abordado por um homem e uma mulher que dizia serem desertores norte-coreanos . Eles me presentearam com um DVD e me pediram para traduzi-lo. Eles também me pediram para postar o filme completo na internet para que ele pudesse chegar a uma audiência mundial . Eu acreditei no que me foi dito e foi feito um acordo para proteger suas identidades (e minha ) .

Apesar das minhas preocupações sobre o que eu estava vendo , quando voltei para casa , comecei a traduzir e publicar o filme no Youtube por causa do conteúdo extraordinário do mesmo. Eu já tornado público a minha convicção de que este filme nunca foi destinado a um público interno da RPDC

Sabine

Eu traduzi este filme, colocado na voz Inglês mais e legendas , e em pareceres jurídicos borraram a identidade do apresentador e / ou apagou certos elementos.



  1. 00:00 Introdução
  2. 06:54 Criação de Idéias & Illusions
  3. medo 16:48
  4. Religião 19:35
  5. 25:00 Cuidado com o 1%
  6. 28:10 Psychosis Emulando
  7. 31:21 reescrever a história
  8. 41:15 O Nascimento da Propaganda
  9. Ups tampa 45:49 e Omissões
  10. Cumplicidade 54:10
  11. Censura 58:05
  12. 01:01:50 Diplomacia Internacional
  13. 01:06:14 Television
  14. 01:08:11 Advertising
  15. 01:14:36 ​​o culto da celebridade
  16. 01:22:34 Distração
  17. 01:28:01 Terrorismo
  18. 01:35:00 A revolução começa agora


Por favor, compartilhe e discuta com o máximo de pessoas que puder.
Obrigada

4 de setembro de 2013

Americana desabafa sobre anuncio do Obama querer atacar a Siria.


ANTES de tudo quero dizer que: NÃO SÃO SOMENTE OS AMERICANOS QUE ESTÃO INCLUSOS NISSO, EU COMO BRASILEIRA, FICO INDIGNADA EM VER COMO OS NOSSOS POLITICOS NOS ENGANAM E COMO OS BRASILEIROS NÃO SE IMPORTAM E FINGEM QUE NADA TEM A VER COM ISSO. É FODA VER SEUS COMPATRIOTAS ACHANDO QUE O PROBLEMA ESTA SOMENTE NOS OUTROS PAÍSES, É TENSO VER QUE ELES NAO ENTENDEM QUE SE A GUERRA ESTOURAR LA, A GENTE SE FODE AQUI TBM.
Temos uma agenda em andamento, essa agenda esta em andamento ha SECULOS, o nucleo sionista que esta por tras de tudo, tanto os americanos e os israelenses estao por trás disso, o Obama segue ordens, ele é um simples fantoche e nós somos mais fantoches do que eles pois somos a maioria e deixamos isso acontecer, somos facilmente induzidos, nos manipulam como manipulam gados e o pior, nós deixamos e ajudamos a cavar nossa propria cova e ainda dizemos, "amem".
Então, só os americanos precisam acordar? Acho que não heim, ACORDA BRASIL e acorde jovens, vão procurar ler blogs, ler o que os conspiracionistas dizem, saiam da matrix enquanto é tempo.





Video original: 


CANAL DELA NO YOUTUBE, CLIQUE AQUI

26 de agosto de 2013

Os Sóis de Deus*

*(trocadilho em inglês – suns-sóis, sons-filhos)

Capítulo retirado do livro: O Maior Segredo - David Icke

Nada tem servido mais a Agenda reptiliana do que a religião. Ainda hoje na América, a religião controla as mentes e demarca o pensamento do movimento patriota cristão, visto através de muitas outras cortinas de fumaça e se identificado com muitos aspectos da conspiração da Fraternidade. O que eles não podem encarar, contudo, é que sua própria religião é uma parte sólida desta conspiração.
Isto não é condenar todas as pessoas que se denominam cristãs. Há muitos que expressam uma espiritualidade amorosa através de suas crenças cristãs. Eu estou falando das instituições do cristianismo e sua arrogante doutrinação e imposição de sua visão desesperadamente limitada da vida que têm criado uma prisão mental para literalmente bilhões de pessoas por quase 2.000 anos. Todas as principais religiões, hinduísmo, cristianismo, judaísmo e islamismo, provieram da mesmíssima região do Oriente Próximo e Médio da qual a raça ariana e as linhagens répteis emergiram depois do cataclismo de talvez 7.000 anos atrás. Estas religiões foram esquematizadas para aprisionar a mente e tragar as emoções com medo e culpa. Elas foram baseadas geralmente em alguma figura „deus-salvador‟ como Jesus ou Maomé e somente acreditando neles e seguindo seus comandos nós podemos encontrar „Deus‟ e sermos salvos. Isto é precisamente o que os sacerdotes babilônicos diziam sobre Nimrod quando o esquema e controle-pela-religião estava sendo moldado na Babilônia. Aqueles que recusam acreditar nesta porcaria são condenados a alimentar os fogos do inferno por toda a eternidade. Hesitantemente, bilhões sobre bilhões têm caído neste esquema por milhares de anos, e ainda caem. Tudo bem se eles querem vender barato suas mentes e suas vidas, mas muitos insistem que todo mundo deve fazer o mesmo e isso não é bom. Não é bom gravemente. A maior parte das pessoas, lendo este livro, será de partes do mundo dominadas pelo cristianismo e judaísmo e assim, tomará estes como o principal exemplo de como estórias simbólicas tornaram-se verdades literais e como a manipulação dessas estórias têm produzido a mais poderosa forma de controle da mente em massa já inventada. Para compreender o verdadeiro background (segundo plano) das religiões, nós precisamos apreciar a base de toda religião antiga, retroagindo aos fenícios, aos babilônios e além. Era o Sol. A hierarquia focalizava no Sol porque, como eu destaquei anteriormente, eles compreendiam seu verdadeiro poder como um surpreendente gerador de energia eletromagnética que está afetando nossas vidas e comportamento a cada segundo de cada dia. O Sol contém 99% da matéria deste sistema solar. Somente pense sobre isso. O Sol é o sistema solar e quando ele muda nós mudamos. Compreendendo estes ciclos solares, e a natureza das mudanças da energia que ele projeta, permite a você antecipar como os seres humanos ficam mais prováveis para reagir aos vários eventos de diferentes períodos. Como com os textos que formam a base das várias religiões, há dois níveis de conhecimento na adoração ao Sol. No mundo antigo a hierarquia focalizava no Sol porque sabia de seu efeito em nível profundo, enquanto as massas idolatravam o Sol porque seu calor e luz tinham um óbvio e crucial papel em assegurar uma colheita abundante. Do mesmo jeito, um iniciado do conhecimento esotérico lerá a bíblia diferentemente de um crente cristão ou judeu. O iniciado reconhecerá o simbolismo, a numerologia e os códigos esotéricos, enquanto o crente toma o texto literalmente. Assim, o mesmo texto, faz as vezes de um meio de passar adiante conhecimento esotérico para o iniciado e cria uma prisão-religião para as massas que não são iniciadas. Grande esquema.


Figura 13 O antigo símbolo para o ciclo anual do Sol da qual tantos símbolos e estórias simbólicas se originaram. Você pode ver este símbolo nas retratações de Barati e Britânia abaixo


A retratação fenícia de Barati (direita) e o símbolo britânico de Britânia. Elas são a mesma divindade e nomes alternativos para Rainha Semiramis na Babilônia e Ísis no Egito.

Compreender o antigo simbolismo do Sol é compreender as principais religiões. No mundo antigo eles usavam um símbolo especial (veja Figura 13) para a jornada do sol através do ano. Como veremos em um capítulo mais adiante, este é ainda um símbolo fundamental usado pela Fraternidade Babilônica. Ele simboliza tanto as representações fenícias de Barati quanto estava no escudo de sua expressão britânica, Britannia (Britânia). Os antigos tomaram o círculo do zodíaco (uma palavra grega significando círculo animal) e inseriram uma cruz para marcar as quatro estações. No centro da cruz, eles colocaram o Sol. Muitas das divindades pré-cristãs são ditas como nascidas em 25 de dezembro por causa deste simbolismo. Em 21-22 de dezembro, você têm o solstício de inverno quando, no hemisfério norte, o Sol está no seu ponto mais baixo de seu poder no ciclo anual. O Sol, os antigos diziam, tinha simbolicamente „morrido‟. Perto de 25 de dezembro, o Sol tinha demonstravelmente iniciado sua simbólica jornada de volta ao verão e o pico de seu poder. Os antigos, portanto, diziam que o Sol „nascia‟ em 25 de dezembro. O natal cristão é meramente um festival pagão renomeado, como de fato o são todos os festivais cristãos. Páscoa é um outro. Por volta de 25 de março, a antiga data fixada para Páscoa, o Sol entra no astrológico signo de Áries, o carneiro (ram), ou o cordeiro (lamb). Nesta época os antigos costumavam sacrificar cordeiros porque eles acreditavam que isto apaziguaria os deuses, mais notavelmente o deus Sol, e asseguraria colheitas abundantes. Em outras palavras eles acreditavam que o sangue do cordeiro significaria que seus pecados seriam perdoados.
Na antiga Babilônia, era dito que Tammuz, o filho da Rainha Semiramis, foi crucificado com um cordeiro aos seus pés e colocado em uma caverna. Quando uma rocha foi rolada para fora da entrada da caverna três dias depois, seu corpo tinha desaparecido. Eu definitivamente escutei isto em algum lugar antes. Os antigos também simbolizavam o Sol como um bebê em dezembro, um jovem na Páscoa, um robusto, imensamente forte, homem no verão, um homem envelhecendo e perdendo sua força no outono, e um homem velho pelo solstício de inverno. A moderna retratação de um Tempo Pai Velho é uma versão disto. Eles também simbolizaram o Sol como tendo longos cabelos dourados (raios solares) que ficavam mais curtos enquanto ele perdia seu poder nos meses de outono. Agora olhe novamente a estória de Sansão – Sam – sun no Velho Testamento. Ele era incrivelmente forte e tinha cabelos compridos, mas ele perdeu sua força quando seu cabelo foi cortado. Os problemas começaram quando ele entrou na Casa de Dalila – a casa astrológica de virgem, a virgem, através da qual o Sol passa quando o outono se aproxima. Concentrando seu último repente de força, Sam-the-Sun, empurra para baixo as duas colunas, que são o clássico simbolismo da Fraternidade retroagindo pelo menos ao antigo Egito e é usado ainda pelos maçons hoje. Samson é Sam Sun – uma estória simbólica do ciclo anual do Sol. Não existia tal pessoa. Em hebreu, Samson significa eu entendendo, o Deus do Sol.
Para os cristãos ortodoxos, Jesus é o único gerado Filho de Deus que morreu para que nossos pecados pudessem ser perdoados. Mas você encontrará exatamente as mesmas alegações para uma torrente de „deuses‟ no mundo antigo bem antes do nome de „Jesus‟ fosse mesmo conhecido. De fato, nós sabemos que seu nome não era Jesus porque esta é uma tradução grega de um nome hebreu. O termo Filho de Deus parecia ter se originado pelo menos em uma época tão remota no passado como a dos reis góticos arianos da Cilicia, que usavam o título „Filho do Deus Sol‟, uma tradição adotada pelos Faraós do Egito. (1) Para muitos na Nova Era, Jesus é Sananda, uma alto inciado de alguma hierarquia espiritual, que encarnou para impregnar a Terra com a energia „Crística‟. Ou, dependendo com quem você conversa, ele era um extraterrestre em uma missão similar. Para outros ele estava reivindicando ser o Rei dos „Judeus‟ pelo direito de sua linhagem com Rei David. Mas Jesus realmente existiu? E Moisés, Salomão e o Rei David existiram? Eu diria categoricamente que não. Não há evidências críveis para a existência de nenhum deles fora dos textos bíblicos e eles não são certamente críveis. Então de onde eles vieram?

 O Velho Testamento


Em 721 a.C., parece que Israel foi invadido pelos assírios e os israelitas, ou cananeus foram levados em cativeiro. Contudo, as tribos conhecidas pela história oficial como judá e benjamin, sobreviveram por mais de uma centena de anos depois disto, antes que eles fossem conquistados e capturados por nossos amigos, os babilônios, por volta de 586 a.C.. Foi na Babilônia, aquela antiga capital cidade da hierarquia e sacerdócio ariano-réptil, que os sacerdotes hebreus, os levitas, começaram a criar uma história manufaturada, que obscurecia a verdade do que realmente aconteceu. Eu quero dizer, pergunte a você mesmo, uma Fraternidade que orquestrou a destruição do conhecimento e bibliotecas antigas por todo o mundo, vai escrever a história verdadeira nos seus textos, ou eles vão produzir a versão que eles querem que as pessoas acreditem? Durante e depois de sua estada na Babilônia, com sua riqueza de conhecimentos e estórias herdados da Suméria, os levitas mesclaram verdade, frequentemente verdade simbólica, com fantasias e esta mistura tornou-se as bases do Velho Testamento. Os assim chamados israelitas não escreveram estes textos ou concordaram com o que eles diziam. Mesmo que se aceite que eles até existiram, os israelitas já tinham há muito se

20 de agosto de 2013

VOCÊ SABE O PERIGO DAS SUBSTÂNCIAS QUE CONSOME? ☠☠☠☠

-Dr. Russell Blaylock

Russell Blaylock é um neurocirurgião treinado que se um especialista em nutrição e toxinas em alimentos, utensílios de cozinha, dentes e vacinas considera. Ao contrário do que a grande maioria das evidências científicas, Blaylock sustenta que as vacinas, como a vacina H1N1 são perigosos ou ineficazes; que amálgamas dentárias e água fluoretada são prejudiciais para a nossa saúde, e que panelas de alumínio,aspartame e MSG são substâncias tóxicas.

Dr. Russell L. Blaylock, professor de neurocirurgia na Faculdade de Medicina da Universidade de Mississippi, publicou recentemente um livro detalhando minuciosamente o dano que é causada pela ingestão excessiva de ácido aspártico do aspartame. Blaylock faz uso de quase 500 referências científicas para mostrar como o excesso de aminoácidos excitatórios livres como o ácido aspártico e ácido glutâmico (cerca de 99 por cento de glutamato monossódico ou MSG é o ácido glutâmico) em nossa alimentação está causando sérios distúrbios neurológicos crônicos e uma infinidade de outros sintomas agudos.

http://www.skepdic.com/blaylock.html

-ABAIXO SEGUE A LISTA DAS SUBSTÂNCIAS E ALGUMAS INFORMAÇÕES QUE AGRUPEI.

Um site com uma tabela com substâncias anticancro e carcinogêneas .

Substâncias anticancro e substâncias carcinogéneas
http://cancro-cura.icebex.com/73
Consumo alimentar e estado nutricional da população brasileira:
perfil, tendências e sua relação com as políticas de Segurança Alimentar e Nutricional(Observação link do governo)

http://www2.planalto.gov.br/consea/plenarias/apresentacoes/consumo-alimentar-e-estado-nutricional-da-populacao-brasileira

-ASPARTAME(NUTRASWEET-ASPARTAMO)


O aspartame pode ser considerado a talidomida dos anos 90. Com os nomes de NutraSweet,Finn, ZeroCal e outras marcas comerciais, os adoçantes com aspartame são extremamente perigosos por estarem presentes em toda parte, em alimentos dietéticos, supostamente saudáveis, e até mesmo em Vitaminas para crianças, remédios, pudins, gelatinas e adoçando o mais inocente cafezinho.
É encontrado também na Diet Coke e em outros refrigerantes diet. O aspartame é uma neurotoxina, ou seja, uma droga que destrói o sistema nervoso e o cérebro. Sua molécula tem três componentes: ácido aspártico, fenilalanina e metanol. Já se comprovou que o ácido aspártico causa lesões cerebrais em experiências com animais.
A fenilalanina existente no aspartame é neurotóxica, quando isolada dos outros aminoácidos das proteínas. Facilita a ocorrência de ataques epiléticos e bloqueia a produção de serotonina, que é uma das substâncias existentes no cérebro para regular o sono. Níveis baixos deserotonina, além de insônia, provocam depressão, angústia, mau humor e até sintomas de paranóia.
Finalmente, o metanol venenoso álcool de madeira que já cegou e matou milhares de pessoas converte-se depois de ingerido em formaldeído e ácido fórmico (principal componente do veneno da picada das formigas). O formaldeído, neurotoxina mortal que fica armazenada no tecido adiposo, principalmente nos quadris e coxas, é usado para embalsamar cadáveres e é um violento cancerígeno.
Há 92 sintomas documentados de envenenamento por estes produtos, entre os quais encontramos:

a.. dores de cabeça

b.. ganho de peso

c.. alterações no nível de colesterol

d.. alterações na pressão sanguínea

e.. urticária

f.. dormência

g.. fadiga

h.. xeroftalmia (olhos secos)

i.. dificuldade de salivação

j.. irritabilidade

k.. ansiedade

l.. depressão

m.. visão borrada

n.. tonteira

o.. vertigens

p.. espasmos musculares

q.. ataques epiléticos

r.. taquicardia

s.. zumbido nos ouvidos

t.. perda de audição

u.. cegueira

v.. fala arrastada

w.. perda do paladar

x.. insônia.

Um dos efeitos mais sarcásticos, embora não mortal, do aspartame é o GANHO DE PESO. Em sua ação sobre o cérebro, o aspartame faz com que a pessoa sinta mais desejo de comer carboidratos farinhas, açúcares, amido e, assim, acaba engordando. Forma-se um círculo vicioso: a pessoa toma aspartame para emagrecer; mas passa a ingerir mais carboidratos, e aí engorda; logo, adota ainda mais alimentos com aspartame. A pessoa presa neste círculo vicioso fica cada vez mais vulnerável aos efeitos letais da droga.
Se você usa aspartame e sente dores de cabeça, depressão, fala arrastada, boca sempre seca, perda de memória, perda de sensação ou dores repentinas nos membros inferiores, perda de equilíbrio, vertigens, ataques de ansiedade, fadiga crônica, se seus olhos se irritam facilmente, coçam, ou se sua visão está piorando ou com pontos brilhantes que piscam, se sofre descolamento de retina, ataques semelhantes aos epiléticos, espasmos musculares, palpitações cardíacas etc. você está com a doença do aspartame.
Muitos médicos têm diagnosticado esclerose múltipla quando o que existe na realidade é intoxicação por metanol. Esclerose múltipla não mata, intoxicação por metanol sim.

18 de agosto de 2013

A Fraternidade Babilônica - David Icke

Enquanto as águas do dilúvio recuavam, depois do catalismo de Vênus, os sobreviventes desceram das montanhas e saíram do interior da Terra. Eles se assentaram nas terras baixas e planícies e começaram a reconstruir. Isto foi quando a Suméria, o Egito e a civilização no Vale do Indo repentinamente surgiram em um alto nível de avanço tecnológico, embora existissem antes e agora, estavam estabelecidos depois do cataclismo.
A sociedade sumeriana começou no auge de seu desenvolvimento por causa desta repentina infusão de conhecimento e a raça branca ariana, originalmente de Marte, expandiu-se das Montanhas Cáucaso e do Oriente Próximo para baixo na Suméria, Egito e no Vale do Indo onde, como até a história convencional concorda, sociedades altamente avançadas espontaneamente surgiram. Contudo dentro desta raça branca, e outras também, havia uma vertente que eu chamarei réptil-ariana ou réptil-humana. Todas às vezes que eu usar o termo ariano eu estou me referindo a raça branca. Estas eram as linhagens acasaladas criadas pelas manipulações genéticas dos Anunnaki. O maior centro das linhagens réptil-arianas, no mundo antigo, depois que as águas do dilúvio recuaram, era Babilônia no sul da região da Suméria ao longo do Rio Eufrates. Uma olhada mais de perto nas evidências parece datar a fundação da Babilônia bem anterior do que previamente acreditou-se e ela era uma das primeiras cidades na era pós-dilúvio. Foi aqui que as escolas de mistério e sociedades secretas foram constituídas, as quais eram para estender-se pelo globo nos milhares de anos que se seguiam. A Fraternidade que controla o mundo hoje é a moderna expressão da Fraternidade Babilônica de sacerdotes e 'realeza' réptil-ariana que se reuniram ali depois do dilúvio. Foi na Babilônia neste período pós dilúvio, por volta de 6.000 anos atrás, que as crenças base – crenças manipuladas – das religiões do mundo de hoje foram estabelecidas para controlar e governar as pessoas.
O fundador da Babilônia, de acordo com os textos antigos e lendas, foi Nimrod que reinou com sua mulher, Rainha Semiramis. Nimrod era descrito como um „poderoso tirano‟ e um dos „gigantes‟. Os árabes acreditavam que depois do dilúvio foi Nimrod que construiu, ou reconstruiu, a surpreendente estrutura em Baalbek no Líbano com três pedras pesando 800 toneladas cada uma. Diz-se que ele governou a região que é agora o Líbano e, de acordo com o Gênesis, os primeiros centros do reino de Nimrod foram Babilônia, Akkad e outras na terra de Shinar (Suméria). Mais tarde ele expandiu na direção da Assíria para construir cidades como Nínive onde muitas das Tabuinhas Sumerianas foram encontradas.
Nimrod e Semiramis (ou os seres que estes nomes simbolizavam) eram das linhagens répteis que também tornaram-se conhecidos como Titãs, as vertentes genéticas dos humanos dominados por répteis (possuídos) e os reptilianos puro sangue. Esta raça de „gigantes‟ ou „Titãs‟ dizia-se descendente de Noé, o bebê descrito no Livro de Enoch (previamente o Livro de Noé) como sendo um ser híbrido humano-Sentinela com pele extremamente branca. O pai de Nimrod nos textos do Gênesis era Cush, também conhecido como Bel ou Belus, que era o neto de Noé e filho de Ham. Cush tornou-se conhecido como a divindade, Hermes, que significa Filho de Ham. (1) Ham ou Khem significa o ‟incinerado‟ e deve ter sido ligado a adoração do Sol. (2) Uma grande rede de divindades emergiram da Babilônia e suas conexões com o Egito. Nimrod e Semiramis permanecem divindades da Fraternidade até o dia de hoje sob muitos nomes diferentes. Nimrod era simbolizado como um peixe e a Rainha Semiramis como um peixe, ou uma pomba. Semiramis é provável ser simbólica de Ninkharsag, a criadora das linhagens réptil-humanas. Nimrod era o deus-peixe Dagon que era retratado como meio homem, meio peixe. (3) É possível que fosse simbólico de ele ser meio humano, meio réptil com escamas. A rainha Semiramis era também simbolizada como um peixe, porque os babilônios acreditavam ser o peixe um afrodisíaco e ele tornou-se símbolo da Deusa do Amor. (4) Por isso o uso do peixe no simbolismo e arquitetura cristã. Em seu papel como o „Espírito Santo‟, Semiramis era mostrada como uma pomba segurando um ramo de oliveira e Semiramis significa „portadora do ramo‟ como em „Ze‟ (a) „emir‟ (ramo) e „amit‟(portadora). (5) Repare também este simbolismo na estória de Noé e do Grande Dilúvio, quando a pomba retorna portando (carregando) um ramo de oliveira. O retorno dos reptilianos depois do dilúvio? O nome, Semiramis, era desdobrado na mais primitiva divindade indiana, Sami-Rama-isi ou Semi-ramis. (6) Um peixe ou uma pomba são dois símbolos largamente usados em rituais religiosos e cerimônias nacionais, embora a maioria das pessoas envolvidas não tenham idéia da significação verdadeira. Sinn Fein, a ala política do grupo terrorista da Irlanda do Norte o IRA, têm uma pomba como seu símbolo e você encontra a pomba em muitos dos cetros portados pelos monarcas britânicos (veja a seção de imagens). Ambas organizações são frentes (fronts-fachadas) modernas para a Fraternidade Babilônica e as pombas simbolizam a Rainha Semiramis. A pomba para eles não é símbolo da paz, mas da morte e destruição por causa do simbolismo reverso que a Fraternidade emprega. Se é positivo para as massas, é negativo para a Fraternidade, e isto permite que seus símbolos negativos sejam colocados em todas as partes na arena pública. Ninguém reclama porque não têm idéia do que estes símbolos, como a pomba, realmente representam.



A Flor de Lis, símbolo da trinidade babilônica de Nimrod, Rainha Semiramis e Tammuz, entre outras coisas.

Semiramis era chamada a Rainha do Céu (também Réia), a Virgem Mãe dos Deuses, e algumas vezes conhecida como a Grande Mãe Terra (Ninkharsag). Ela era também adorada sob o nome Astarte „a mulher que fez torres‟ e isto pode se referir a Torre de Babel (Babilônia) a qual é dito que Nimrod construiu. As linhagens da realeza européia provêm das linhagens réptil-arianas da Babilônia e a coroa se derivou do chapéu (casquete) com chifres usado por Nimrod. Os chifres simbolizavam a autoridade do monarca e mais tarde tornaram-se uma faixa de metal com três chifres simbolizando poder real com autoridade divina. (7) Isto é representado pelo símbolo da flor-de-lis a qual você encontra por toda as insígnias da realeza moderna (veja Figura 6). Como eu já mencionei, a hierarquia „real‟ Draco, os brancos albinos alados, (dizia-se) teria chifres, e eu tenho certeza que esta é a verdadeira origem dos chapéus com chifres da realeza antiga. A clássica representação do Diabo também têm chifres similares aos Draco.
À Nimrod deu-se o título Baal (o Senhor) e Semiramis era Baalti (Minha Dama-Senhora). O termo latino para minha dama é Mea Domina a qual tem no italiano a corruptela Madonna. (8) Nimrod era representado em seu papel dual como Deus o Pai e Ninus, o filho de Semiramis, e o ramo de oliveira dela era simbólico desta descendência produzida através de uma „natividade virgem‟. Ninus era também conhecido como Tammuz que se dizia ter sido crucificado com um cordeiro à seus pés e colocado em uma caverna. Quando uma rocha foi rolada para fora da entrada da caverna três dias mais tarde, seu corpo tinha desaparecido. Recebeu esta informação em outro lugar antes? Este tema marido-esposa-filho de Nimrod-Semiramis-Ninus/Tammuz tornou-se a mitologia Osiris-Isis-Horus dos egípcios com seus equivalentes na Índia, Ásia, China e em outras partes. Muito mais tarde seriam José, Maria e Jesus. Quando os babilônios conduziam seus ritos de primavera para marcar a morte e ressurreição depois de três dias de Tammuz-
Ninus, eles ofereciam pãezinhos inscritos com uma cruz solar. Sim, até os pãezinhos inscritos com uma cruz solar (hot cross buns) da tradição pascal britânica provêm da Babilônia. Páscoa (Easter) provêm de um outro aspecto da Rainha Semiramis – Ishtar – e é disto, possivelmente de uma outra divindade, Ashtaroth (Astarte), que nós obtemos o nome de „Ashtar‟ como em „Comando Ashtar‟, uma crença completamente manipulada da Nova Era em um „herói‟ extraterrestre que viria salvar-nos. Os mitos e simbolismos babilônios proveram os alicerces para todas as principais religiões, especialmente o Cristianismo. A Igreja Romana foi uma criação da Fraternidade Babilônica e o papa ainda usa uma mitra moldada como uma cabeça de peixe para simbolizar Nimrod. Este é também o significado do seu anel do Pescador. Alegava-se

Sobrevivente do Holocausto afirma que Israel age como os nazistas e A origem do mítico número dos 6 milhões de judeus mortos

Um dos poucos sobreviventes do campo de concentração nazista de Aushwitz, Hajo Meyer, afirmou durante uma turnê de palestras na Escócia, que é possível traçar paralelos entre o tratamento recebido pelos judeus na 2ª Guerra Mundial e a situação atual dos palestinos nas mãos dos israelenses.

“Os israelenses desumanizam os palestinos, tal como os nazistas tentaram me desumanizar. Ninguém deveria desumanizar o outro”, disse Meyer, que passou dez meses em Aushwitz em 1944. “Talvez Israel não seja o país mais cruel do mundo, mas uma coisa é certa: Israel é o campeão mundial em pretender ser o país de maior cultura e civilização”, afirmou.

O alemão nasceu em Bielefeld, em 1924. Depois de ser proibido de ir à escola, em 1938, foi para a Holanda, sozinho. Meyer passou um ano escondido, quando foi pego pela Gestapo e enviado ao campo de concentração de Auschwitz, onde permaneceu por dez meses. Hoje, vive na Holanda e é autor de três livros sobre judaísmo, Holocausto e sionismo.

Meyer defende que o significado do termo “anti-semita” mudou. “Antes, anti-semita era alguém que odiava os judeus, por eles serem judeus. Hoje, anti-semita é alguém que é odiado pelos judeus.” Como porta-voz da Rede Internacional de Judeus Anti-Sionistas, afirmou que é preciso saber que criticar Israel não é o mesmo que criticar os judeus.

O ativista escocês pela causa palestina, Mick Napier, afirmou que Hajo Meyer entende "o abuso que Israel faz da trágica história do Holocausto para defender seus próprios crimes".



A origem do mítico número dos 6 milhões de judeus mortos




Por que o número dos "Seis Milhões "?








Os sionistas têm continuamente e histericamente tentado reivindicar que seis milhões de judeus foram mortos, morrendo ou em grave perigo na Europa e Rússia desde o final dos anos de 1800. A qualquer hora que houve confusão na Europa, importantes figures sionistas e organizações mundiais da mídia continuamente estimularam um frenesi com falsas choradeiras para conseguir que as pessoas se sentissem pena dos judeus europeus e doassem dinheiro para organizações judaicas de caridade. Acontece que esse lendário número de seis milhões, há muito tempo desacreditado até pelas correntes principais dos historiadores do holocausto, provém de um mito religioso judaico-talmúdico que diz "Tu retornarás com seis milhões a menos" ou "Tu retornarás à terra de Israel com menos seis milhões", e, obviamente, a Segunda Grande Guerra pariu o moderno estado de Israel que foi estabelecido em 1948. Judeus israelenses freqüentemente desculpam-se pelo seu sistemático genocídio de Palestintos e assalto das terras Palestinas educando o assim-chamado Holocausto da Segunda Grande Guerra. Os sionistas têm tanta influência que transformaram uma profecia religiosa judaica num "fato histórico ".




As profecias judacias na Torah requerem que 6 milhões de Judeus devam "desaparecer" antes que o Estado de Israel possa ser formado. "Você deverá retornar com menos 6 milhões." Isso é o motivo pelo qual Tom Segev, um historiador israelense, declarou que "6 milhões" é uma tentativa de transformar a história do holocausto em uma religião de Estado. Aqueles seis milhões, de acordo com a profecia, tinham que desaparecer em "fornalhas", as quais a versão judicial do holocausto hoje autentica. Como uma matéria de fato, Robert B. Goldmann escreve: ". . . sem o holocausto não haveria Estado Judeu." Uma simples consequência: Devido aos seis milhões de Judeus gaseados em Auschwitz que terminaram em "fornalhas" (a palavra grega holocausto significa ofertas ao fogo), portanto, as profecias foram agora "cumpridas" e Israel pode se tornar um "estado legítimo".




A respeito do número dos 'seis milhões' você deveria saber o que se segue: No texto hebraico das profecias da Torah, pode-se ler "você deverá retornar". No texto, a letra "V" ou "VAU" está susente, conforme o hebraico não tenha quaisquer números; a letra V significa o número 6. Ben Weintraub, um cientista religioso, aprendeu com os rabis que o significado da letra faltante significa o número de '6 milhões'. A profecia então se lê: Você retornará, mas com 6 milhões a menos. Veja Ben Weintraub: "O Dogma do Holocausto do Judaísmo", Cosmo Publishing, Washington 1995, página 3. Os faltantes 6 milhões devem estar desta forma antes dos judeus retornarem à Terra Prometida. Javé vê isso como uma limpeza das almas do povo pecador. Os judeus devem, no retorno à Terra Prometida, estar limpos – a limpeza deverá ser feita em fornalhas.




Eis uns poucos exemplos para sua consideração. Note as contínuas referências aos "6,000,000 de judeus" e o termo "holocausto" usado bem antes dos eventos da década de 40.

1900 - Líder judeu deixa escapar o esquema Sionista do holocausto




11 DE JUNHO DE 1900 - NEW YORK TIMES - página 7 – Discurso do Rabbi Wise

"Há 6,000,000 vivendo, sangrando, sofrendo argumentos em favor do Sionismo."









1902 – A décima edição da Encyclopedia Britannica (sob sua entrada sobre 'antissemitismo') referencia "seis milhões de judeus" da Romênia e Rússia sendo "sistematicamente degradados"









1905- Um pregador judeu declara que se o levante comunista liderado pelos judeus na Rússia segue-se em derrubar o governo Tzarista, e que o Sionismo não seria mais necessário.











1906 – Um publicista judeu grita que haveria um iminente Holocausto de "seis milhões de judeus" na Rússia durante o resultado do primeiro levante comunista na Rússia ali.









1910 – No relato anual do Comitê Judaico Americano é reclamado que desde 1890, a Rússia tem tido uma política para 'expulsar ou exterminar' seis milhões de seus judeus. (Fonte: Livro do Ano do CJA de Setembro de 1911 a Setembro de 1912 pg. 15)





1919 – Pouco depois da Primeira Grande Guerra, reclamam um Holocausto de "seis milhões de Judeus". Não foi muito longe, ninguém comprou a história.














1921 – Patriotas russos brancos ganham terreno sobre os usurpadores bolcheviques de sua nação. Em uma vã tentativa de disfarçar seu pesado envolvimento no bolchevismo, judeus reviraram novamente o mito dos "seis milhões".









1932 - A polícia secreta soviética (NKVD) dominada pelos judeus, liderada pelos judeus bolchevistas Kaganovich, Yagoda, Beria, etc, orquestram uma fome artificial na Ucrânia para sufocar a resistência nacionalista a um golpe bolchevique, sob a ordem de Stalin. O resultado é 6 milhões de homens, mulheres e crianças ucranianos mortos. É então conhecido como o "Holodomor".







1936- É reportado no New York Times que grupos sionistas estavam fazendo pedidos histéricos aos líderes e organizações cristãs americanas, bem como ao governo britânico para ajudar na criação de uma "nação judaica na Palestina" para salvar os judeus do "Holocausto Europeu". Isso foi até antes da criação dos guetos judaicos, sem falar dos campos de concentração, e mais de três anos antes da 2ª Grande Guerra ter começado.














1940 – Os judeus novamente reclamam "seis milhões" de vítimas mesmo antes dos campos alemães fossem criados.









1943 – Um redator judeu sionista de Hollywood, Ben Hecht, lançou a mentira dos seis milhões no Reader's Digest. Ele continuaria a se tornar um propagandista para a gangue terrorista do judeu Irgun na Palestina.










1945 – Antes que alguém pudesse ter conhecido o número, os judeus reclamam a morte de "seis milhões".









Notório propagandista comunista judaico-soviético Ilya Ehrenburg, o monstro que exortou o Exército Vermelho a massacrar impiedosamente os civis alemães e prisioneiros de Guerra e incitou o estupro em massa de mais de dois milhões de alemães e mulheres e garotas européias orientais, reclama "seis milhões" de judeus mortos antes que alguém pudesse ter sabido que este era o número.








1946 – Um ano depois da Guerra, os judeus estão já declamando o mito dos "seis milhões" como um fato.











Arrecadação de recursos - 

















1990- Número de mortos em Auschwitz reduziu-se de 4 milhões para 1 milhão









O número de mortos estimado em campos da Alemanha foi algo em torno de 300,000 (cerca de metade dos quais eram judeus) baseado em registros da Cruz Vermelha (que continuamente inspecionou os campos nazistas), os livros de mortes em Auschwitz liberado aos arquivos soviéticos em 1990 e outras evidências. Principais causas de morte: tifo/fome.











Fonte: http://judaismoemaconaria.blogspot.com.br/2011/06/origem-do-mitico-numero-dos-6-milhoes.html