Entendam

Deus não esta em templos, muros, placas, não! Ele esta dentro de você, NÃO somos pecadores desde que nascemos, isso é uma mentira, somos seres divinos e mágicos e temos essa essência masculina e feminina da fonte criadora dentro de cada um, não esta nas mãos de extraterrestres salvar o mundo, esta nas mãos dos seres que aqui habitam, o que eles podem fazer é auxiliar no processo, mas não virão aqui nos tomar pelas mãos como se fossemos bebês e nos DAR um planeta novinho em folha para destruirmos NOVAMENTE, ou aprendemos a tratar bem do nosso, ou seremos expulsos pela própria Terra.
Parem de buscar Deus em coisas materiais, se você não aprender a se respeitar, se amar, não vai encontrar Deus, vai se iludir, vai chorar, entrar em depressão e o pior não vai entender que a mudança começa de dentro para fora e que viver é um presente não um pecado ou castigo.
Como diria um anjo: "O amor é o sábio que nos guia" e como diria Gandhi " Não busque o caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho."

Grande abraço a todos e Bem Vindos ao Life's Changing
Welcome - Bienvenido
Pri

DICA: ACESSEM AS ABAS "ARQUIVOS DO BLOG", TAMBÉM OS "MARCADORES" QUE ESTÃO do DO LADO DIREITO DA SUA TELA, AO LADO DA POSTAGEM
CLIQUE TAMBÉM EM "POSTAGENS POPULARES". TEM MUITA COISA SENDO POSTADA E QUE FICA PARA TRÁS SE VOCÊ NÃO SOUBER ONDE PROCURAR, ESTAS SÃO AS DICAS.
Bons estudos
Pri

Siga-nos por e-mail, a cada post novo, você recebe um e-mail

POSTS RECENTES

30 de junho de 2015

VIVENDO EM UM HOLOGRAMA - A NOSSA REALIDADE HOLOGRÁFICA


Crescemos pensando e acreditando que o mundo e a realidade em que existimos é algo tangível e físico e que ela é assim como percebemos.

Este processo de pensamento não só volta nos desiludindo com relação à vários fenômenos difíceis de explicar, mas as percepções são entendidas subjetivamente e não refletem uma realidade objetiva, se é que tal realidade sequer existe.

Com os importantes avanços no conhecimento e a informação obtida pela raça humana em sua historia mais recente, as mudanças são radicais com relação a forma com que se percebe a realidade que se esta formulando. 

Quando o universo foi visto como um espaço vazio, com fragmentos dispersos de matéria, está agora a ser visto como uma projeção holográfica derivada da realidade primária, invisível as nossas ferramentas biológicas e tecnológicas.

A evidência de uma realidade holográfica está se tornando muito abundante; demais até, para ser ignorada.

O que dá mais credibilidade é que aqueles que experimentaram os estados mais elevados de consciência e as etapas da realidade através da meditação, projeção astral, ou enteogenos, proclamaram as mesmas reflexões e aforismos holografescos.

Para dar apenas um exemplo, houve uma pesquisa feita em 1982 na Universidade de Paris, que descobriu que, sob certas circunstâncias, partículas subatômicas, os elétrons são capazes instantaneamente de se comunicar uns com os outros, independentemente da distância que os separa. Não importa se fossem 10 pés ou de 10 bilhões milhas de distância.

De alguma forma uma partícula sempre parecia saber o que fez a outra.

O grande físico David Bohm acredita que esses resultados sugerem que a realidade objetiva não existe, que, apesar da aparente solidez o universo está no coração de um fantasma, um holograma gigantesco e extremamente detalhado.

Em um holograma, tudo está dentro da parte. Não importa quantas vezes o grupo é dividido, a parte sempre conterá o todo.

E o aumento da consciência das conquistas mostram que cada parte, aparentemente pequena ou independente, é a realidade total e a própria realidade de origem contém a mesma fonte, e vice-versa.

A dedução das experiências holográficas concluem que a autonomia e a separação é uma ilusão (maya), e que tudo é UM.

A unidade é um conceito encontrado no sistema de crenças aparentemente crescendo e manifestada no campo da consciência humana, o que encoraja são as recentes descobertas relacionadas com a nossa realidade manifestada. Se este for realmente o caso (e existem provas suficientes de que é), então o próprio universo é uma projeção, um holograma.

Se a aparente separação das partículas subatômicas é uma ilusão, isso significa que em um nível mais profundo de realidade todas as coisas do universo estão infinitamente interconectadas.

Os elétrons em um átomo de carbono no cérebro humano estão interconectados com as partículas subatômicas que compreendem cada salmão que nada, cada coração que bate e cada estrela que brilha no céu. A unidade prevalece.

Em um universo holográfico, mesmo o tempo e o espaço não podem mais ser considerados como fundamentais. Porque conceitos como localização se quebram diante de um universo em que nada está verdadeiramente separado de nada, o tempo e espaço tridimensional, como as imagens dos peixes nos monitores, também teria que ser visto como projeções de ordem mais profunda.

Em seu nível mais profundo, a realidade é uma espécie de super-holograma no qual o passado, o presente e o futuro existem simultaneamente.

O universo em três dimensões em que vivemos é o holograma criado a partir de uma realidade primária que está fora do espaço e do tempo, por isso é uma cópia de algo "real", por isso faria sentido, neste caso, que o nosso verdadeiro Eu estivesse em outra realidade.

Nossa consciência é o nosso verdadeiro Eu. A Consciência é tudo e portanto, não é nada, como tudo o que é, é a consciência.

Para fortalecer ainda mais o caso de uma realidade holográfica, considere o seguinte:

Um universo holográfico explica quase todas as experiências paranormais e místicas.

Experiências de quase-morte (EQM) podem ser explicadas por um universo holográfico, em que a morte é uma mudança na consciência de uma pessoa de um nível do holograma de uma realidade para outra.

Modelos atuais neurofisiológicos do cérebro são insuficientes e apenas um modelo holográfico pode explicar as coisas como experiências arquetípicas, encontros com os fenômenos incomuns inconsciente coletivo e outras experimentadas durante estados alterados de consciência.

Um modelo holográfico para o universo explica sonhos lúcidos, nesses sonhos são visitadas a realidades paralelas.

As Sincronicidades podem ser explicadaa pelo modelo holográfico. Os nossos processos de pensamento são muito mais intimamente conectados com o mundo físico do que se pensava anteriormente. Observe também que as sincronicidades tendem a atingir o seu pico pouco antes de um novo entendimento ou conhecimento.

Telepatia, precognição, sentimentos místicos de unidade com o universo, e mesmo psychokinesis podem ser explicados pelo modelo holográfico.

A holografia pode explicar como o nosso cérebro pode armazenar tantas memórias em tão pouco espaço (280,000,000,000,000,000,000 são os bits de informação que nosso cérebro pode armazenar).

A holografia também pode explicar como podemos lembrar e esquecer, como somos capazes de ter memória associativa, como temos a capacidade de reconhecer objetos familiares, como temos a capacidade de transferir novas competências, e têm a capacidade de construir um mundo " lá fora ", como podemos ter"  as sensações de membros fantasmas ", e como podemos ter uma memória fotográfica.

O próprio cérebro, portanto, é uma projeção holográfica criada a partir de uma realidade primária fora do espaço e do tempo.
Todas as realidades relativas são criadas pela consciência existente em relação a si mesmo.
"Nós somos essa consciência. Nós somos a consciência existente em relação a si mesmo e interagimos com ela mesma."
Não há mais nada. Nenhuma das coisas que percebemos como separado tem uma existência independente, uma vez que todos são extensões relacionais da unidade subjacente da consciência. A realidade física é um produto da consciência. **[ lembram do que o Alex falou na última entrevista...] Pri

A consciência não é um produto da realidade física.

A realidade física não interage consigo mesma, de alguma causa ou forma desconhecida, a consciência vem à existência. A consciência, no processo de relacionamento repetido e progressivo consigo mesma, se converte em consciência de experiência e assim, cria a realidade física.

Há formas de realização em relação à natureza do universo que é uma projeção holográfica, através da experiência de iluminação. Uma vez que a iluminação é experimentada, você pode entender exatamente como funciona o universo holográfico e ele é de fato, muito real.

Chegamos a compreensão de que somos seres multidimensionais que existem simultaneamente em muitos níveis da realidade quântica.

Não há nenhuma razão para se perturbar, irritar, estressar, etc., sobre as coisas que acontecem na própria realidade física, que é o menor dimensão de consciência, porque tudo é trivial visto do esquema maior das coisas.


Concentrando-se em aspectos específicos da realidade pode desviar-se de descobrir e perceber por que ele ou ela existe agora. Por isso, uma das medidas para atingir a iluminação é substituir o medo e a raiva pela admiração e curiosidade.

Você já experimentou uma mudança de percepção sobre a realidade? Pelo menos, eu espero que agora você será capaz de expandir sua mente para reinos previamente não visitados. A realidade é um lugar misterioso e excitante.

Sejamos todos exploradores da encantadora experiência da vida. **[ Self exploration - Auto-exploração ]

Tradução: Pri