Entendam

Deus não esta em templos, muros, placas, não! Ele esta dentro de você, NÃO somos pecadores desde que nascemos, isso é uma mentira, somos seres divinos e mágicos e temos essa essência masculina e feminina da fonte criadora dentro de cada um, não esta nas mãos de extraterrestres salvar o mundo, esta nas mãos dos seres que aqui habitam, o que eles podem fazer é auxiliar no processo, mas não virão aqui nos tomar pelas mãos como se fossemos bebês e nos DAR um planeta novinho em folha para destruirmos NOVAMENTE, ou aprendemos a tratar bem do nosso, ou seremos expulsos pela própria Terra.
Parem de buscar Deus em coisas materiais, se você não aprender a se respeitar, se amar, não vai encontrar Deus, vai se iludir, vai chorar, entrar em depressão e o pior não vai entender que a mudança começa de dentro para fora e que viver é um presente não um pecado ou castigo.
Como diria um anjo: "O amor é o sábio que nos guia" e como diria Gandhi " Não busque o caminho para a felicidade, a felicidade é o caminho."

Grande abraço a todos e Bem Vindos ao Life's Changing
Welcome - Bienvenido
Pri

DICA: ACESSEM AS ABAS "ARQUIVOS DO BLOG", TAMBÉM OS "MARCADORES" QUE ESTÃO EMBAIXO DO FIM DAS POSTAGENS OU "POSTAGENS POPULARES". TEM MUITA COISA SENDO POSTADA E QUE FICA PARA TRÁS SE VOCÊ NÃO SOUBER ONDE PROCURAR.
Bons estudos
Pri

Siga-nos por e-mail, a cada post novo, você recebe um e-mail

POSTS RECENTES

30 de novembro de 2011

Entrevista com Dino Kraspedon, autor do livro " Contato com os Discos Voadores"

Ainda não sei como não tinha publicado essa entrevista aqui no meu blog, publiquei ha meses atrás só um pedaço do livro, mas ok erro meu, essa entrevista para mim Priscila, é de muita importância, assistam, o vídeo é longo mas riquíssimo e no final tem o link para download do livro. Divirtam-se!
Pri
Dino Kraspedon com seus bem vividos 94 anos, lúcido, íntegro, pois trabalhou como Inspetor da Caixa Econômica, e foi numa destas viagens a trabalho em 1953 que encontrou com uma Nave no percurso. Que susto levou! Afinal, isto parecia coisa de outro mundo, e era mesmo! Não somos os únicos habitantes do Universo. Há muitas moradas na Casa do Pai.
O Comandante da Nave de Ganimedes, veio em missão especial, pois o homem do planeta terra está prejudicando não apenas o planeta, com abusos e agressões à natureza e as leis divinas.
Palavras do Comandante da Nave de Ganimedes:
“ Vivam e nos deixem viver”!
“ Do lado de cá, só vale uma coisa: o bem que se fizer ao próximo”
“ A nação que fizer um disco voador vai querer dominar o mundo, então, fale pouco sobre como volita uma nave espacial e este pouco, fale para brasileiro, que ainda é o povo menos ambicioso em relação aos outros.”
“ Na terra, vocês vivem, devido à diferença de potencial, se não fosse à pressão alta e baixa de vocês, não conseguiriam sobreviver. A ciência do homem do planeta terra, tem inúmeras falhas, estão baseadas em princípios errôneos.”
“ A terra sofrerá cataclismas, devido às leis de causa e efeito, a ambição do homem, perdeu-se em relação às leis divinas, os terráqueos transgrediram as leis.”
O Chamado:
 Temos assistido as revelações do Comandante da Nave de Ganimedes acontecerem e precisamos, nos unir, mudar a freqüência dos nossos pensamentos, vibrar no amor e na luz, este é um convite.
Disse o Comandante da Nave de Ganimedes, que eles descerão para ajudar nas emergências, o momento é oportuno para questionarmos sobre o que está acontecendo, e tirarmos as viseiras, acreditar ou não acreditar, não faz a menor diferença, os fatos são o que são. Agora, fazer a nossa parte, preservando o meio ambiente, conscientizando, vibrando na luz e no amor, fará enorme diferença.
Luzes !  Um novo mundo pode ser plasmado, através da massa crística consciente, e no Princípios Divinos :
 “ Aja Luz”!
“ E o verbo se fez carne”
Isto é, a palavra ( pensada, expressada, falada ) na luz, no bem, fará o novo homem, consciente e ético, em total consciência com as Leis Divinas.


LINK PARA DOWNLOAD DO LIVRO: "CONTATO COM OS DISCOS VOADORES"

29 de novembro de 2011

Códigos de Nag Hammadi

NAG HAMMADI – Pequena localidade no Alto Egito, onde em 1945, o camponês Muhammad Ali as-Salmman, encontrou um grande pote vermelho de cerâmica, contendo 13 livros de papiro encadernados em couro. No total descobriram cinquenta e dois textos naquele sítio.

Na primeira análise, para surpresa do Dr. Quispel, a primeira linha traduzida do copta foi: “Essas são as palavras secretas que Jesus, O Vivo, proferiu, e que seu gêmeo, Judas Tomé, anotou”.

Os manuscritos, hoje conhecidos como Evangelhos Gnósticos, ou Apócrifos (Apocryphom literalmente livro secreto), revelam ensinamentos, apresentados segundo perpectivas bastante diversas daquelas dos Evagelhos Oficiais da Igreja Romana; como por exemplo este trecho atribuído a Jesus, o Vivo: “Se manifestarem aquilo que têm em si, isso que manifestarem os salvará. Se não manifestarem o que têm em si, isso que não manifestarem os destruirá”.

Além dos Evangelhos (ensinamentos atribuídos a Jesus Cristo através de seus apóstolos) outros textos compõem o legado de Nag-Hammadi, de cunho teológico e filosófico.

Viagem ao Planeta Acart



Olá a todos!

Há muito tempo ja conheço essa história de um brasileiro gaúcho o Sro Artur Berlet e sua abdução ocorrida em maio de 1958. Leiam a história ou assistam o vídeo, que eu muito aprecio e indico.
Pri



O tratorista Artur Berlet vivenciou uma experiência sem igual. Raptado para uma espaçonave que o levou a outro planeta, fez contato com seres que por razão desconhecida falavam o alemão. Acompanhe agora este caso histórico pesquisado pela SBEDV, Jorge Geies e Carlos de D. Gomes.
Texto original editado, revisado e ilustrado por Josef David S. Prado

No dia 14 de maio de 1958, Artur Berlet, tratorista da Prefeitura de Sarandi, Rio Grande do Sul, regressava do interior do município, viajando ora a pé ora de carona, quando, às 19 horas, ao passar pela fazenda do Dr. Dionisio Peretti, viu uma luz estranha no mato à beira da estrada a uns 200 metros de onde se encontrava. Curioso, atravessou a cerca de arame para ver o que era aquilo e, chegando a 3 metros do foco, constatou que a claridade opaca provinha de um enorme objeto circular, de uns 30 metros de diâmetro, cuja forma lembrava duas bandejas, viradas uma contra a outra. Receoso, pensou em fugir, mas a curiosidade foi mais forte e ele se aproximou alguns passos.

Subitamente, surgiram alguns vultos e um forte jato de luz atingiu-o, fazendo perder os sentidos.

Raptado
Ao recuperar a consciência, encontrava-se atado num leito tipo cama de hospital. Algumas pessoas se movimentavam, aparentemente alheias à sua presença. Eram altas, mais do que o normal na Terra, claras, cabelos cor de palha.

"Procurei dirigir-me a elas em diversos idiomas. Umas me olharam indiferentes, outras sequer olhavam..."

Pouco depois, Berlet foi desamarrado por dois indivíduos que o levantaram e o levaram a um outro compartimento, onde lhe vestiram uma capa comprida. Sempre amparado pelos flancos, porque ele se sentia muito fraco, os homens o conduziram através de várias salas até uma porta de saída. Surpreso, constatou que a nave estava pousada em solo firme, numa cidade estranha. Sentiu então, grande mal-estar.

"Tive a impressão de que havia perdido metade de meu peso e, ao mesmo tempo, de que meus ombros haviam aumentado de volume."

Amparado pelos dois tripulantes, saiu do disco e foi levado, a pé por uma rua estreita, com altos edifícios de cores variadas e intensamente luminosas, até um grande prédio, onde entraram . Ali, foi alimentado com uma espécie de carne e pão. Depois, foi conduzido a outra sala, onde haviam muitas pessoas reunidas.

Tentaram estabelecer conversação com ele, mas não se compreendiam mutuamente. Berlet falou-lhe em Português, Espanhol, Italiano e Alemão. Quando falou nesta última, um deles levantou-se, demonstrando grande alegria, e disse:

"Deutsch?"

LEMÚRIA!



" Talvez a lembrança e o conhecimento de um mundo mais remoto, enquanto aprendemos mais e mais sobre ele e o que com ele ocorreu, possam contribuir para a preservação do mundo atual - uma contribuiçaõ final do antigo império do mar a seus descendentes"

(Charles Berlitz)





Lemúria, o continente perdido do Pacífico - assim como a Atlântida, que por sua vez se situava no Oceano Atlântico, lendários continentes que segundo as mais antigas lendas e tradições há muito milênios submergiram devido a um enorme cataclismo de natureza não inteiramente identificada. Nesta antiga pintura, o artista mostrou através de uma primorosa alegoria os imensos edifícios e as pirâmides da Lemúria sendo tragados pelo mar em fúria, em meio ao desespero dos seus habitantes. Mas até que ponto essas lendas seriam mesmo lendas?





No meio do Ocenao pacífico existem estranhos vestígios de uma antiga civilização, assim como acontece na Ilha de Páscoa com os seus mais de trezentos Moais - gigantescas estátuas que olham para o horizonte e que retratam, segundo as lendas indígenas, as figuras dos "homens-pássaros"!

28 de novembro de 2011

Awakening as One - Despertar como Um







Obrigatório? Não! Imprescindível!
Agora com legendas em português, não existem desculpas para não assistir. Ótimo despertar!


Escolha na legenda português Brasil 100%







27 de novembro de 2011

ARCONTES - A VERDADE PERIGOSA DE PRONUNCIAR!!!






ARCHONS - A VERDADE QUE É PERIGOSA PRONUNCIAR!!! - Sérgio Russo












"Por que é que não sabeis do que estou falando? Vós não sois filhos do meu Pai, e sim do OUTRO. Vós sois filhos de vosso pai, o diabo, e dele quereis realizar os desejos. É por isso que não me escutais, porque não sois de Deus"

(Jesus Cristo, O Maior de Todos os Mestres, certa vez admoestando a turba debochada que O hostilizava)












Nag Hammadi é uma aldeia no Egito, conhecida como Chenoboskion na antiguidade, distante cerca de 225 km ao noroeste de Assuan, com aproximadamente 30000 habitantes. Nesta aldeia foram encontrados, em 1945, um conjunto de manuscritos que ficaram conhecidos como a Biblioteca de Nag Hammadi, contendo textos do antigo gnosticismo, a qual possui ligação com o " Evangelho de Judas". Trata-se de uma coleção em copta de textos gnósticos do Cristianismo primitivo (período que vai da fundação até o Primeiro Concílio de Nicéia em 325 D.C.). Naquele ano, um camponês local chamado Mohammed Ali Samman encontrou uma jarra selada enterrada, contendo treze códices de papiro embrulhados em couro. Os códices continham textos sobre cinquenta e dois tratados majoritariamente Gnósticos: - Codex I : (Codex Jung) Prece do apóstolo Paulo, Apócrifo de Tiago (também conhecido como o O livro secreto de Tiago), O Evangelho da Verdade, Tratado sobre a ressurreição, Tratado tripartite - Codex II: Apócrifo de João, Evangelho de Tomé, Evangelho de Filipe, Hipóstase dos ARCONTES Sobre a origem do mundo, Exegese da alma, Livro de Tomé o Adversário (uma outra cópia existe no Palácio Potala, no Tibete!) - Codex III: Apócrifo de João (versão curta) Livro Sagrado do Grande Espírito Invisível, também conhecido por "Evangelho copta dos egípcios", Eugnostos, o abençoado (ou Primeira Epístola de Eugnostos), Sophia de Jesus Cristo, Diálogo do Salvador - Codex IV: Apócrifo de João, Livro Sagrado do Grande Espírito Invisível, também conhecido por "Evangelho copta dos egípcios" - Codex V: Eugnostos, o abençoado (ou Primeira Epístola de Eugnostos) Apocalipse Copta de Paulo Primeiro, Apocalipse de Tiago Segundo Apocalipse de Tiago Apocalipse de Adão. - Codex VI: Atos de Pedro e os 12 apóstolos O Trovão, Mente Perfeita Ensinamentos Autorizados, O conceito de nosso grande poder, A República de Platão (alterado com os conceitos gnósticos da época), Discurso sobre a Ogdóade e a Enéade (um tratado da Hermética), Prece de ação de graças, Asclépio 21-29 (um tratado da Hermética) - Codex VII: Paráfrase de Sem, Segundo tratado do grande Sete Apocalipse Gnóstico de Pedro, Ensinamentos de Silvano, As três estelas de Sete. _ Codex VIII: Zostrianos, Carta de Pedro a Felipe. - Codex IX: Melquisedeque (ou A Vinda do Filho de Deus Melquisedeque), O Pensamento de Norea, Testemunho da verdade. - Codex X: Marsanes. - Codex XI: Interpretação do conhecimento, Exposição Valentiana (Sobre a Unção, Sobre o Batismo) e Sobre a Eucaristia, Alógenes Hypsiphrone - Codex XII: Sentenças de Sexto, O Evangelho da Verdade, Fragmentos - Codex XIII: Protenóia trimórfica Sobre a origem do mundo.

19 de novembro de 2011

POR BAIXO DO GRANDE ICEBERG



DA-LHE SERGIO RUSSO!!!!
 O QUE É A INTERNET PRA VOCÊ?

NOS DOMÍNIOS DO REALISMO FANTÁSTICO


POR BAIXO DO GRANDE ICEBERG

"Deus, não consintas que eu seja o carrasco que sangra as ovelhas, nem uma ovelha nas mãos dos algozes. Ajuda-me a dizer sempre a verdade na presença dos fortes e jamais dizer mentiras para ganhar os aplausos dos fracos"

(Prece Árabe)





Iceberg é uma massa compacta de gelo que geralmente se movimenta, isso, claro, todo mundo sabe. Mas, o que desponta na sua superfície é apenas uma pequena parte de algo muito maior e oculto que se situa bem abaixo dele, fazendo, portanto, parte da sua estrutura. Você que usa a Internet talvez não saiba disso: a WWW (World Wide WEB) - Ampla Rede Mundial - em outras palavras a própria Internet, é realmente imensa? Isso é o que pensamos! Pois, bem nas suas profundezas existe algo sinistro que é chamado de DEEPWEB, ou WEB PROFUNDA, infinitamente maior do que a superfície geralmente conhecida e utilizada por milhões de pessoas em todo o planeta. Na DEEPWEB - também conhecida como DARKNET (Net Obscura), UNDERNET (Net das profundezas), ou ainda INVISIBLE NET (net Invisível), existe uma atividade ultra protegida e secreta, não acessível a nós nem a você, ou a qualquer outra pessoa que não faça parte do seu obscuro esquema! Ao passo que na Internet tradicional existem cerca de 20 bilhões de páginas, a DEEPWEB comporta mais de 600 BILHÕES DE DESCONHECIDAS PÁGINAS!!! Evidentemente que ela não está nos mecanismos de buscas e somente pode ser acessada por meio de encriptações e formatos diferentes das páginas tradicionais da Web - ou seja, somente pode ser acessada e utilizada por quem está diretamente ligado a ela! Assim, acredita-se que muitas coisas ruins nela circulem, tais como atividades criminosas, seitas satânicas, conspirações, governos e assim por diante. É, de forma comparativa e verdadeiramente, a parte oculta de um grande iceberg (e talvez a melhor e mais sofisticada parte), pois enquanto a Internet tradicional - a Web da superfície, o nosso MATRIX de cada dia - utiliza nas suas miríades de informações a colossal cifra de 167 terabytes, a NET oculta, por sua vez, utiliza a estonteante quantidade de 91 MIL TERABYTES, estima-se que, na verdade, em mais de UM TRILHÃO DE PÁGINAS!!! O quê estaria por trás disso? O que se movimenta por lá? QUEM manipula isso? Aliás, não se sabe exatamente QUEM controla a Internet como um todo - e tampouco onde fica o seu, digamos assim, "cérebro". E você, já parou para pensar nisso? Pois é, dá realmente o que pensar! Todavia, igualmente debaixo do "tapete" de todo o nosso planeta, existem muitas sujeiras e muitas coisas estranhas, também ocultas, as quais igualmente não sabemos QUEM exatamente as controla!

QUEM FOI NIKOLA TESLA?
































I - Nikola Tesla, Gênio Humanitário


Excerto do vol. 6, no. 4, "Power and Resonance", do "Journal of the International Tesla Society". Para maiores informações sobre os tópicos discutidos abaixo: The Tesla Book Co.", Box 1649, Greenville, Texas 75401[nota do texto em inglês].


Pergunte a qualquer garoto de uma escola: "quem inventou o rádio?". Se você obtiver uma resposta, ela será sem dúvida Marconi – uma resposta com a qual as enciclopédias e os livros de texto concordam. Ou faça uma outra: "quem inventou os materiais que compõem sua tostadeira, seu som estéreo, a iluminação pública, e permite às fábricas e escritórios funcionarem? Sem hesitação, Thomas Edison, certo? Errado em ambos os casos. A resposta correta é Nikola Tesla, uma pessoa que você provavelmente nunca ouviu falar. Há mais. Parece que ele descobriu os raios-X um ano antes que W. K. Roentgen o fizesse na Alemanha, ele construiu um amplificador a válvula antes de Lee de Forest, estava usando luzes fluorescentes em seu laboratório 40 anos antes que a indústria os "inventasse", e demonstrou os princípios usados nos fornos de microondas e radar décadas antes que eles se tornassem uma parte integral de nossa sociedade. Não obstante, não associamos o seu nome com nenhum deles.


Por cerca de 20 anos na virada do século, ele foi conhecido e respeitado nos círculos acadêmicos mundiais, correspondeu-se com físicos eminentes de sua época, incluindo-se Albert Einstein, foi citado e consultado em matéria de ciência elétrica, adotado pela alta sociedade de Nova Iorque, respaldado por gigantes das finanças e da indústria tais como J. P. Morgan, John Jacob Astor e George Westinghouse. Teve como amigos eminentes artistas, tais como Mark Twain e o pianista Ignace Paderewski. Contam-se às dúzias os seus graus honoríficos, prêmios (inclusive o Nobel) e outras citações.


Tesla nasceu em Smijlan, Croácia, em 1856, filho de um clérigo e de uma inventiva mulher. Ele tinha uma extraordinária memória, que tornou-lhe fácil aprender seis idiomas. Entrou para a Escola Politécnica em Gratz, onde por quatro anos estudou matemática, física e mecânica, confundindo mais de um professor pela sua extrema compreensão da eletricidade, uma ciência ainda na infância, naqueles dias. Sua carreira prática começou em Budapeste, Hungria, em 1881, onde fez sua primeira invenção elétrica, um telefone repetidor (um alto-falante comum), e concebeu a idéia de um campo magnético rotativo, o qual mais tarde tornou-o mundialmente famoso, na forma de um moderno motor de indução. O motor de indução polifásico é que fornece energia para virtualmente todas as aplicações industriais, de correias transportadoras a guinchos para máquinas operatrizes.


As habilidades mentais de Tesla requerem alguma menção, desde que, não somente ele tinha uma memória fotográfica, como também possuía a habilidade de usar uma visualização criativa com uma intensidade fantástica. Ele descreve em sua autobiografia, quão hábil ele era para visualizar um aparato em particular, testá-lo realmente, desmontá-lo e checá-lo, para que funcionasse na prática! Durante a fabricação de suas invenções, ele trabalhava com todos os planos e especificações em sua cabeça. O invento, após ser montado sem nenhuma modificação, funcionava perfeitamente. Tesla dormia apenas uma ou duas horas por dia, e trabalhava continuamente em suas invenções e teorias sem descanso e sem tirar férias. Podia avaliar as dimensões de um objeto ao centésimo de polegada, e realizar difíceis cálculos em sua cabeça, sem ajuda de régua de cálculo ou tábuas matemáticas. Muito longe de ser um intelectual em sua torre de marfim, ele tinha muita consciência do mundo à sua volta, fazia questão de tornar acessíveis as suas idéias ao público em geral, através de freqüentes artigos escritos para os jornais, e em seu próprio âmbito, através de palestras e artigos científicos.


Ele decidiu vir para este país (EUA) em 1884. Trouxe com ele vários modelos dos primeiros motores de indução, que depois de um breve e infeliz período trabalhando para Edison, foram mostrados a George Westinghouse. Foi nas oficinas de Westinghouse que o motor de indução foi aperfeiçoado. Numerosas patentes foram tiradas desta invenção inicial, todas sob o nome de Tesla.


Tesla trabalhou brevemente para Thomas Edison quando veio para os estados Unidos, criando muitos melhoramentos nos motores e geradores de C.C. [corrente contínua] de Edison, mas deixou-o após muitas controvérsias, e de Edison ter-se recusado a honrar suas promessa de pagar bônus e direitos. Este foi o começo de uma rivalidade que veio a ter péssimas conseqüências mais tarde, quando Edison e seus financiadores fizeram tudo ao seu alcance para deter o desenvolvimento e a instalação do sistema de Tesla, muito mais eficiente e prático, de distribuição de energia urbana através de energia de C.A. [C.A. - corrente alternada. É curioso que Edison fez com Tesla o mesmo que os antigos fornecedores de iluminação pública à gás fizeram contra ele, tentando desprestigiá-lo e ao seu invento: a iluminação pública por C.C. – N.T.]. Edison levou às cidades um tipo de show no qual tentava retratar a C.A. como perigosa, chegando ao ponto de eletrocutar animais pequenos e grandes (em um caso, um elefante) perante grandes audiências. Como resultado desta campanha de propaganda, o estado de Nova Iorque adotou a eletrocussão por C.A. como método para executar condenados. Tesla ganhou a batalha, ao demonstrar a segurança e a utilidade da C.A., quando iluminou e forneceu eletricidade à Feira Mundial de Nova Iorque de 1899.


O mais importante trabalho de Tesla ao final do século dezenove foi um sistema original de transmissão de energia através de antena. Em 1900, Tesla obteve suas duas patentes fundamentais sobre transmissão de energia sem fio, que envolviam o uso de quatro circuitos sintonizados. Em 1943, a Suprema Corte dos Estados Unidos concedeu a Nikola Tesla plenos direitos sobre a patente de invenção do rádio, substituindo e anulando qualquer reclamação anterior de Marconi e outros, em relação à "patente fundamental do rádio". É interessante notar que Tesla, em 1898, descreveu não somente a transmissão da voz humana, mas também de imagens, e posteriormente projetou e patenteou dispositivos que envolviam as fontes de energia que fazem funcionar os tubos de TV atuais. As primeiras e primitivas instalações de radar, em 1934, foram construídas seguindo os princípios, principalmente os relativos a freqüência e potência, já descritos por ele em 1917.


Em 1889 Tesla construiu uma estação experimental em Colorado Springs, onde ele estudou as características da alta freqüência, ou de freqüências de rádio em corrente alternada. Lá ele desenvolveu um potente rádio transmissor em um projeto singular, e também um número de receptores "para individualizar e isolar a energia transmitida". Ele realizou experiências para estabelecer as leis da propagação das ondas de rádio, as quais estão atualmente sendo "redescobertas", e mesmo verificadas, após alguma controvérsia, nas altas energias da física quântica.


Tesla escreveu em "Century Magazine" de 1900: "...que a comunicação sem fio para qualquer ponto do globo era possível. Minhas experiências mostraram que o ar em sua pressão normal torna-se um condutor, e isto abre um panorama maravilhoso para a transmissão de grandes quantidades de energia elétrica para propósitos industriais a grandes distâncias sem o uso de fios... sua realização prática poderia significar que a energia estaria disponível ao uso humano em qualquer ponto do globo. Não posso conceber nenhum avanço técnico que poderia, melhor do que este, unir toda a humanidade, ou que poderia mais e mais economizar a energia humana... ". Isto foi escrito em 1900! Depois que terminou os testes preliminares, o trabalho começou em uma estação tamanho gigante em uma praia recuada de Long Island. Tivesse entrado em operação, ela poderia prover enormes quantidades de energia elétrica para os circuitos receptores. Depois da construção de um prédio de geração (ainda de pé) e uma torre de transmissão de cerca de 55 metros de altura (dinamitada durante a Primeira Guerra Mundial, sob o dúbio pretexto de ser uma referência potencial para a navegação de barcos alemães, os U-boats), o suporte financeiro para o projeto foi repentinamente cortado por J. P. Morgan, quando tornou-se manifesto que tal projeto de fornecimento de energia não poderia ser medido e nem cobrado.


Uma outra das invenções de Tesla, que é familiar a qualquer um que já tenha possuído um automóvel, foi patenteada em 1898 sob o nome de "ignição elétrica para motores a gasolina". Mais comumente conhecida como o sistema de ignição do automóvel, seu principal componente, a bobina de ignição, permanece praticamente sem mudanças desde o seu aparecimento, na virada do século.


Nikola Tesla também projetou e construiu protótipos de uma máquina rotativa por queima de combustível incrível, baseada em um projeto anterior de uma bomba rotativa. Testes recentes que tem sido realizados na turbina a disco sem hélice indicam que, se construída usando materiais cerâmicos para alta temperatura recentemente desenvolvidos, colocar-se-ia entre os mais eficientes motores a gasolina do mundo, sobrepujando nossos atuais motores de combustão interna a pistão, em economia, longevidade, adaptabilidade a diferentes combustíveis, e relação custo/potência.


A generosidade de Tesla eventualmente deixou-o sem fundos suficientes para prosseguir realizando as suas invenções. O seu idealismo e humanismo deixavam-no desanimado com as intrigas do mundo industrial e financeiro. Seu laboratório de Nova Iorque foi destruído por um incêndio misterioso. Referências ao seu trabalho e às suas realizações foram sistematicamente expurgadas da literatura científica e dos livros de texto. Levado a um exílio fechado em um hotel de Nova Iorque entre as duas guerras, 20 anos de uma potencialmente rica e produtiva contribuição foram tiradas de nós. As únicas ocasiões em que aparecia em público eram nas entrevistas anuais à imprensa na data de seu aniversário, que ele descreveria invenções espantosas e de grande alcance, e sobre as possibilidades da tecnologia. Elas eram distorcidas pela imprensa sensacionalista, particularmente quando ele descrevia sistemas de armas avançadas às vésperas da Segunda Guerra Mundial. Morreu na obscuridade em 1943. Somente o FBI percebeu: eles vasculharam seus papéis (em vão) procurando pelo projeto da "máquina do raio da morte". É interessante notar que a motivação para nosso sistema de defesa "Guerra nas Estrelas" foi baseado no receio de que os soviéticos tivessem começado a empregar armas baseadas nos princípios de alta energia de Tesla. Relatos públicos de "ofuscamento" de satélites de vigilância dos EUA, bolas de fogo e relâmpagos anômalos a altas altitudes, interferências de ondas de rádio ELF [Extremely Low Frequency - Freqüência Extremamente Baixa (geralmente, abaixo de 300 Hz) - N.T.], e outros casos, emprestaram crédito a esta interpretação.


Créditos devem ser dados onde eles são devidos, [ou seja,] para as invenções humanitárias e que poupam o esforço humano, tais como a máquina universal de C.A., que foi verdadeiramente incorporada à nossa vida diária, como também àqueles que estão à disposição, mas que não tem sido largamente utilizados pela sociedade.


II - Pequena História de Nikola Tesla


Excerto do vol. 6, no. 4, "Power and Resonance", do "Journal of the International Tesla Society". Para maiores informações sobre os tópicos discutidos abaixo: The Tesla Book Co.", Box 1649, Greenville, Texas 75401 [nota do texto em inglês].


Este é um arquivo destinado a corrigir enganos e desinformações que vem ocorrendo há vários anos, sobre quão supostamente "grande" Edison foi, e como Nikola Tesla foi varrido para debaixo do tapete do poderio capitalista.


Edison era um ladrão, empregando toda espécie de pessoas para pensarem por ele; ele roubava suas invenções, suas idéias, tanto ou mais, e não está claro hoje o que Edison realmente inventou, e o que foi roubado de outros.


O Instituto Elétrico Edison (Edison Electric Institute) foi formado para perpetuar a noção de que Edison foi o inventor do gramofone, e ter certeza de que os textos escolares, etc, somente mencionariam ELE em conexão com todas estas invenções. Exatamente como os Laboratórios Bell (Bell Labs) fazem hoje em dia.


Mas Nikola Tesla era realmente um gênio; depois de ter feito muitos melhoramentos nos bondes elétricos e trens em seu país, ele veio para a América à procura de emprego, e eventualmente terminou indo trabalhar para Edison.


Edison tinha um contrato com a cidade de Nova Iorque para construir usinas de força de Corrente Contínua (C.C.) em cada milha quadrada ou mais, como também para iluminar as lâmpadas que ele supostamente tinha inventado. Iluminação pública, de hotéis, etc. Escavando buracos por toda a cidade para assentar os cabos de cobre, tão largos quanto os bíceps de um homem, ele disse a Tesla que se este pudesse economizar dinheiro re-projetando certos aspectos da instalação, ele daria a Tesla uma porcentagem dos lucros. Um acordo verbal. Depois de aproximadamente um ano, Tesla foi ao escritório de Edison e mostrou-lhe os lucros acumulados (US$100.000,00 ou mais, o que naqueles dias era muita grana) como resultado direto de seus projetos, e Edison fingiu ignorar qualquer acordo. Tesla saiu. Dali em diante, tornaram-se inimigos.


Tesla inventou a utilíssima Corrente Alternada (C.A) que todos usamos hoje, em um mundo onde Edison e outros já tinham feito um enorme investimento na energia de C.C.


Tesla fez proselitismo da energia de C.A. e teve algum sucesso construindo usinas de força e fornecendo energia para várias entidades. Uma destas foi a prisão de Sing Sing, no interior de Nova Iorque. Tesla forneceu energia de C.A. para a "cadeira elétrica" de lá. Edison publicou vários artigos nos jornais de Nova Iorque dizendo que a energia de C.A. era uma perigosa "assassina", e em geral, trouxe má fama para Tesla.


Para responder a este golpe, Tesla exibiu sua própria campanha de marketing, aparecendo na Exposição Mundial em Chicago (1880? [sic] ), passando por seu próprio corpo uma energia de alta freqüência da C.A. "perigosa", e fazendo acender lâmpadas diante do público. Ao disparar enormes e longas centelhas de sua "bobina de Tesla", e tocando-as, etc, ele "provou" que a energia de C.A. era segura para o consumo público.


A vantagem da energia de C.A. era que você podia enviá-la a longas distâncias através de fios de calibre razoável com pequenas perdas, e se você os juntasse, colocando-os em "curto-circuito", somente o lugar onde eles se tocavam derretia e provocava faíscas, até que eles deixassem de se tocar.


A energia C.C., por outro lado, necessitava de enormes cabos para atravessar qualquer distância, os quais esquentavam quando estavam levando energia. Quando em curto, os cabos derretiam-se por todo o caminho até a casa de força, e as ruas tinham que ser escavadas outra vez para novos cabos serem lançados. Se um curto ocorria em uma simples lâmpada, ela usualmente começava um incêndio, e queimava o hotel ou destruía o que quer com que entrasse em contato! Isto era muito lucrativo para os negócios de energia com C.C., e muito bom para os envolvidos com construção, escavação, etc.


Tesla inventou a Corrente Alternada de 2 e de 3 fases. Ele imaginou motores girando em círculo, de modo tal que as seções condutoras, montadas na armadura a 180 graus, dissipariam menos calor e gastariam menos eletricidade. Ele estava certo.


1929 chegou, o mercado de capitais quebrou, e banqueiros, advogados, qualquer um que tivesse perdido seus bens e não tivesse saltado pela janela, procurava trabalho, se tivessem sorte como trabalhadores comuns, ganhando um dólar por dia. Tesla encontrou-se escavando fossas na companhia de ainda influentes ex-investidores de Wall-Street. Durante o curto período do almoço, ele falava a seus camaradas acerca eletricidade de C.A. em fases, como ela era eficiente, etc. Por volta de 1932, ele estava trabalhando em um pequeno gerador em uma loja reconstruída de Nova Iorque, e um dos banqueiros que costumava escavar fossas com ele encontrou-o e levou-o para o Sr. Westinghouse, para quem ele contou suas histórias. Westinghouse comprou 19 patentes completas e deu a Tesla um dólar por cavalo-vapor para qualquer motor elétrico que ele fabricasse e usasse o sistema de 3 fases de Tesla.


Tesla finalmente tinha o dinheiro para começar a construir os seus laboratórios, cinco, e realizar as experiências com a energia livre [grátis] da terra. A idéia que realmente tornou-o impopular.


Alguma coisa grátis, que os mestres da guerra e dos negócios não podem controlar? Eles não poderiam aceitar aquilo! Então, em seguida Tesla morreu em 1943, seu enorme laboratório em Long Island incendiou-se misteriosamente, nenhum registro se salvou, e o que sobrou foi destruído pelos tratores para sumir com qualquer equipamento que tivesse restado. Foi um exagero, com a "energia grátis".


III - O MAIOR HACKER DE TODOS OS TEMPOS


por Dave Small


© 1987 - Reimpresso da revista "Current Notes" [© e nota do texto em inglês].





A questão vem à tona de tempos em tempos. "Quem foi o maior hacker?". Bem, há um monte de opiniões sobre isto. Alguns dizem que foi Steve Wozniak, do famoso Apple II. Pode ser Andy Hertzfeld, do Sistema Operacional do Mac [Macintosh]. Richard Stallman, dizem outros, do MIT. Entretanto, quando às vezes menciono quem eu penso que seja o maior dos hackers, cada um concorda (contanto que o conheçam), e não há mais argumentações. Assim, deixem-me apresentá-lo a vocês, e ao seu maior hack. Devo avisá-los que será de estarrecer. A propósito, tudo que vou dizer a vocês pode ser verificado em sua biblioteca local [nos EUA - N.T.]. Não se preocupem – não vamos contar uma história de aterrissagem de UFO da Shirley MacLaine. Só de um engenheiro eletricista de primeira...


A CENA: COLORADO SPRINGS, COLORADO.


Colorado Springs fica no sul do Colorado, e cerca de 110 quilômetros ao sul de Denver. Naqueles dias era conhecida como o centro de várias corporações de pesquisas de discos ópticos e do NORAD, o Comando de Defesa de Mísseis sob a montanha Cheyenne. (Eu tenho um interesse pessoal em Colorado Springs; minha esposa Sandy cresceu lá). Estes eventos tiveram lugar algum tempo atrás em Colorado Springs. Um cientista tinha se mudado para a cidade e montado um laboratório em Hill Street, nas cercanias do sul. O laboratório tinha uma antena de cobre de pouco mais de sessenta metros esticada sobre ele, que se parecia com uma antena de radioamador. Ele mudou-se e começou a trabalhar. E estranhas coisas elétricas começaram a acontecer perto do laboratório. Pessoas caminhavam perto dele, e centelhas saltariam do chão para os seus pés, através das solas dos sapatos. Um garoto pegou uma chave de fenda, segurou-a perto de um hidrante, e arrancou dele uma centelha de quatro polegadas. Algumas vezes a grama à volta do laboratório brilharia com uma sinistra coroa azul, ou Fogo de Santelmo. O que eles não sabiam era que aquilo era só o começo. O homem no laboratório estava meramente sintonizando o seu aparato. Ele estava preparando-se para jogar-se em uma experiência que classifica-se entre as maiores e as mais espetaculares de todos os tempos. Um efeito colateral de sua experiência foi estabelecer um recorde para um raio produzido pelo homem: cerca de 42 metros de comprimento.


O HOMEM: NIKOLA TESLA


Seu nome era Nikola Tesla. Ele era um imigrante do que se tornou [e voltou a deixar de ser - N.T.] a Iugoslávia; existe um museu de suas obras em Belgrado. Ele é virtualmente desconhecido nos Estados Unidos, apesar de suas realizações. Não tenho certeza da razão disto. Alguns acham que foi uma conspiração, os mesmos que gostam das teorias sobre conspiração. Mas acho que foi mais porque Tesla, apesar de ser um brilhante inventor, era também um péssimo negociante; ele terminou na miséria. Negociantes que vão à falência desaparecem dos olhos do público; vemos isto na indústria dos computadores todo o tempo. Edison, que não chegava nem perto do inventor que Tesla era, mas que era um excelente homem de negócios, é bem lembrado, assim com a sua General Electric. Mesmo assim, deixem-me listar um pouco dos trabalhos de Tesla, assim vocês poderão compreender quão brilhante ele era. Ele inventou o motor de C.A. e o transformador (pense em cada motor que existe em sua casa). Ele inventou a eletricidade de 3 fases e popularizou a corrente alternada, o sistema de distribuição elétrica usado em todo o mundo. Inventou a bobina de Tesla, que cria a alta voltagem que energiza o tubo de vídeo de seu computador. Atribui-se a ele agora a invenção do rádio, também; a Suprema Corte derrubou a patente de Marconi em 1943, em favor de Tesla.


Tesla, em resumo, inventou a maioria dos equipamentos que trazem a energia para a sua casa todo dia, de grande distância, e muito do que usa esta eletricidade em seu lar. Suas invenções fizeram de George Westinghouse (Westinghouse Corp.) um homem rico. Finalmente, a unidade de fluxo magnético no sistema métrico é o "Tesla". Outras unidades incluem o "faraday" e o "henry", então você compreenderá isto como uma honra dada a poucos. Então não estamos falando de um desconhecido aqui, e sim de um genuíno engenheiro eletricista. Tesla, muito cedo em sua vida, envolveu-se com um monte de invenções. Ele interessou-se cada vez mais pela ressonância, com um tipo particular de ressonância elétrica. Tesla achou-a fascinante. Se você coloca um circuito elétrico em ressonância, coisas estranhas acontecem, de fato. Tome, por exemplo, a bobina de Tesla. Este transformador elevador [de voltagem] lançará algumas centenas de volts em freqüências de rádio. A voltagem irá sair do topo de sua bobina como uma descarga luminosa, ou de efeito "corona". Uma pequena [bobina] provoca uma faísca de seis polegadas; uma grande lançará faíscas à distâncias de alguns metros. Ainda mais, Tesla podia atrair as faíscas para seus dedos sem feri-los – a alta freqüência da eletricidade conserva-se na superfície da pele, e evita que a corrente provoque qualquer dano. Tesla começou a pensar sobre ressonância em larga escala. Ele já tinha sido o pioneiro do sistema de distribuição de energia elétrica que usamos hoje em dia, e isto não é pensar pequeno; quando pensar em Tesla, pense grande. Ele pensou, ‘vamos dizer que eu envie uma carga elétrica para o solo. O que acontecerá a ela?’ Bem, o solo é um excelente condutor de eletricidade.


Deixem-me gastar um momento nisso, para que compreendam, porque muitos acham que o solo não é muito condutor. O chão é um maravilhoso escoadouro para a eletricidade. Este é o motivo para o pino "terra" em seus aparelhos; o terceiro pino (redondo) em cada tomada C.A. de sua casa é literalmente ligado direto para a terra [apenas nos EUA. No Brasil, um dos dois pinos é ligado à terra - N.T.].


Tipicamente, o cabo de força de seu aparelho é aterrado desta maneira, e se alguma coisa entra em curto-circuito no aparelho e o cabo é energizado, a corrente flui para a terra, ao invés de ir para você. Há muito tempo que a terra vem sendo usada desta maneira, como um condutor.


Tesla gerou um poderoso pulso de eletricidade, e drenou-o para o chão. Devido ao solo ser condutor, ele não é bloqueado. Além disso, espalha-se como uma onda de rádio, viajando à velocidade da luz, 300.000 km por segundo. E mantém sua propagação, porque é uma onda poderosa; ela não enfraquece após uns poucos quilômetros. Ela passa através do núcleo de ferro da Terra quase sem problema. Afinal de contas, ferro fundido é um bom condutor. Quando a onda alcança o outro lado do planeta, ela é refletida de volta, exatamente como uma onda na água, quando alcança uma obstrução. Devido a isto, ela faz uma viagem de volta; eventualmente, retorna para o ponto de partida. Hoje, esta idéia pode parecer extravagante. Mas não é ficção científica. Fizemos refletir ondas de radar na Lua nos anos 50, e mapeamos Vênus através de radar nos anos 70. Aqueles planetas estão distantes milhões de quilômetros. A Terra tem apenas 4.800 km de diâmetro; enviar uma onda eletromagnética através dela é uma facilidade. Podemos sentir terremotos por todo lado através do planeta, pelas vibrações que eles provocam e viajam por toda essa distância. Assim, o que a princípio parece ser espantoso, na realidade não o é. Mas, como eu disse, isto é um exemplo típico de como Tesla pensava. E então ele teve uma de suas típicas idéias.


Ele pensou, quando a onda retorna para mim (cerca de um trigésimo de segundo após enviá-la), ela estará consideravelmente enfraquecida pelo percurso. Por que não enviar uma outra carga neste ponto, fortalecendo a onda? As duas se combinarão, irão em frente e serão refletidas juntas. E então ele a reforça várias vezes seguidas. A onda aumentará em potência. É como empurrar um balanço de brinquedo. Você dá uma série de empurrões cada vez que ele volta, e aumenta a oscilação com esta série de pequenos empurrões. Já tentou parar um balanço quando ele está no máximo? Ele queria encontrar o limite superior para a ressonância, mas veio a ter uma surpresa.


O HACK: A BOBINA DE TESLA


Então Tesla mudou-se para Colorado Springs, onde um de seus geradores e sistemas elétricos tinha sido instalado, e montou o seu laboratório. Por que Colorado Springs? Bem, seu laboratório em Nova Iorque tinha queimado, e ele estava deprimido por isso. E um fato aconteceu. Um amigo em Colorado Springs, que dirigia a companhia de eletricidade, Leonard Curtis, ofereceu-lhe energia de graça. Quem poderia resistir a isto? Depois de montar seu laboratório, ele esteve sintonizando sua gigantesca bobina de Tesla naquele ano, tentando faze-la entrar em perfeita ressonância com a terra abaixo. E o povo da cidade percebeu aqueles estranhos efeitos; Tesla estava eletrificando o chão abaixo de seus pés no retorno da onda refletida. Eventualmente, ele conseguiu sintonizá-la, mantendo-a a uma baixa potência. Mas no espírito de um verdadeiro hacker, uma vez que ele tenha decidido, ele vai em frente, só para ver o que acontecerá. Então, qual era o limite máximo da onda que ele estava formando, e que se refletia para frente e para trás no chão planeta abaixo? A antena de 60 metros acima dele estava ligada ao solo, e ele tinha toda a energia que queria diretamente do gerador da cidade. Tesla foi para fora para observar (usando solas de borracha de três polegadas como isolação), e seu assistente, Kolman Czito, ligou a Bobina. As filas de capacitores a óleo zumbiram, e um ronco veio dos arcos elétricos grossos como um punho, que saltaram pelo espaço. Dentro do laboratório o ruído era ensurdecedor. Mas Tesla estava do lado de fora, observando a antena. Qualquer oscilação elétrica que voltasse à área se acumularia na antena e saltaria como um relâmpago. Acima da antena relampejava um raio de cerca de um metro e oitenta centímetros de comprimento. O raio se conservava em um arco estável, embora diferente de um raio comum. E aqui Tesla observava cuidadosamente, porque ele queria ver se a potência iria aumentar, se sua teoria de ondas funcionaria. Logo os relâmpagos tinham seis metros de comprimento, e em seguida, quinze metros. A oscilação estava se tornando cada vez mais poderosa. Vinte e quatro metros – agora trovões se seguiam a cada relâmpago. Trinta metros, trinta e seis metros; o raio subia pela antena acima. Trovões podiam agora ser ouvidos à volta de Tesla (eles foram ouvidos a cerca de 35 quilômetros de distância, na cidade de Cripple Creek). A campina na qual Tesla estava de pé estava iluminada por uma descarga elétrica muito semelhante ao Fogo de Santelmo, lançando um brilho azul. Sua teoria estava certa! Não parecia existir um limite para as oscilações; ele estava criando a mais poderosa oscilação elétrica jamais criada pelo homem. Naquele momento ele conseguiu o recorde, o qual ainda permanece, para raios artificiais. Então tudo parou. As descargas de raios pararam, o trovão se foi. Ele correu para dentro, e descobriu que a companhia de eletricidade tinha desligado sua energia. Ele chamou-os, gritou com eles – eles estavam interrompendo a sua experiência! O capataz replicou que Tesla tinha sobrecarregado o gerador e feito ele pegar fogo, que seus rapazes estavam ocupados apagando o fogo da rede elétrica, e que o inferno esfriaria antes que Tesla tivesse qualquer energia grátis da companhia de força de Colorado Springs novamente!


Todas as luzes em Colorado Springs tinham se apagado. E aquilo, leitores, é para mim o maior feito hack da história. Eu tenho visto espantosos [feitos] hack. O SO [sistema operacional] Atari de 8 bits. O SO Mac. Computadores da companhia telefônica – bem, montes de computadores. Mas eu nunca vi ninguém fazer o maior raio do planeta e desligar a energia de uma cidade inteira, "só para ver o que aconteceria". Por uns poucos momentos, lá em Colorado Springs, ele conseguiu uma coisa jamais feita antes. Ele tinha usado o planeta inteiro como um condutor, e enviou um pulso através dele. Naquele momento do verão de 1899, ele fez história. Está certo, em 1899 – que diabo, perto de um século atrás. Bem, você pode dizer para si mesmo, é uma bela história, e estou certo que George Lucas poderia fazer um danado de filme sobre ele, com efeitos especiais e tudo o mais. Mas isto não é relevante hoje. Ou é? Segure firme o seu chapéu.


* * *


O SDI E A BOBINA DE TESLA


O mês passado falamos a respeito de um espantoso feito hack que Nikola Tesla tinha realizado – refletindo uma onda elétrica através do planeta, em 1899, e fazendo o maior raio artificial já feito. Este mês, deixem-me dar uma pequena fundamentação política. Em outubro último fui ao Hackercon 2.0, uma reunião de hackers de computador, os quais vêm de todo lugar. Foi um fim-de-semana informal em um acampamento nas colinas a oeste de Santa Clara. Uma das mais interessantes recordações do Hackers 2.0 foram as numerosas diatribes contra o Strategic Defense Initiative [Iniciativa de Defesa Estratégica, mais conhecido por Guerra nas Estrelas - N.T.]. A maioria dos locutores afirmava que ele era impossível, mencionando problemas técnicos. Assim, muitas pessoas sentiram-se obrigadas a queixar-se contra o SDI, referindo-se jocosamente à conferência como "SDIcon 2.0". Provavelmente, o ponto alto (?) da conferência foi Jerry Pournelle e Timothy Leary no palco debatendo sobre o SDI. Deixarei a descrição à sua imaginação – foi tudo que vocês podem pensar, e muito mais. Pessoalmente, eu estava perturbado de ver tantos talentosos hackers adotando a atitude de "não vamos nem mesmo tentar". Não foi assim que os micros surgiram. Mencionei a um jornalista da revista Time que, se alguém podia fazer o SDI funcionar, eram os hackers que estavam ali. Eu também acreditava que o maior de todos os hackers, Nikola Tesla, tinha resolvido o problema técnico do SDI já em 1899. O fato ocorreu há muito tempo atrás, e foi tão espantoso, que é bem capaz de ter sido esquecido; descrevi-o no último número [artigo anterior - N.T.]. Deixem-me apresentar meu caso sobre a Bobina de Tesla e o SDI.


O USO PELOS SOVIÉTICOS* DA BOBINA DE TESLA


Você se lembrará que eu disse que Tesla tinha nascido na Iugoslávia (na época, a "Servo-Croácia"). Ele não é desconhecido lá; ele é lembrado como um herói nacional. Vejam o museu Nikola Tesla em Belgrado, por exemplo. Tem sido captadas interferências deste lado do planeta, as quais estão causando problemas nas faixas de radioamadores. Equipamentos radiogoniômetros tem rastreado uma interferência na faixa de SW [ Single Wave - Onda Contínua, geralmente usada para comunicações em Código Morse - N.T.], de duas fontes na União Soviética, as quais são aparentemente duas Bobinas de Tesla de alta potência. Por que estariam os soviéticos mexendo com Bobinas de Tesla? Há uma estranha teoria de que eles estão sujeitando o Canadá a uma interferência elétrica de baixo nível, para causar mudanças de atitude [comportamento]. (Suspiro). Em direção contrária, há uma outra teoria, bem mais crível, que eles estão conduzindo pesquisas em radares "além do horizonte", usando as idéias de Tesla (os soviéticos certamente não irão dizer o que eles estão fazendo). Quando li sobre estes testes, fiquei preocupado. Não acho que eles estão mexendo com controle de atitude ou com radar. Acho que eles estão fazendo exatamente o que Tesla fez em Colorado Springs.


COMPUTADORES E ATERRAMENTO


É tempo de outra discussão sobre aterramento. Considere o seu computador. Você sem dúvida já foi avisado sobre eletricidade estática, e de sempre ligar-se à terra (descarregando a estática para a terra, um escoadouro elétrico) antes de tocar o seu computador. Empresas fabricam spray anti-estática para os tapetes. A [eletricidade] estática tem uma faixa de 20.000 a 50.000 volts. Chips de computador funcionam com cinco a doze volts. A isolação interna é feita para aquela voltagem máxima. Quando eles são atingidos por [eletricidade] estática em um escala de milhares de volts, a isolação é perfurada, e o chip é arruinado. Incontáveis computadores tem sido danificados desta forma.


Leia qualquer manual de chips de memória do PC, e você verá avisos sobre [eletricidade] estática; é um grande problema. Mas Tesla estava trabalhando com faixas de milhões de volts. E sua idéia especial – de que o solo em si mesmo podia ser o condutor – adquire agora relevância, aproximadamente um século após a sua dramática demonstração em Colorado Springs. Então, você vê, em nossa sabedoria nós temos aterrado nossos computadores, para protegê-los da [eletricidade] estática.


Nós sempre assumimos que o solo é um escoadouro de eletricidade. Então, com nosso plugues de três pinos, nós aterramos qualquer coisa – os dois pinos redondos na tomada da parede vão para a fiação de energia elétrica (vivo e neutro); o terceiro, o pino redondo, vai direto para a terra. Aquele terceiro pino é comumente ligado através de um fio grosso para um cano de água [metálico], que efetivamente o aterra.


Tesla provou que você pode aplicar ao chão uma carga terrível, de milhões de volts de eletricidade em alta freqüência (Tesla fez sua enorme bobina funcionar em 33 KHz). Lembrem-se, os relâmpagos que saíam de sua Bobina estavam vindo da onda refletindo-se acima e abaixo pelo planeta. Em resumo, ele estava modificando o potencial elétrico do solo, transformando-o de um escoadouro elétrico para uma fonte elétrica.


Tesla fez sua experiência em 1899. Lá não haviam, à época, computadores pessoais com chips delicados ligados à terra. Se houvessem, ele teria fritado cada um deles, em Colorado Springs. Havia, contudo, um equipamento elétrico ligado, à época da experiência, à terra: o gerador da cidade. Ele podia queimar e dar fim à experiência de Tesla. A causa desta falha também é interessante. Ele queimou por causa do "high frequency kickback", uma coisa que muitos engenheiros eletricistas conhecem. Tesla esqueceu que um gerador alimenta-se de potência, e ele estava energizando-o com alta freqüência de sua Bobina. Alta freqüência rapidamente aquece o isolamento; um forno de microondas funciona pelo mesmo princípio. Em poucos minutos, a isolação dentro do gerador aqueceu tanto que ele queimou. Quando as luzes se apagaram em Colorado Springs, esta foi a primeira prova de que a idéia de Tesla tinha possibilidades estratégicas.


É assustador. Imaginem uma Bobina de Tesla, ocupada bombeando uma onda elétrica na Terra. Deste lado do planeta, ele estava conseguindo raios de 39 metros, os quais possuem um diabo de um monte de voltagem e de corrente. E uma simples teoria de ondas mostrará a vocês que aquela espécie de potencial existe também do outro lado do planeta. Lembrem-se, a onda estava se refletindo para lá e para cá, sendo reforçada de cada vez. A grande questão é: quão concentrado o pólo elétrico oposto será. Ninguém sabe. Mas parece provável que a área alvo no solo do lado mais distante poderia ser sujeita a uma considerável interferência elétrica. E se um equipamento computadorizado é ligado à terra, esperançosamente assumindo que a terra jamais será uma fonte de eletricidade, isso será muito ruim para esse equipamento.


Esta espécie de interferência elétrica torna a estática insignificante, por comparação. E não é preciso muita diferença em potencial de terra para destruir um computador ligado a ela. Descargas de raios causam uma cintilação temporária na voltagem de terra; lembro-me de trocar chips de driver em uma rede de computadores que tinha sido atingida por um raio, quando eu morava em Austin. Imaginem o efeito em relativamente delicados [circuitos] eletrônicos, se alguém liga uma Bobina de Tesla no outro lado do planeta, e submete o solo a abruptas mudanças elétricas. As aplicações militares são bastante óbvias – aqueles ICBM [Inter-Continental Ballistic Missile – Mísseis Balísticos Inter-Continentais - N.T.] no Dakota do Norte, por exemplo. É possível que eles possam ser danificados em seus silos, e a partir de uma distância de milhares de quilômetros. Fazendo funcionar duas ou mais Bobinas, você não tem de estar, tampouco, exatamente do outro lado do planeta. Efeitos de interferência podem dar-lhe os pontos remotos que precisar, com sintonias variadas. Pode ser, apenas pode ser, que os soviéticos não estejam fazendo radares "além do horizonte". Pode ser que eles só estejam se ocupando na leitura das anotações de Tesla. E pode ser que eles estejam sintonizando uma grande e real surpresa com as suas bobinas gêmeas.


"GUERRA NAS ESTRELAS" E A BOBINA DE TESLA


Vocês já ouviram sobre a Strategic Defense Initiative [SDI], ou "Guerra nas Estrelas". Nós estamos procurando por uma maneira de parar um ataque nuclear. Exatamente agora, estamos tendo toda espécie de projetos de pesquisa em alta potência, com ênfase em "nova tecnologia". Laser Excimer [excimer - uma molécula diatômica em um nível acima do menor estado energético possível – N.T.], técnicas de destruição cinéticas, e mesmo idéias mais exóticas. Como sabem muitos de vocês que têm escrito programas para computadores, é danado de difícil fazer alguma coisa "nova" funcionar. Pode ser um erro, apegar-se exclusivamente ao "novo". Não seria alguma coisa, se a solução para o SDI estivesse cem anos no passado, no brilho esquecido de Nikola Tesla? Por certo agora nós podemos imobilizar [o equipamento] eletrônico de instalações de metade do planeta. A tecnologia para fazer isto foi conseguida em 1899, e prontamente esquecida. Lembrem-se, não estamos falando aqui de algo vago, ou de teorias não provadas. Estamos falando do recorde mundial de raios, e do inventor daqueles sistemas de energia que acendem as luzes de sua casa à noite.


A BOBINA DE TESLA FUNCIONA.


Tudo que temos que fazer é construí-la. Você pode não acreditar na história sobre Tesla em Colorado Springs, e no ele fez. É realmente espantosa. Por causa dela, ele foi esquecido. E não tenho certeza se você quer ouvir sobre a conexão SDI. Mas, quando você trabalhar em um computador, deve lembrar dele. Sua bobina de Tesla fornece a alta voltagem para o tubo de imagem [monitor] que você usa. A eletricidade para o seu computador vem de um gerador de C.A. de Tesla, enviada através de um transformador, e chega à sua casa através de um transformador de força de três fases de Tesla. As invenções de Tesla... elas ainda estão por aí...





* Este texto foi escrito à época da antiga União Soviética [Nota do Tradutor]


fonte: http://www.umanovaera.com/conspiracoes/tesla.htm

17 de novembro de 2011

Ami O menino das estrelas



Preciso dar essa dica aos leitores do meu blog, é uma dica tão maravilhosa que eu não tenho como deixar de compartilhar seria egoísmo, a dica é esse livro intitulado "Ami O menino das Estrelas"
Vou deixar aqui o 1º capítulo postado e o link para download no final, mensagens como essa, não podem deixar de serem compartilhadas. APROVEITEM enquanto é tempo.


Pri




AMI - O Menino das Estrelas
Enrique Barrios
É difícil aos dez anos de idade escrever um livro. Nesta idade ninguém entende muito de literatura... nem se interessa demais; mas eu vou ter que fazer isso, porque Ami disse que se eu o quisesse ver novamente deveria relatar em um livro o que eu vivi a seu lado.
Ele me advertiu que entre os adultos, muito poucos me entenderiam, porque para eles era mais fácil acreditar no terrível do que no maravilhoso.
Para evitar problemas ele me recomendou que dissesse que tudo era uma fantasia, uma história para crianças.
Eu vou obedecer-lhe ISTO É UMA HISTÓRIA.


Primeira Parte



Capítulo 1 - O primeiro encontro
Tudo começou numa tarde do verão passado, numa praia que vou quase todos os anos com a minha avó.
Desta vez conseguimos uma casinha de madeira. Havia muitos pinheiros e boldos do Chile no quintal e, na
frente, um jardim cheio de flores. Estava perto do mar, num caminho que leva até a praia.
Iam ficando poucas pessoas porque o verão já estava terminando. Minha avó gosta de tirar férias nos
primeiros dias de março; ela diz que é mais tranquilo e mais barato.
Começou a escurecer; eu estava sentado numas pedras altas perto de uma praia solitária, contemplando o
mar. De repente, vi no céu uma luz vermelha em cima de mim. Pensei que eram fogos de artifício, desses que se
soltam no ano novo. Vinha descendo, mudando de cores e largando faíscas. Quando chegou mais perto percebi
que não eram fogos de artifício, porque ao crescer chegou a ter o tamanho de um ultraleve ou até maior...
Caiu no mar a uns cinquenta metros da beira, na minha frente, sem fazer nenhum barulho. Pensei que
tinha sido testemunha de um acidente aéreo. Olhei procurando algum paraquedista no céu, não encontrei
nenhum. Nada alterava o silêncio e a tranquilidade da praia.
Tive muito medo e senti vontade de sair correndo para contar à minha vovó; mas esperei um pouco para
ver se via alguma outra coisa. Quando já estava indo embora, apareceu alguma coisa branca boiando no ponto
onde eu tinha visto cair o avião, ou o que quer que fosse: alguem vinha nadando para as pedras. Imaginei que
era o piloto, que tinha conseguido se salvar do acidente. Esperei que se aproximasse, para tentar ajuda-lo.
Como nadava com agilidade, compreendi que não estava ferido.
Quando chegou mais perto, percebi que se tratava de um menino. Chegou até as pedras e antes de

Hugo Chávez: Guerra ao Irã seria "fim do mundo"!

CARACAS- O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, alertou nesta segunda-feira, 14, sobre uma ameaça de guerra nuclear no Oriente Médio, orquestrada pelos Estados Unidos e pelos seus aliados. Chávez assegurou que se trata de uma 'loucura' que poderia resultar no 'fim do mundo'.


Efe
'Uma guerra nuclear poderia ser a última neste mundo, poderia ser o fim do mundo', disse Chávez

'Neste mesmo instante, há uma ameaça de guerra nuclear no Oriente Médio, agora mesmo, hoje, nesta hora e quem é o primeiro culpado? O governo dos Estados Unidos e os seus aliados, entre eles Israel, que tem muitas bombas atômicas', afirmou o presidente em um ato transmitido pela televisão.

Chávez disse ainda que esses países ameaçam Irã e Síria e também 'ameaçam o mundo' e citou um artigo de Fidel Castro no qual o presidente cubano adverte que uma agressão a Irã desataria 'inevitavelmente' uma 'guerra sangrenta'.

'Vale a pena pedir que o mundo reflita para onde caminha. Uma guerra nuclear poderia ser a última neste mundo, poderia ser o fim do mundo', manifestou o presidente da Venezuela.

16 de novembro de 2011

Simbolos da NOM (Nova Ordem Mundial)

Querem saber mais sobre cada simbolo usado pela NOM (Nova Ordem Mundial)???Estes 12 videos vao te mostrar o caminho! vai se surrrprreeendeerrr!!!!



15 de novembro de 2011

Sumérios



O Mistério dos Sumérios

Os primeiros registros dos sumérios remontam mais de 3.000 anos antes de nossa era. Sua origem ainda permanece desconhecida. O que sabemos no entanto, é que os Sumérios possuíam uma cultura superior, plenamente desenvolvida, a qual impunham aos semitas, em parte ainda bárbaros.


Quanto aos seus deuses, estes os procuravam nos cumes da montanhas, ou, quando não haviam montanhas onde se encontravam, faziam aterros formando morros artificiais.

Conhecimentos e Tecnologia


A astronomia suméria era extremamente avançada. Seus observatórios eram capazes de obter cálculos do ciclo lunar que diferiam somente 0.4 segundos dos nossos cálculos atuais. Foi encontrado também, na colina de Kuyundjick (a antiga Nínive), um cálculo com impressionantes 15 casas, com resultado final igual a 195.955.200.000.000. Os gregos, no auge de seu saber, não se atreveram a ultrapassar o número 10.000, considerando tudo o que passasse deste valor como infinito.



Na cidade de Nipur, a 150 quilômetros de Bagdá, foi encontrada uma biblioteca sumeriana inteira, contendo cerca de 60.000 placas de barro com inscrições cuneiformes.


Suas tábulas de argila contém informações preciosas sobre o Sistema Solar. O mais impressionante são os dados sobre Plutão – planeta só (re)descoberto em 1930! Eles possuíam conhecimentos sobre o tamanho, composições químicas e físicas de Plutão e afirmavam que este era na verdade um satélite de Saturno que se “desprendeu” e ganhou nova órbita. A Lua era por eles chamada de “pote de chumbo” e diziam que seu núcleo era uma cabaça de ferro. Durante o programa Apollo, a NASA confirmou estes dados…

Idades Avançadas



Segundo os escritos cuneiformes encontrados, os sumérios conseguiram alcançar idades fantásticas. Segundo estes escritos, os dez primeiros reis governaram, no total, 456.000 anos e os vinte e três reis seguintes, 24.510 anos, 3 meses e 3 dias e meio – período o qual trouxe muitos aborrecimentos a estes reis, ocasionados pela era pós-dilúvio, tempo de reconstrução geral.

O Dilúvio Segundo os Sumérios: Influência Extraterrestre?


Reza um escrito cuneiforme sumério: “E depois veio o dilúvio e após o dilúvio a realeza tornou a descer mais uma vez do céu…”


Este trecho, de uma das placas encontradas, faz parte da mais antiga descrição do dilúvio que temos conhecimento. Mais antiga até que o poema épico de Gilgamés.


Na mais antiga das placas até hoje encontradas, o “Noé” dos sumerianos chamado Ziusudra, morava em Shuruppak e lá construiu sua arca. Os sumérios foram edificando ao longo dos séculos torres, pirâmides e casas com todo o conforto para seus “deuses” a quem ofereciam sacrifícios enquanto aguardavam o regresso – e a cada cem anos eles retornavam.


Seria possível que seres extraterrestres tivessem descido nesta região da terra, passado um pouco de seus conhecimentos para os sumérios e de tempos em tempos voltassem para saber como estavam seus “pupilos”? Isso explicaria a fantástica vida dos reis sumérios e sua incrível tecnologia.

Na tradução das placas de barro sumérias encontradas, diz-se que a Terra teve origem extraterrestre, através da colisão de dois corpos celestes. Parte dos destroços caíram aqui e no outro corpo celeste chamado Nibiru.

Os sumérios acreditavam que seus deuses vieram deste planeta – “o décimo segundo planeta” – que completa uma volta ao Sol a cada 3.600 anos.

A história diz ainda que após 35 milhões de anos, Nibiru corria risco de se acabar totalmente, então, como a Terra era o único planeta com condições favoráveis para a sua sobrevivência, fizeram misturas genéticas entre os primatas e a sua espécie. Esta mesma história conta que estes eram seres humanóides gigantes que, com o passar do tempo, misturaram-se com os humanos, gerando assim novas raças e etnias: os “filhos dos deuses”.

Estas plaquetas também contém advertências dos ET’s sobre as calamidades que o planeta iria passar. Segundo estas advertências, o planeta Nibiru passaria muito perto da Terra, fazendo com que a atração gravitacional dos dois planetas provocasse um cataclisma.

Investigando a mitologia sumeriana e algumas plaquetas e quadros acádicos, temos que os “deuses” sumerianos não tinham forma humana, e o símbolo de cada um dos deuses era invariavelmente ligado a uma estrela. Nos quadros acádicos, as estrelas estão reproduzidas assim como desenharíamos hoje. O singular porém, é que estas estrelas são rodeadas de planetas de diversos tamanhos. Como poderiam saber os sumérios que uma estrela possui planetas?

Os “Deuses” Sumerianos


Os deuses sumerianos correspondiam a estrelas / astros. Seu deus supremo, Marduk (Marte), segundo o que se sabe, teve construída em sua homenagem, uma estátua em ouro puro, de oitocentos talentos de peso; isso correspondia a uma imagem de 24 toneladas de ouro puro!


Ninurta (Sírio) era o juiz do Universo. Este pronunciava sentenças sobre os mortais. Há placas com inscrições dirigidas à Marte, Sírio e às Plêiades.


Suas descrições sobre as armas utilizadas por estes deuses para combater os inimigos, nos remontam a bomba atômica! Foram encontrados desenhos e até uma maquete de uma residência assemelhando-se a um abrigo anti-atômico pré-fabricado, redondo e tosco e com uma única entrada estranhamente emoldurada. Por que e como um povo de mais de 3 mil anos iria construir um abrigo anti-aéreo?

Curiosidades Encontradas nas Terras do Sumérios
- Em Geoy Tepe, desenhos espirais, uma raridade há 6 mil anos;
- Em Gar Kobeh, uma indústria de pederneiras, a qual se atribuem 4 mil anos de idade;
- Em Baradostian, achados idênticos com idade provável de 30 mil anos;
- Em Tepe Asiab, figuras, túmulos e instrumentos de pedra com data anterior a 13 mil anos passados;
- No mesmo local foram encontrados excrementos petrificados de origem desconhecida (não humana);
- Em Karim Schair encontraram-se buris e outras ferramentas;
- Em Barda Balka, foram desenterradas ferramentas e armas de pederneira;
- Na caverna de Schandiar foram encontrados esqueletos de homens adultos e de uma criança, que datam cerca de 47 mil anos, conforme avaliação realizada pelo processo de C-14.
Conclusão

Estas são somente algumas descobertas feitas no espaço geográfico de Súmer. Temos então que a cerca de 40 mil anos, na região de Súmer, vivia um aglomerado de seres humanos primitivos. De repente, por motivos até agora desconhecidos (ou não divulgados) pela nossa ciência, lá estavam os sumérios com sua astronomia, cultura e técnicas.

Fontes: http://www.acasicos.com.br/html/sumer.htm






















50 razões para opor-se à fluoretação



6 de março, 2001
Dr. Paul Connett
Professor de Química
Universidade de St. Lawrence, NY 13617
315-229-5853 - ggvideo@northnet.org

com assistência de :

Michael Connett
Webmaster
Fluoride Action Network
http://www.fluoridealert.org
1 - o fluoreto não é um nutriente essencial. Nenhuma doença jamais foi ligada a uma deficiência de fluoreto. Os seres humanos podem haver dentes perfeitamente bons sem o flúor.

2 - a fluoretação não é necessária. Muitos países da Europa não são fluoretados e experimentaram o mesmo declínio em cárie dental como nos EUA (veja os dados da O.M.S. em níveis de cárie dental na Europa, EUA, Nova Zelândia e Austrália no Apêndice 1).

3 - o papel da fluoretação no declínio da cárie dental está em sérias dúvidas. A maior pesquisa jamais conduzida nos EUA (mais de 39,000 crianças de 84 comunidades) pelo Instituto Nacional de Pesquisas Dentais mostrou uma pequena diferença em cáries dentais entre crianças de comunidades fluoretadas e não fluoretadas. (Hileman, 1989 e Yiamouyiannis, 1990). Segundo as estatísticas do NIDR, o estudo encontrou uma diferença média de somente 0,6 DMFS (Superficies Obturadas, Ausentes e Cariadas) nos dentes permanentes de crianças com idade de 5 a 17 anos residentes em áreas fluoretadas ou não.(Brunelle e Carlos, 1990). Esta diferença é menos que uma superfície dental! Existem 128 superfícies dentais na boca das crianças.

4 - onde a fluoretação foi descontinuada, em comunidades do Canadá, antiga Alemanha Oriental, Cuba e Finlândia, a cárie dental não aumentou mas realmente diminuiu (Maupone et al., 2000 e seppa et al, 2000).

5 - uma das primeiras experiências que ajudou a lançar a fluoretação aconteceu em Newburgh, NY, em Kingston, NY com a comunidade de controle. Após 10 anos deste processo (que era metodologicamente incorreto), se observou que houve uma grande diminuição da cárie dental nas comunidades fluoretadas comparado com as comunidades não fluoretadas. Todavia, quando as crianças foram reexaminadas nestas duas cidades em 1995 (50 anos após o inicio do processo) praticamente não havia diferença em cáries dentais nas duas comunidades. Se qualquer coisa, os dentes na não fluoretada Kingston eram levemente melhores (Kumar e Green 1998).

Os Nefilins





O objetivo dessa página é revelar a ponta do iceberg sobre o surgimento e a evolução do homo-sapiens na Terra. Desconsidere tudo que aprendeu nas instituições de ensino, sobre criacionismo ou evolucionismo! Tudo que tem sido ensinado, tem somente o objetivo de manter a humanidade ignorante e submetida aos sombrios interesses das corporações político-econômicas das nações. O material contido aqui tem o único objetivo de abrir sua mente para a verdade. Não é ficção! Não é fantasia!


A mais completa fonte de informações à respeito da nossa origem, se encontra entre os achados arqueológicos da civilização suméria. Os sumérios foram os co-fundadores da primeira grande civilização da Mesopotâmia, como era chamada à região compreendida entre os rios Tigre e Eufrates, que nascem nas montanhas da Turquia e desembocam no Golfo Pérsico. Onde atualmente está situado o Iraque. Sua organização social foi literalmente responsável pelo mundo como conhecemos hoje. Elementos que influenciaram na formação das sociedades greco-romanas, que por sua vez influenciaram todo o mundo ocidental e estão fortemente presentes até os dias de hoje:


Técnicas de medicina, arquitetura, engenharia e hidráulica, baseados em magníficos conhecimentos em matemática, química, física e astronomia. Seus conhecimentos astronômicos eram incrivelmente avançados: seus observatórios obtinham cálculos do ciclo lunar que diferiam em apenas 0,4 segundos dos cálculos atuais. Na colina de Kuyundjick, antiga Nínive, foi encontrado um cálculo, cujo resultado final, em nossa numeração, corresponde a 195.955.200.000.000. Um número de quinze casas!... Os gregos, no auge do saber, não passaram do número 10.000, o resto seria o "infinito".


Desenvolveram a agricultura com técnicas de irrigação e drenagem de solo, construção de canais, diques e reservatórios;


Sistema de leis baseados nos costumes;


Habilidosas práticas comerciais;


Sistema de escrita cuneiforme, assim chamado porque escreviam em plaquetas de argila com um estilete em forma de cunha;


Sistema de unidade política das Cidades-Estados ou Estados soberanos, como Ur, Nipur e Lagash;


Sistema de hierarquias sacerdotais para organização religiosa;


Fundaram as primeiras bibliotecas. Na cidade de Nipur, 150 km ao sul de Bagdá, foi encontrada uma biblioteca sumeriana inteira, contendo cerca de 60.000 tabletes de barro com inscrições cuneiformes sobre a origem da humanidade.


Criaram os fenomenais projetos arquitetônicos denominados zigurates. Verdadeiros complexos piramidais que englobavam vários módulos de edifícios, abrigando desde templos religiosos até plenários políticos, construídos ao redor de um bloco-célula central e interligados por rampas espirais desde a base até o topo.


O maior especialista vivo, em cultura suméria, é o historiador e arqueólogo Zecharia Sitchin nascido na Rússia e criado na Palestina, onde adquiriu profundos conhecimentos de arqueologia e história oriental. Formado em história pela Universidade de Londres, é um dos poucos estudiosos do mundo capacitados a traduzir a escrita cuneiforme, característica das civilizações mesopotâmicas, trabalhou como jornalista e editor em Israel e atualmente é escritor e consultor da NASA. Sitchin tem traduzido massivamente, ao longo de sua vida, os escritos de mais de 2000 placas sumérias encontradas em suas pesquisas arqueológicas. E tem escrito inúmeros livros contendo essas traduções e sua interpretação sobre o assunto. Basicamente, o legado do conhecimento sumério revela que a Terra, teve origem através da colisão de dois gigantescos corpos celestes, Nibiru e Tiamat. Os escritos afirmam que Nibiru, um planeta avermelhado (Que já foi avistado pela NASA e atualmente vem sendo chamado de “planeta X") foi desviado de um sistema binário, há milhões de anos, e capturado pela gravidade do nosso Sol. Esse planeta viajou em nosso sistema solar, abaixo da elíptica, passando por Netuno e Urano. Como seu campo magnético era muito intenso, ele deslocou Urano para seu lado quando passou por ele. Naquela época não havia o planeta Terra, mas sim um outro planeta, muito maior, Tiamat, coberto quase que só de água. Durante a trajetória, as luas de Nibiru atingiram Tiamat dividindo-no em duas partes, pulverizando a metade onde ele foi atingido (criando o cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter) e empurrando a outra metade para uma órbita mais baixa, a atual órbita da Terra. Durante esse processo, uma das luas de Nibiru foi capturada pela gravidade da Terra, e se tornou o nosso satélite. A primeira passagem de Nibiru foi responsável pela atual configuração do nosso sistema solar. Plutão era uma lua de Saturno que foi arrancada de sua gravidade e empurrada para a sua atual órbita. Em Fevereiro de 2000, chegava ao fim a "Missão Near" (sonda Near) da NASA, chefiada pelo Dr. Cheng, confirmando esta gigantesca trombada celeste no início do nosso sistema solar (catastrofismo).


Nibiru tem um período órbital de 3600 anos se comparado com a Terra e orbita dois sóis. Os sumérios descreveram-no como sendo quatro vezes maior do que a Terra, de cor avermelhada, e responsável por grandes catástrofes, no nosso planeta, durante suas passagens através de nosso sistema solar. Eles explicam que a aproximação desse planeta foi a causa do dilúvio citado na Bíblia, devido a um deslocamento polar na Terra. Os estudiosos do legado sumério, têm se questionado como seria possível que uma civilização tão antiga tivesse informações tão precisas sobre astronomia, numa época onde supostamente não havia equipamentos tecnológicos? A resposta está no trabalho de Zecharia Sitchin. O conhecimento sumério, sobre o sistema solar, só poderia ser obtido por meio de uma fonte externa. Que fosse capaz de viajar pelo espaço e observar esses eventos. A dimensão do trabalho de Sitchin é tão importante que ele foi consultor pessoal dos generais norte-americanos Colin Powell e Norman Schwarzkopf, durante a guerra do Golfo. Powell, que posteriormente se tornou Secretário de Estado, tinha um particular interesse na organização militar dos sumérios. Coincidência ou não, nos últimos quinze anos as campanhas militares norte-americanas se tornaram extremamente intensas na região que foi o berço da civilização suméria.


As placas sumérias tem informações precisas sobre os planetas do sistema solar. O mais impresionante são os dados sobre Plutão (planeta que só foi descoberto em 1930). Eles sabiam o tamanho de Plutão, sua composição química e orgânica e afirmavam que Plutão era na verdade um satélite de Saturno que se "desprendeu" e ganhou uma nova órbita. Eles chamavam a Lua de pote de chumbo e diziam que seu núcleo era uma 'cabaça' de ferro. Durante o programa Apolo, a NASA confirmou esses dados... Esse conhecimento seria possível há 3.000 anos atrás? Em 1983, o Satélite Astronômico Infravermelho (IRAS) fotografou um grande objeto na imensidão do espaço. O astro seria tão grande quanto Júpiter e provavelmente poderia fazer parte do nosso Sistema Solar. Em 1987, a Agência Espacial Norte-Americana (NASA) anunciou oficialmente que admitia a provável existência do chamado Planeta X. Em uma conferência realizada no Centro de Pesquisas Ames, na Califórnia, o pesquisador John Andersondeclarou: “Um décimo segundo planeta pode estar orbitando o Sol. Sua localização seria três vezes a distância entre o Sol e Plutão”. A questão é delicadíssima. De um lado temos escritos de milhares de anos sobre a formação da Terra, com informações precisas e riquezas de detalhes, traduzidos pelo maior especialista em civilização suméria e de outro lado temos a discreta confirmação dessas informações pela maior agência espacial do mundo.


A questão da origem do planeta Terra e da humanidade é, de fato, extremamente delicada, porque ameaça completamente o mainstream social moderno (pelo menos nas sociedades ocidentais). A humanidade é guiada pela ciência e/ou pela religião. Pelo empirismo ou pela fé. Entretanto, tanto um como o outro se tornaram instrumentos de poder para grupos poderosos interessados em dominar as grandes massas populares. Sistematicamente, os dois extremos têm ocultado ou distorcido, ao longo da historia, informações sobre a origem do homem no planeta. No campo científico, homens como Charles Darwin induziram a humanidade à acreditar que o homem evoluiu progressivamente e naturalmente de um tipo de antropóide. Essas afirmações foram baseadas nas observações e pressuposições de Darwin, que em suas viagens de estudos pelo mundo, desenvolveu a idéia de que um processo de seleção natural era responsável pelas mutações das diversas espécies de animais, para se adaptarem as mudanças geofísicas sofridas pela Terra no passado. Até aí tudo coerente, porém Darwin, precipitadamente concluiu que os seres poderiam sofrer qualquer transformação para se adaptarem. Para ele um lêmur voador poderia se transformar em um morcego, sobre uma determinada circunstância:- "Não vejo qualquer dificuldade em acreditar na possibilidade de que a seleção natural possa desenvolver a membrana no lêmur voador, até transformá-la num verdadeiro membro alado, à semelhança do que deve ter ocorrido com o morcego". Seguindo essa linha de pensamento ele concluiu que um símio poderia ter perdido os pêlos, a cauda, ter erguido a coluna vertebral, ficado inteligente e se tornado homem de maneira natural. Atualmente o Darwinismo também tem sido chamado de "teoria da origem inferior das espécies". A antítese ao "evolucionismo" de Darwin é a "teoria da origem superior das espécies", uma variação da teoria criacionista, baseada nas descobertas de fósseis humanos descomunais e ruínas de construções megalíticas, encontrados em várias partes do mundo. O pesquisador suiço Erich Von Däniken foi um dos primeiros defensores modernos, da teoria da origem superior. Tendo viajado meio mundo e dedicado boa parte de sua vida ao estudo das civilizações antigas, como os sumérios, babilônios, hindus, incas, maias e astecas, Däniken é pioneiro na abordagem técnica sobre a influência de seres extraterrestres no desenvolvimento da vida na Terra. À despeito de inúmeras difamações e ataques sofridos, escreveu diversos livros, entre os quais o clássico "Eram os Deuses Astronautas?", enfatizando sistematicamente que as mutações fisiológicas, além do fator "inteligência", foram introduzidos no hominídeo ancestral, via engenharia genética, resultando no homo-sapiens. E todo o processo civilizatório foi igualmente, introduzido pelos mesmos seres, supostamente superiores, gradativamente. Däniken, através de seminários e palestras, foi o primeiro pesquisador a confrontar o sistema e expor publicamente essa linha de pensamento. Seus trabalhos, muito ricos em detalhes, são referências obrigatórias para quem estuda esse assunto, sendo, inclusive mencionados porSitchin.


Segundo os sumérios, essa raça de extraterrestres eram os Anunnaki (Os Do Céu Que estão Na Terra), que mais tarde foram chamados de Elohim (Senhores do Céu). Humanóides gigantes vindos do planeta Nibiru e que devido à problemas no seu ecossistema, decidiram iniciar um processo de colonização no nosso planeta, por volta de 450 mil anos atrás. A primeira expedição Anunnaki, liderada pelo mega-cientista ENKI (Senhor da Terra) , aterrisou na região do Golfo Pérsico, onde estabeleceu a primeira base de operações: ERIDU (Lar Longínquo Construído). O plano original era extrair ouro do mar, o que de fato foi feito, mas à medida que esse processo foi ficando inviável, a única alternativa foi extrair o minério do sudeste da África, que já havia sido explorada por ENKI. Sem perda de tempo ele partiu p/ o continente africano, c/ uma equipe e ergueu o complexo ABZU. O ouro obtido nas minas da região iria ser transportado em embarcações até a Mesopotâmia, para derretimento e refinamento. Em seguida os lingotes eram enviados, através de uma nave de carga até uma outra nave que ficava orbitando a Terra, aguardando a chegada periódica de uma nave-mãe que levava o precioso metal paraNibiru, para ser usado como partículas suspensas, na atmosfera, a fim de conter o avanço de um fenômeno semelhante ao efeito estufa.


A ampliação das atividades de mineração, trouxe uma segunda expedição liderada pelo comandanteENLIL (Senhor do Comando), meio-irmão de ENKI e logo os Anunnaki ergueram um gigantesco complexo logístico nas imediações do Monte Ararat. ENKI e ENLIL eram filhos do governante de Nibiru,ANU (Senhor das Alturas) e rivais, devido ao fato de que, mesmo sendo primogênito, ENKI não era o primeiro na linha de sucessão do trono nibiruano, mas sim ENLIL. Posteriormente uma terceira missão foi enviada, liderada pela médica-geneticista NINTI (Senhora da Vida), meia-irmã dos dois líderes, acirrando a disputa entre eles. Contudo, ao longo do trabalho dos Anunnaki, que já eram aproximadamente 600 na Terra, além de mais 300 em órbita, uma série de conflitos culminaram em um motim, durante uma inspeção de rotina, nas minas africanas. Os Anunnaki, astronautas e cientistas, improvisados como operários mineradores, reclamavam das tarefas designadas. Pressionado, ENLILinformou a ANU sobre a revolta e se dispôs à abandonar o comando da missão e retornar ao seu planeta. Uma corte marcial foi instaurada e ANU, tendo vindo à Terra, exigia que os líderes do motim se revelassem. Ouvindo os depoimentos, ANU concluiu que o trabalho era realmente muito duro e as reivindicações dos Anunnaki eram justas. Mas como interromper a mineração do ouro? O equilíbrio do ecossistema de Nibiru dependia do metal. ENKI, imediatamente ofereceu uma solução genial. Ele informou que no sudeste africano, vagava um ser que poderia ser treinado para executar o trabalho de mineração e desde que a "marca dos Anunnaki" (DNA) pudesse ser colocada nele. ENKI se referia à uma espécie de hominídeo que tinha evoluído naturalmente na Terra, mas que ainda estava num nível evolucionário extremamente distante do atingido pelos habitantes de Nibiru, não obstante ENKI sabia que esse primata, assim como todos os seres da Terra, possuíam material genético compatível com os de Nibiru, porque aqui a vida teria se iniciado com esporos orgânicos trazidos de lá, após a colisão comTiamat. Esse tipo de fenômeno, denominado de Panspermia Cósmica, segundo cientistas de vanguarda, é comum nas galáxias, podendo ocorrer de forma acidental ou dirigida, como fizeram osAnunnaki.


Na unidade médica de ABZU, ENKI e NINTI concluíram que poderiam extrair o óvulo de uma fêmea primata, fertilizá-lo, in vitru, com o espermatozóide de um macho Anunnaki e implantá-lo no útero de uma fêmea Anunnaki. Após muitas tentativas e erros, estava criado o modelo perfeito do homo-sapiens. O processo foi repetido várias vezes, formando a primeira geração de híbridos humano-alienígenas, na Terra, que contudo eram estéreis. E à medida que os LULU (Trabalhadores Primitivos)eram desenvolvidos e encarregados no trabalho de mineração na África, os Anunnaki que trabalhavam na Mesopotâmia começaram a invejar os seus colegas e a clamar pela presença de humanos naquela região. Apesar das objeções de ENKI, ENLIL apoderou-se de um grupo de terráqueos e os levou para a principal base do Golfo Pérsico, ERIDU.


"Iahweh (ENLIL) tomou o homem e o colocou no Jardim do Éden para cultivar e guardar".Gênesis


A característica de longevidade do relógio biológico dos Anunnaki, onde 1 ano corresponde à 3.600 anos terráqueos, não foi inicialmente introduzida no material genético da primeira geração de humanos, que envelhecia rapidamente e tinha vida curta, o que levou ENKI a aperfeiçoar a manipulação genética dos híbridos, usando seu próprio esperma. Ele e NINTI desenvolveram um outro "modelo perfeito" de terráqueo, um macho que foi o primeiro representante da raça adâmica. O ADAMU ou ADAPA (Aquele Nascido na Terra) possuía alto grau de inteligência e longevidade maior. Em princípio, os primeiros híbridos machos e fêmeas eram estéreis e foram gerados no útero de NINTI e das enfermeiras voluntárias de sua equipe médica. Sitchin ressalta que durante as muitas tentativas e erros dos dois cientistas nibiruanos, para a criação do "humano ideal", várias espécies de mamíferos, anfíbios, répteis, aves e peixes, foram utilizados como doadores de material genético. O resultado dessas ousadas experiências foram seres antropomórficos, de aspecto exótico ou monstruoso, que ficaram conhecidos, ao longo da história, como quimeras (centauros, cíclopes, hárpias, tritões, sereias, minotauros, hidras, górgonas, sátiros, etc). Criaturas que possuíam cabeça e tronco humanos e membros inferiores de animais ou as vezes, o inverso, ou uma bizarra combinação de ambos ou de vários animais, ou ainda seres humanos com dois pares de membros superiores. Algumas placas sumérias com anotações de ENKI, à respeito dessas experiências, revelam que muitos tinham sérias disfunções biológicas, mas outros se adaptavam bem e desenvolviam, inclusive alto grau de inteligência. Ao contrário do que se pensa, esses seres não eram meros mitos, mas sim resultado de avançada engenharia genética. A ciência moderna, secretamente, tem dado os primeiros passos em direção à essas atividades (Por exemplo: Transplante de órgãos de animais em seres humanos). O fato é que esses seres fantásticos conviviam com os humanos criados pelos Anunnaki, e foram citados em muitos textos de civilizações antigas, principalmente as greco-romanas e indo-européias. Alguns deles ficaram famosos em seus tempos, como a górgona Medusa, o sátiro Pan e o ser minotauro, da ilha de Creta, ou o homem-pássaro hindu Garuda. Inicialmente eram considerados semi-deuses, mas à medida que as civilizações iam ficando mais sofisticadas, esses seres passaram a ser vistos como ameaças e foram perseguidos e combatidos por homens como Gilgamesh, Perseu e Hércules.


À despeito das quimeras, o projeto do homo-sapiens foi bem sucedido, mas a primeira geração de híbridos não procriava, então ENKI decidiu criar clones modificados, utilizando o DNA mitocondrial de sua esposa NINKI (Senhora da Terra) combinado com o DNA do tecido retirado de ADAMU, criou uma fêmea apta para procriação. Sendo assim "Adão e Eva", do livro do Gênesis, receberam o "fruto do conhecimento", ou seja foram iniciados no conhecimento sobre procriação, além de outros assuntos. Sitchin diz ainda, que o mito da "serpente tentadora" do Éden, se refere ao termo "Nahash" (Portador do Conhecimento), um dos muitos epítetos de ENKI, que enalteciam suas habilidades científicas. O brilhante Anunnaki possuía um cajado de metal, em forma de haste circundado por duas serpentes, em referência a dupla hélice do DNA humano. Esse símbolo, o Caduceu, foi adotado pela Medicina em todas as épocas. O fato é que ENKI e NINTI eram brilhantes cientistas e dominavam plenamente a ciência da manipulação genética, se referindo à ela como a ciência da "Árvore da Vida". Sitchin revela uma curiosidade interessante: A palavra "mãe" se originou de MAMI, um dos epítetos suméricos de NINTI, a Senhora da Vida.


"Com amplo entendimento ele o aperfeiçoara...


Para ele dera o Conhecer...


A vida eterna não lhe concedeu." Gênesis


ENLIL, além de comandante e administrador, também tinha profundos conhecimentos científicos em engenharia genética mas era totalmente contra a sua aplicação em seres humanos e animais, só tendo permitido as experiências de ENKI porque o ecossistema de Nibiru dependia do sucesso delas. ENLILfazia uso dos seus conhecimentos somente p/ modificação de sementes e grãos de vegetais e ENKI, além das experiências c/ os humanos, modificava animais que seriam usados p/ alimentação ou produção, como vacas e ovelhas. Não é possível afirmar se ENLIL realmente era contra as experiências c/ humanos, por valores morais ou somente p/ rivalizar o irmão. Ele sempre mantinha ANU informado sobre tudo que ocorria na Terra, que curioso p/ ver o resultado do trabalho de ENKI e NINTI, ordenou que ADAPA fosse levado à sua presença. ENKI, temia que este consumisse alguma substância, que aumentasse o seu ciclo biológico e o induziu à evitar os alimentos que lhe fossem oferecidos, contudo,ANU, surpreso com a perfeição da "criação", quis que o ADAPA fosse mantido em Nibiru, mas ele acabou sendo trazido de volta à Terra e ficou temporariamente sob a guarda de ENLIL, na base EDIN/Éden (Lar dos Justos), no Oriente Médio. Eventualmente ADAPA e sua fêmea começaram a amadurecer sexualmente e esse fato irritou profundamente ENLIL que sempre se opunha aos planos de ENKI e tomado pela ira, os expulsou da base. Eles retornaram para a base africana ABZU e começaram a reproduzir. Sua prole era então clonada por ENKI p/ acelerar e ampliar a descendência e as gerações futuras geravam mais e mais humanos de agradável aparência física e portadores do gen de longevidade Anunnaki, embora vivessem bem menos que eles. Mas ainda assim atingiam idades fantásticas para os padrões biológicos atuais.


Os textos do Antigo Testamento falam que os homens das primeiras gerações adâmicas, viviam centenas de anos e em alguns casos quase atingiam a idade de 1000 anos, como exemplo, Matusalém, Noé e Enoque, que foram alguns dos principais patriarcas pre-diluvianos. Mas Sitchin faz uma revelação perturbadora: Segundo ele as primeiras civilizações humanas aprenderam a fazer cálculos baseados numa média orbital entre Nibiru e a Terra. Como os Anunnaki controlavam o seu tempo baseado na órbita do seu planeta, os homens foram instruídos a fazer cálculos c/ esse referencial. A primeira grande civilização pós-diluviana, a sumérica, dominava o complexo sistema matemático elaborado pelosAnunnaki, p/ aplicação na Terra, onde o dígito 1 correspondia à 60 unidades (o atual sistema cronográfico onde 1 h. = 60 min. = 3.600 seg. é baseado nesse modelo), portanto o ciclo de vida dos primeiros homens adâmicos, seguindo esse padrão, poderia ter durado alguns milhares de anos. Essa característica genética foi mantida até as primeiras dinastias egípcias, quando então começou a se deteriorar, porque o próprio relógio biológico dos Anunnaki ficou debilitado pela vida neste planeta.


Sitchin faz uma observação, em seus livros, à respeito da raça adâmica e da origem do nome Adão: Ele admite que possivelmente não havia um indivíduo assim chamado, mas de fato o primeiro modelo ideal do homo-sapiens ficou famoso entre os Anunnaki e os homens da Terra, porque foi a primeira matriz biológica e porque gozava da proteção de ENKI, que o chamava de ADAPA (Nascido na Terra). Se de fato ele foi clonado, é possível que em determinado momento o termo passou a se referir a toda a primeira geração de homens. Sendo assim, é provável que algumas citações históricas distorceram o termo ADÃO/ADAMU/ADAPA p/ o singular, assim como foi feito com a palavra Elohim ("deuses" e não "Deus").


Um detalhe interessante sobre a descendência de Adão e Eva, pode ser observado no incidente deCaim e Abel. Sitchin tem uma teoria muito interessante: ENKI teria ensinado a pecuária aos homens eENLIL, a agricultura. Caim e Abel eram respectivamente agricultor e pastor e lideravam grupos de trabalhadores nessas atividades. As constantes disputas entre os dois líderes Anunnaki, acabaram influenciando o comportamento dos humanos. E desentendimentos e ciúmes entre os trabalhadores acabaram culminando no assassinato de Abel. Então Caim foi condenado ao exílio por ENLIL, que ficara perplexo diante da primeira demonstração de violência entre os homens e pretendia evitar que aquilo gerasse uma reação em cadeia. Tomado de pavor de uma vingança, Caim teria implorado a ENLIL que o protegesse. O comandante Anunnaki, irado pelo crime contra seu pupilo, Abel, se manteve irredutível na sua decisão, mas pediu a NINTI que lhe fizesse uma modificação genética p/ que os outros homens soubessem que ele carregava um "sinal de Deus" e não o molestassem. A famosa "marca de Caim", citada no Antigo Testamento, consistia numa alteração cromossômica p/ que os seus descendentes não tivessem pêlos faciais. Banido, Caim teria vagado com sua família e seguidores por longas distâncias eSitchin sugere que eles teriam chegado até a América Central e se fixado lá. Sua descendência, ignorada pela história, teria sido a base genética dos ameríndios, que têm com característica principal a ausência de pêlos faciais.


Ao longo dos milênios as gerações de humanos, deixavam de ser apenas trabalhadores ou escravos nas minas. Eventualmente aprendiam novas tarefas e logo cozinhavam, dançavam, tocavam músicas, eram instruídos em todas as ciências e até construíam "casas" para os "deuses", que eles chamavam de "templos". Logo o objetivo central da missão, foi desaparecendo e os Anunnaki pareciam se agradar daquela excelente vida na Terra. Porém, como havia poucas mulheres nibiruanas na Terra, muitosAnunnaki se sentiram atraídos pelas fêmeas humanas e começaram à tomá-las por suas mulheres:"Quando os filhos dos deuses viram que as filhas dos homens eram bonitas, as tomaram como esposas". Desse cruzamento nasceram os híbridos gigantes, os chamados nefilins, anakins, refains ou titãs. Sitchin afirma que, segundo os sumérios, a estatura média dos Anunnaki é de 3,5 a 4m atingindo até 7m e que seus descendentes titãs mantiveram esse nível. O fato é que em alguns milênios eles acabaram organizando os homens em centros urbanos e os instruíam em todos os seguimentos possíveis, gerando então poderosas civilizações. Däniken, em seus estudos, cogita a possibilidade das lendárias civilizações da Lemúria e Atlântida, terem sido as primeiras erguidas por esses seres, que conviviam com a humanidade, e foram adorados como deuses e semi-deuses.


Porém, em certo momento as relações entre homens e Anunnaki ficaram comprometidas por ódios e paixões, levando-os à toda sorte de comportamentos bizarros, que se agravavam mais ainda pela aproximação do planeta gigante Nibiru, que já estava causando terríveis mudanças no clima agradável do planeta e logo os flagelos naturais somados às perturbações sociais, causaram a deterioração moral daquela sociedade híbrida. Esses fatos irritavam seriamente ENLIL que estimulava cada vez mais a desconfiança em ANU e nas altas hierarquias Anunnaki, que já repudiavam o comportamento dos alienígenas nesse planeta. Cedendo a pressão de ENLIL, ANU ordenou que os chefes Anunnaki se reunissem em conselho p/ julgarem a humanidade e decidirem o que deveria ser feito, como punição. Aproveitando a nova passagem de Nibiru, pelo nosso sistema solar, que causaria um cataclisma na Terra, ENLIL e ANU votaram por deixar a humanidade ser dizimada. Essa decisão acabou aceita pela maioria do conselho, mas sob protestos veementes de NINTI e ENKI. O fato é que preveleceu a pressão e o poder de persuasão de ENLIL sobre ANU que obrigou o conselho à prestar juramento de que não alertaria os homens quanto à catástrofe iminente. A grande verdade é que o transtorno planetário, foi usado por ENLIL p/ fazer uma "limpeza racial" na Terra porque não admitia a miscigenação entre os Anunnaki e os terráqueos.


"Viu o Senhor que era grande a maldade do homem na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. E disse o Senhor: Destruirei da face da terra o homem que criei, tanto o homem como o animal, os répteis e as aves do céu; porque me arrependo de os haver feito." Gênesis 6:1, 7.


Inconformado e temendo pela sua obra, ENKI designou, secretamente, um homem, de nome sumérioZIUSUDRA (Noé ou Noah, em hebraico), para reunir grupos de humanos e espécies animais diferentes, que seriam salvas das inundações do planeta causadas pelo deslocamento dos pólos, devido à aproximação de Nibiru, em uma nave submarina submergível desenvolvida por ele, para essa finalidade.ENKI elaborou ocultamente um plano de sobrevivência para os seres selecionados por ZIUSUDRA, pois não ousava desafiar seu pai ANU, nem as hierarquias de Nibiru. Sem tomar conhecimento do seu plano , os Anunnaki evacuaram a Terra e de suas naves estacionadas na órbita do planeta, observaram o desastre e se entristeceram, sofrendo pela destruição daquela grandiosa obra e amargurados por terem abandonado os humanos ao terrível cataclisma. Com a passagem de Nibiru, duros tempos se iniciaram na Terra.


Um detalhe curioso, revela o grau de comprometimento de ENKI c/ a humanidade naquele momento: Tendo sido obrigado a prestar juramento, ele não podia revelar aos homens sobre o perigo iminente e nem ajudá-los, mas incorfomado c/ a situação encontrou uma peculiar maneira de alertar pelo menos um pequeno grupo. Nos tabletes sumérios, referentes ao episódio do dilúvio, é mencionado que ENKI tinha ciência que não podia contar aos homens, mas nada o impedia de "falar c/ as paredes". Uma noite ele se aproximou da casa onde morava ZIUSUDRA, se detendo do lado de fora perto do aposento onde este dormia, e falando alto ou através de algum aparelho, propagou sua voz pelo local dizendo: "Parede, o teu senhor ENKI te ordena que construa uma embarcação, reúna quantos familiares e agregados puderes, abandona tuas posses e salva tua vida, pois os elohim conderam a humanidade à morte..." ENKI teria deixado um tipo de relógio regressivo, sensível à oscilações geodésicas e um projeto de construção de um submergível à cargo de um Anunnaki de sua confiança designado p/ ajudar Noé. Além de ter feito uma seleção de animais e espécies de plantas p/ redistribuir pelo planeta após o holocausto.


Entre muitos pontos em comum, nos textos de Däniken e Sitchin, um particular chama a atenção: Os dois autores afirmam que no processo de exploração do nosso sistema solar, os Anunnaki teriam construído bases de operações em Marte e nas suas luas (Fotos da sonda Mariner: 1 | 2 | 3 | 4 | 5 |6) e na nossa lua (1). Nos primeiros milênios após sua chegada à Terra, essas bases teriam servido de "escalas" até Nibiru, durante o período de transporte do ouro extraído aqui e além da mineração na Terra, os Anunnaki também extraíam silício na nossa lua. Sendo assim, Sitchin argumenta que essas bases teriam servido de refúgio para os extraterrestres durante os anos pós-diluvianos, quando o elevado nível dos oceanos não permitia o retorno à Terra.


Quando o nível das águas cedeu e as camadas de lama que cobriam a Mesopotâmia secaram, o suficiente para permitir o repovoamento, os Anunnaki retornaram à Terra e se surpreenderam quando viram os sobreviventes do cataclisma. E num primeiro momento se indignaram quando ENKI revelou ter elaborado o plano de sobrevivência das espécies terráqueas. Contudo, a revolta cedeu lugar ao contentamento, pela possibilidade de reconstruir a humanidade. NANNAR, um dos filhos de ENLIL, recebeu uma extensão de terra que ia do oeste até o Mediterrâneo e ficou encarregado de reconstruirERIDU, que viria a se tornar Summer ou Suméria e fundando outras, como Ur, a cidade onde nasceuAbraão. Ao filho mais novo de ENLIL, ISHKUR (Senhor das Montanhas Distantes), coube as terras a noroeste. Ásia menor e as ilhas do Mediterrâneo, onde a "realeza" Anunnaki se espalhou, dando origem ao panteão dos deuses greco-romanos. ENKI e seus descendentes, entre eles seu filho NINGISHSIDA (Senhor da Árvore da Vida) ficaram encarregados de reconstruir ABZU, nas terras africanas. De fato, todo planeta foi repartido entre os Anunnaki, que se tornaram as deidades das mitologias indo-européias, asiáticas e andinas. Däniken, menciona que em determinado momento, NINGISHSIDA(chamado de TOTH pelos egípcios), teria ido p/ a América Central explorar a região dos Andes, juntamente com um grupo de sobreviventes africanos e teria erguido a civilização dos olmecas, que seriam os mentores dos astecas (segundo Däniken, a palavra asteca deriva da raiz az-tlan e se refere aos sobreviventes que vieram das terras da Atlântida). Ele ainda expecula que a base do povo asteca era formada pela descendência de Caim misturada com os exilados atlantes. Sitchin não faz menções sobre a Lemúria e Atlântida, mas as peças acabam se encaixando. No comando dos olmecas e dos astecas, o hábil e engenhoso NINGISHSIDA teria ficado conhecido, como o deus Quetzalcoatl (A grande Serpente Emplumada). ISHKUR, posteriormente, também teria ocupado as terras da península de Yucatán, no México, e ficou conhecido como o deus Viracocha.


As civilizações reerguidas na Mesopotâmia, fizeram várias citações aos Anunnaki e a mais peculiar é a que deu base para a referência bíblica dos "Nefilins, os anjos caídos! Aqueles que desceram dos céus para cruzarem com as mulheres dos homens!" Zecharia Sitchin relata que na sua juventude, durante uma aula de hebraico, sobre o capítulo VI do livro do Gênesis, ousadamente questionou seu professor sobre o termo "gigantes" ser o significado da palavra Nefilim. Sitchin enfaticamente afirmou que mesmo derivando da raiz "nefal" (queda), o significado real seria "aqueles que foram lançados" ou "aqueles que aterrisaram na Terra". Nos anos que se seguirarm, à medida que aprendia a língua, a história e a arqueologia do antigo Oriente Médio, os Nefilins tornaram-se uma obsessão. Os achados arqueológicos e a decifração dos textos sumérios, babilônicos, assírios, hitititas, cananitas e outros textos antigos e contos épicos foram progressivamente confirmando a precisão das referências bíblicas à reinos, cidades, governos e culturas na antiguidade. Não havia mais dúvidas de que os Nefilins foram os visitantes da Terra, vindos do céu, num passado distante.


"Esses Nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houveram na antigüidade."Gênesis 6.4"

"Antes haviam habitado nela os Emins, povo grande e numeroso, e alto como os Anaquins; eles também são considerados Refains como os Anaquins; mas os moabitas lhes chamam Emins."Deuteronômio 2.10-11

"Porque só Ogue, rei de Basã, ficou de resto dos refains; eis que o seu leito, um leito de ferro, não está porventura em Rabá dos amonitas? O seu comprimento é de nove côvados [4 metros], e de quatro côvados [1,78 metros] a sua largura, segundo o côvado em uso."Deutoronômio 3.11

"Também vimos ali os Nefilins, isto é, os filhos de Anaque e éramos aos vossos olhos como gafanhotos." Números 13.33


"Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Goliah, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo [2,89 metros]." 1 Samuel 17.4


Os relatos das civilizações antigas estão repletos de referências à seres de tamanho gigantesco, força descomunal e portadores de tecnologias avançadíssimas, participando direta ou indiretamente nas sociedades humanas. Devido às suas potencialidades, eles foram sistematicamente considerados divindades: Os nefilins da mitologia hebraica, o panteão egípcio, os deuses do Olimpo, cíclopes e titãs da mitologia greco-romana; os suras, asuras e devas da mitologia hindu; os guerreiros do Valhalla da mitologia escandinava não eram outros senão os Anunnaki. Gigantes astronautas de tempos imemoriais, vindos do planeta Nibiru. Particularmente, os sumérios, sempre foram pragmáticos ao explicar de onde eles vieram, porque estavam aqui e porque agiam como agiam. E sem sombra de dúvida, as gritantes marcas das atividades desses seres estão, definitivamente, espalhadas pelo mundo. Em monumentos, monolitos e ruínas milenares espalhadas pelos continentes e mesmo no fundo dos oceanos e certamente na estrutura genética dos seres humanos (gens recessivos), desafiando à nossa medíocre compreensão. Não admitir tal verdade é uma tolice, que pode ter um custo muito alto para a humanidade!


Óbviamente imagens valem mais do que palavras, então definitivamente as imagens abaixo são indiscutíveis:




Arquitetura Anunnaki - Construções megalíticas e monolíticas




























Cidade perdida Yonaguni



























































































Stonehenge Inglaterra


Kanchipuran India


Lar do dragão Grécia





Portal do leão Grécia




























Os "moai" Ilha de Pascoa




































Angkor Camboja


Chichen Itza Yucatan Mexico






Uxmal Mexico






























Tiahuanaco Peru




























Tiahuanaco



Sacsayhuaman Peru








(De acordo com a lenda chinesa, as mais de cem pirâmides descobertas na China são o legado de visitantes extraterrestres.)

Pirâmides da China































Esfinge de Gizé Egito





Pirâmides de Gizé






























Complexo de Zoser Egito





























Complexo de Zoser



























Complexo de Zoser




Terraços de Baalbek Líbano




























Templo de Ramesses II Egito




Cidade Petra, Jordânia/Egito








DNA Anunnaki - Cromossomos recessivos no passado




















Ed Beaupre EUA 1881 - 1904





Chwang In Sin China


Chang Woo China


Tenente "K" EUA


Ella Ewing EUA 1872-1912






















Hugo brothers USA Clifford Thompson USA


Machnov 1882-1905




























Big Gust EUA


Johan Aason EUA ? - 1900
































Robert Wadlow EUA 1918-1940




Eddie Carmel USA


































Ana Swain e Marido EUA 1846 -1888







Henry White USA


6º dedo









DNA Anunnaki - Cromossomos recessivos no presente






















Naseer Soomro Paquistão


? Afeganistão


Bao Xishun Coréia


Leonid Stadnyk Polônia


Peten George USA






















Huan Chang China


Wang Fen China


Xao Ming Coréia/UK


Jorge Gonzales Argentina


Sandy Allen USA






















Manute Bol Sudão/USA


Sum Ming Coréia/USA


Shawn Bradley USA / Yao Ming Coréia


Shaquile O´Neal USA






















Caroline Welz Alemanha


Heather Greene Holanda/USA






















Heather Greene


Svetlana Singh India


Yao Defen China


Wang Feng/Yao Defen



Eu gostaria de ressaltar um fato ocorrido, que foi divulgado amplamente na internet. Recentemente uma empresa árabe de fornecimento de gás natural chamada ARAMCO, durante uma de suas escavações numa região desértica, ao sudoeste da Arábia Saudita, chamada "RAB-UL-KHAALEE" (quartel vazio), encontrou um esqueleto humanóide absurdamente gigantesco. Provavelmente o maior revelado até hoje. Quando a notícia foi divulgada, em sites de notícias na internet árabe, imediatamente as forças armadas árabes isolaram toda a área, impedindo totalmente o acesso ao local. Exceto aos funcionários daARAMCO. Helicópteros militares sobrevoaram a área e tiraram várias fotos e o governo árabe negou-se a qualquer esclarecimento, considerando o assunto extritamente secreto. Porém, algumas dessas surpreendentes fotos vazaram e foram publicadas em inúmeros sites na web. Poucos dias após a divulgação mundial do caso, surgiram posts em fóruns de ufologia explicando que a foto do esqueleto seria uma fraude. Uma montagem, resultado do trabalho da empresa de designer gráfico Worth1000, para fazer proganda dos produtos Corel Draw e Photoshop. Junto com o texto uma outra foto foi divulgada, que supostamente seria a mesma tirada no local das excavações da ARAMCO, porém o fóssil encontrado teria sido de um mastodonte e a foto teria saído dos arquivos da Cornell University, norte-americana. Então os sites que publicaram o primeiro material sobre o evento, imediatamente retificaram seus textos, concluindo que as imagens foram renderizadas por alguem ligado à empresa. Um "hoax"!Será? Analise os detalhes:

Se a ossada encontrada no local era realmente de um mastodonte, por que o governo da Arábia Saudita, onde seguramente achados arqueológicos são comuns e corriqueiros, deslocaria o exército para isolar a área e se negaria a dar informações sobre o caso, alegando que se tratava de "assunto sigiloso"?
Por quê, se de fato foram tiradas fotos da ossada de um mastodonte, as outras fotos não foram divulgadas para eliminar qualquer dúvida de uma "fraude"? Obviamente que diversas fotos de ângulos e distâncias diferentes seriam incontestáveis e no entanto apenas duas fotos foram usadas para comparação. E todas "tiradas" do alto. Quem conhece o básico sobre designer gráfico e utiliza com certa frequência programas como Corel Draw e Photoshop, sabe que é muito mais fácil fazer montagens com fotos tiradas do alto, do que no mesmo nível do objeto.
Ao analisar a primeira foto, você vai perceber a complexidade com o que o esqueleto humanóide está misturado com o terreno, semi enterrado, a disposição dos ossos, a iluminação e sombras no fosso.
O DETALHE DEFINITVO: SE HOUVE MONTAGEM DA MESMA FOTO (PRIMEIRA E TERCEIRA), POR QUE, NA SUPOSTA "MONTAGEM", ONDE APARECE O HUMANÓIDE, O SOLO ESTÁ SECO? E NO SUPOSTO "ORIGINAL" ONDE APARECE O MASTODONTE, O SOLO ESTÁ ENLAMEADO, ENCHARCADO D´ÁGUA. PRESTE ATENÇÃO NA FOTO DO MEIO: UM CANO OU MANGUEIRA MOLHANDO O FOSSO.


Qual foto realmente foi alterada? Tire suas conclusões!















Ainda tem dúvidas?? Saiba que achados arqueológicos de esqueletos, pegadas fossilizadas, artefatos, geoglifos e pinturas rupestres denunciando a atividade de humanóides gigantes extraterrestres, no passado, são mais comuns do que as autoridades da ciência admitem e ainda que a prática da desinformação aumenta na mesma proporção que as fantásticas descobertas, os disinformers edebunkers não conseguem ocultar a verdade! Contra fato não há argumento!

















Escavações arqueológicas no Oriente Médio e Ásia
















Mais uma ossada gigante humanóide, encontrada no Iraque


Crânios milenares gigantes expostos no Peru - A renderização gráfica mostra como seriam as feições faciais. Pelo volume craniano estima-se que o QI estaria entre 350 e 550 e pela variedade de formatos, podemos presumir que mesmo entre os Anunnaki havia diversidade de biotipos. Ou outras raças estiveram aqui, no mesmo período e interagiram com eles.


Crânio milenar exposto no Peru. Apresenta uma precisa secção cirúrgica na têmpora esquerda.
















Fêmur encontrado na Turquia e exposto em museu do Texas/EUA


Se compararmos esses painéis de faraós egípcios c/ os crânios gigantes encontrados nos Andes, podemos ter certeza que as grandes civilizações do passado, tinham a mesma raiz genética, em comum, independente das distâncias geográficas. O desenho do crânio, assim como mãos incomuns, confirmam a herança genética extraterrestre da humanidade.























Painéis mostrando o faraó Akhnaton e sua esposa. As outras pessoas menores, poderiam passar por crianças, mas pode-se observar que possuem corpos definidos c/ estruturas de adultos. Logo, o faraó e sua esposa eram gigantes Anunnaki ou descendentes diretos.








Painéis de templos egípicios mostrando claramente glifos de OVNIs. Certamente as ancestrais nações da Terra estavam bem familiarizadas c/ a atividade extraterrestre.


Nesse painel pode-se ver a presença de um alien do tipo grey. Qual a relação entre os Anunnaki e os grey?


Os gigantes deixaram suas marcas de um hemisfério à outro. Essa ruína de uma cabeça de pedra foi encontrada na Antártida
















Machados gigantes, encontrados no Iraque e uma gigantesca face de pedra cravada no meio de uma selva da Guatemala. Quem mais poderia ter produzido tais artefatos, senão humanóides gigantes?


Crânio de um bisão pré-histórico, exposto no Museu de Paleontologia de Moscou. Abatido por um tiro de projétil há 8000 anos.


Pegadas fossilizadas, achadas nos EUA




























Artefatos milenares do Peru e México comparadas c/ fotos de astronautas e pilotos modernos


Alien grey em painel egípcio. Segundo os sumérios, os Anunnaki possuíam servos "artificiais", assexuados e sem emoções. Seriam os grey?
























Representação da divindade hindu Ganesha, trajando uniforme de piloto.


Representações maias de pilotos antigos


O "astronauta de palenque"


Peças representando um jetpack


Peças representando um ônibus espacial


Artefato sumério encontrado no Iraque representando um equipamento de vôo























Däniken sugere que a maioria dos templos milenares hindus são alegorias de aeronaves


O "Dogu", astronauta ancestral que teria visitado o Japão antigo, no período Jomon


Obeliscos sumérios retratando uma possível estação orbital


As "linhas de Nazca", no Peru. Possíveis pistas de pouso de aeronaves extraterrestes há milhares de anos.



















Pinturas rupestres de gigantes astronautas encontradas em cavernas da América



É impossível ignorar essas imagens. As evidências estão em toda parte, denunciando um passado que desafia e ao mesmo tempo completa a ciência moderna. Ao vê-las, você pode estar se perguntando: "Se existem tantas provas incontestáveis dessa atividade sobre-humana, em diversos lugares, por que os governos, em particular o norte-americano, pioneiro em pesquisas espaciais e ufológicas e os das nações árabes, não informam à humanidade sobre isso? De fato a resposta é simples! Por que a revelação de que humanóides alienígenas gigantes, conhecedores de tecnologias avançadíssimas, há milhares, talvez milhões de anos, colonizaram a Terra e influenciaram geneticamente na formação da raça humana, causaria a ruína de todo o establishmentcontemporâneo. Todas as instituições entrariam em colapso, porque fraudes milenares seriam descobertas. O que aconteceria com a Igreja Católica, se as pessoas tomassem conhecimento de que são herdeiras genéticas de alienígenas? Os cristãos se perguntariam: "- Então não somos feitos à imagem e semelhança de Deus? Então Adão não existiu?" O problema é que a mente humana, atualmente, está atrofiada! Os praticantes do Cristianismo e do Islamismo, crêem cegamente em um ícone divino criador de todas as coisas, mas têm sido enganados pelas falsas interpretações das escrituras onde estão descritas as atividades dos "deuses-astronautas" no passado: A bíblia e o alcorão, versões cristãs e islâmicas do Antigo Testamento, são compilações de antigas escrituras sumérias e mesmo os textos Vedas hindus, foram influenciados pelos babilônios. Nestes textos, osAnunnaki têm sido sistematicamente citados como "anjos" e "mensageiros do Senhor", criando, acidentalmente ou intencionalmente, um equívoco histórico que tem mantido a humanidade submissa aos cleros e aos governos seculares e manipuladores, que desde de milhares de anos se organizam em sociedades secretas, manipulando o antigo conhecimento mesopotâmico.


No oriente as escrituras asiáticas são mais naturais e abertas em suas referências aos grandes "devas"que, no passado, voavam pelos céus em naves vímanas. No ocidente ocorre o ocultamento total do assunto. Instrumentos de repressão, como a Ordem dos Cavaleiros Templários e a Inquisição, foram usados para suprimir esses conhecimentos da humanidade e mantê-los nos porões da igreja católica ou sob o domínio de obscuros rabinos. O que as pessoas pensariam se soubessem que a expressão "ser feito à imagem e semelhança de Deus", no caso do planeta Terra, se refere à manipulação genética de uma espécie semi-humana por outra super-humana, resultando numa outra espécie humana peculiar? E temos que considerar que o termo "Deus" não era usado pelos sumérios. Eles eram cientes da condição extraterrestre dos Anunnaki. O aspecto "divino" desses seres começou à ser atribuído na medida em que seus herdeiros diretos na hierarquia de poder, os faraós do Egito, utilizavam essa condição para legitimar e garantir sua posição no poder, como "filhos dos deuses". As sociedades que foram influenciadas diretamente pelos Suméria, como as greco-romanas e indo-européias, distorceram a condição dos Anunnaki em relação aos sumérios, passaram a adorá-los como "deuses" e acabaram consolidando o politeísmo. Divindades de diversos lugares como Zeus, Apollo e Posseidon, na Grécia; Ptah, Ra e Hórusno Egito; Brahma, Vishnu e Shiva, na India ou Odin, Thor e Loki, na Escandinávia eram os mesmosAnunnaki. Entretanto, os hebreus que repudiavam o politeísmo egípcio e mesopotâmico, manipularam o conceito dos Anunnaki, de outra forma, adotando no singular o termo "elohim"(que é plural = deuses) para se referir à um Deus único. Sitchin revela que isso ocorreu porque os semitas eram uma nação serviente à ENLIL, o autoritário e vingativo comandante Anunnaki que, se apresentava para os hebreus como Javé (YWHW) e teria formado uma aliança com esse povo, inclusive tendo-os guiado através do deserto, por quarenta anos, em direção à Cashemira, na India. que segundo Däniken, seria a verdadeira terra prometida e não a Palestina. Ele afirma que esse longo período no deserto, foi uma experiência feita por ENLIL para garantir a não interferência de outros povos na linhagem genética dos semitas, que eram seus protegidos (enlititas).


Apesar de ENKI ter sido literalmente o "senhor da criação" na Terra, a "administração" do planeta ficava sobre o comando de ENLIL, que na condição de sucessor direto de ANU, no governo de Nibiru, fazia valer sua autoridade entre os Anunnaki e os homens. Determinando leis, impondo ordens e realizando feitos notórios que o deixavam na condição de "senhor da humanidade". Alguns desses feitos foram decisivos p/ que ENLIL viesse a ser confundido como o Logos Criador do universo, ao longo da história:


A decisão de manter o ADAPA e sua fêmea, sob sua guarda, quando ele foi trazido de volta de Nibiru.


A decisão de expulsá-los da base EDIN quando atingiram a maturidade sexual.


A decisão de deixar a humanidade perecer no dilúvio, que foi interpretada pela humanidade, não como uma demonstração de arrogância, mas como uma demonstração de poder sobre a vida e a morte.


A decisão de assumir p/ si e seus descendentes a reconstrução da Mesopotâmia, após o dilúvio, o que consolidou sua condição de "senhor" das antigas nações do Oriente Médio.


As vitórias do seu clã em várias disputas travadas c/ o clã de ENKI, mostravam o peso do seu poder de comando. Ele era sempre enaltecido como "Aquele que Decide os Destinos".
A decisão de permitir que seu clã propagasse diversas línguas diferentes entre as civilizações dos homens p/ manter a dispersão dos povos, evitando a coesão de grupos rebeldes, uma vez que o incidente da Torre de Babel trouxe sérios problemas p/ os Anunnaki.


A decisão de permitir que Sodoma e Gomorra fossem destruídas, em mais uma disputa com o clã de ENKI.


A aliança com a nação hebraica, que acabou sendo o berço do Cristianismo.


A entrega dos mandamentos recebidos por Moisés p/ manter o equilíbrio moral e social da sua nação protegida.
A dizimação do exército egípcio, em perseguição aos semitas, no deserto, durante o êxodo.


O combate dos hebreus às formas de adoração aos outros Anunnaki (politeísmo). Visando reduzir ao máximo a influência do clã de ENKI que ainda era forte no Oriente Médio.


Como o planeta Nibiru está diretamente relacionado com a atual formação do nosso sistema solar, assim como os Anunnaki estão relacionados com o surgimento do homo-sapiens, naturalmente os povos influenciados pelos sumérios passaram a deturpar essas informações e a confundir os líderes extraterrestres com o criador de todo universo. O Logos primordial. Os fatos mencionados acima e esse detalhe peculiar devem ser analisados friamente p/ se entender porque as duas principais religiões da humanidade, o islamismo e o cristianismo (ambas c/ raízes hebraicas) adotaram o conceito de "deus único". Contudo, não deixa de ser uma grande ironia o fato de que ENLIL/Elohim, o mesmo que determinou que a humanidade devesse perecer no dilúvio, fosse adotado como "Deus" e não ENKI, que foi o criador do homo-sapiens.


Uma questão importante tem que ser levantada p/ entendermos como a cultura Anunnaki influenciou o Cristianismo: Podemos presumir que Jesus, de descendência sumérico-hebraica, certamente sabia da existência dos Anunnaki. Então como ele lidava c/ isso? Não se pode afirmar que Cristo se referia àENLIL quando falava em Deus, porque na sua real condição de avatar ele dispunha de conhecimentos transcendentais que certamente iam muito além do mundo físico. Pode se supor que ele diferenciava as coisas, evitando a confusão de informações culturais e separando os conceitos de "espírito criador" e "matéria criadora". Dessa forma, quando falava de Deus, pregando sua filosofia vida, ele estaria se referindo ao Logos Criador e não à ENLIL ou à qualquer outro Anunnaki. Porém o peso da influência hebraica prevaleceu e a grande massa de cristãos e judeus não teria assimilado a filtragem feita por Jesus, e acabou mantendo o conceito distorcido de que ENLIL seria "O Deus Criador". E até hoje o seu nome adotado pelos hebreus, Yahwe ou Javé (YWHW), é mencionado como sendo o nome de Deus. Nesse contexto, podemos levantar uma ousada hipótese: Tendo sido o império romano, um clone do império faraônico egípcio, sabemos que o politeísmo romano "sampleou" as deidades egípcias. Aprendendo a história da mesopotâmia, sabemos que os seus deuses e semi-deuses, não eram outros senão ENLIL, ENKI e seus descendentes e agregados. Muitos corrompidos pelo poder e pela adoração dos homens, eram capazes de tudo p/ perpetuar suas glórias. Lembremos que o ofício do sacerdócio começou na mesopotâmia (ou mesmo antes, na Lemúria e Atlântida), onde os Anunnaki transmitiam conhecimentos de ciências e ocultismo, p/ um seleto grupo de iniciados. O que no começo era p/ o bem comum, com o passar do tempo acabou sendo usado p/ manutenção de poderes. E esses grupos/sociedades secretas se tornaram ferramentas políticas. Então ficam no ar, as seguinte questões:


Os sacerdotes e profetas que não se prestavam à esses objetivos obscuros, não teriam se tornado uma ameaça ao poder de grupos Anunnaki, e seus afins (faraós, imperadores, reis, césares, etc)?


Teria sido, a perseguição dos egípcios e romanos aos que pronunciavam mudanças sociais c/ o nascimento de avatares, como Cristo, uma repressão programada p/ impedir ameaças a estrutura de poder criada pelos Anunnaki?


Não teria sido, a perseguição e crucificação de Cristo e seus seguidores, uma medida tomada "acima" da esfera de poder romana?


Quero deixar claro aqui, que não tenho a intenção de questionar ou negar a existência do Logos Criador e nem afirmar que todos os Anunnaki agiam como deuses, pois mesmo entre os Anunnaki, havia o conhecimento desse poder original. Algumas placas sumérias continham um diário de ENKI, que foi traduzido por Sitchin e publicado com o título "O Livro Perdido de ENKI". Nessas crônicas ele revela que durante o conselho no qual foi decidido que ele deveria criar um híbrido terrestre-alienígena através de engenharia genética, ENLIL protestou duramente, argumentando que os Anunnaki tinham vindo à Terra para mineração e não p/ "brincar de Deus". Eles sabiam perfeitamente da existencia do Logos primordial, responsável pela criação e expansão da energia e da matéria que compõe o universo, mas na condição de mestres das ciências, eles não se opuseram a possibilidade de interferir na evolução natural de mundos em formação, como a Terra, no passado, porque o ecossistema de seu planeta natal estava ameaçado e sob a pressão das circunstâncias eles precisavam de mão de obra p/ a mineração da Terra, como já foi dito antes. Como ENLIL, sempre rivalizou com ENKI, ele utilizava frequentemente essa polêmica p/ acirrar suas disputas de poder, mas mesmo assim não deixava de ter uma certa razão ao expor todos os riscos inerentes às experiências de manipulação genética e ao perigo de se interferir na ordem natural das coisas.


A vastidão do universo dá certeza de que a vida é um fenômeno constante em incontáveis mundos, sendo prova irrefutável da existência desse Logos Criador. E de fato, é interessante pensar na possibilidade de que outros seres tão inteligentes, poderosos e qualificados quanto os Anunnaki, viajem de mundos em mundos, espalhando, modificando ou aperfeiçoando a vida e contribuindo para um propósito cósmico maior. Certamente que esse assunto incomoda a maioria das pessoas, mas nos tempos atuais, de avançada tecnologia, onde viagens espacias e biogenharia são assuntos correntes na mídia, essa verdade ancestral poderia e deveria ser divulgada. Esse conhecimento seria fundamental para a preparação da humanidade para a próxima passagem do planeta Nibiru.
























Os Annunaki em painéis sumérios, assírios, egípcios e maias. Nas quatro civilizações, a evidente presença de seres extraterrestres gigantes. A imagem da direita é conhecida como o "astronauta de Palenque"



Leia com atenção à trechos de uma entrevista concedia por Zecharia Sitchin, onde ele revela o seu trabalho de tradução das placas sumérias:


P - Da palavra hebraica Nafal, que significa "queda"?
- Exato. Queda, vir abaixo, descer. Assim, o que isto significa? Isto me levou aos estudos bíblicos e então às mitologia, arqueologia e todos os outros assuntos, inclusive ao estudo das linguas antigas, que se tornou a minha educação e vocação. Entào, dai vem a minha pesquisa e decisão de escrever sobre isto começando com uma pergunta, quem eram os Nefilins?

Todas as escrituras antigas, a Bíblia, os mitos gregos, os mitos e textos egípcios, os textos da pirâmide, tudo, me levou aos sumérios, cuja civilização foi a primeira conhecida em 6.000 anos atrás. Eu me concentrei na Suméria, a fonte destas lendas e mitos e textos e cheguei aos suas repetidas e persistentes declarações sobre estes seres, que os sumérios chamavam de Anunnaki, que vieram à Terra de um planeta chamado Nibiru. O planeta era designado pelo signo da cruz e Nibiru significa, "planeta da passagem [travessia]."

A questao em minha pesquisa então mudou de quem eram os Nefilim e os Anunnaki, para, que planeta é este Nibiru? O que me forçou a ser proficiente em astronomia, e tive que aprender bastante sobre isto para lidar com o assunto. Eu descobri que os eruditos estavam divididos. Alguns diziam que (Nibiru) era Marte, que de fato foi descrito e conhecido pelo povo antigo, e outros diziam que nao, que era Júpiter. Aqueles que diziam que era Júpiter e não Marte, tinham argumentos muito convincentes do porque não podia ser Marte. E Aqueles que diziam que era Marte e não Júpiter , tinham argumentos muito convincentes do porque não podia ser Júpiter também .


Sendo capaz de ir diretamente à fonte , os tabletes de argila e a escrita cuneiforme, a mim pareceu que ninguém estava certo, porque a descrição de Nibiru e sua posição quando perto do Sol indicava que nem podia ser Marte e nem podia ser Júpiter. E então uma noite acordei com a resposta: com certeza, é um planeta a mais que vem periodicamente entre Marte e Jupiter; e algumas vezes está mais perto de Marte e outras mais próximo de Júpiter, mas não é nem Marte e nem Júpiter.


Tendo entendido que esta era a resposta, que existe um planeta a mais, tudo mais se encaixou. O significado do Épico da Criação mesopotâmico onde são baseados os primeiros capítulos do Gênesis e todos os detalhes sobre os Anunnaki, quem eles eram e quem eram seus líderes e como eles viajaram do planeta deles para a Terra e como caíram no Golfo Pérsico e sobre o primeiro assentamento deles, seus líderes e assim por diante, tudo ficou claro! Os Sumérios tinham um enorme conhecimento. Eles sabiam sobre Urano e Netuno e os descreveram e eles sabiam sobre Plutão. Eles eram exímios em matemática e, em muitos aspectos, seu conhecimento ultrapassava o dos dias modernos. Eles diziam, "Tudo o que sabemos nos foi dito pelos Anunnaki." A publicação do primeiro livro, seu impacto, foi a compreeensão de que povos antigos, a começar pelos Sumérios, sabiam e descreviam e falavam de um planeta a mais no nossso sistema solar. Não era uma descoberta como a de Plutão em 1930 (o qual os Sumérios conheciam há 6.000 anos atrás). Plutão foi uma descoberta astronômica muito interessante, os livros didáticos tiveram que ser revisados. Mas para a pessoa média, o homem das ruas, realmente não fez nenhuma diferença. Nibiru, por outro lado, era uma história muito diferente. Se existe Nibiru, (e este é o planeta que os astrônomos de nossos dias chamam de planeta X) então os Anunnaki existem.

Assim, a existência de Nibiru não é uma simples questão de mais um planeta em nosso sistema solar. Isto é diferente, porque se existe Nibiru, e os Anunnaki existem, então a declaração da Suméria de que eles voltam a nossa vizinhança a cada 3.600 anos, e que por vezes no passado nos deram civilização, então não estamos sós e há pessoas mais avançadas do que nós em nosso sistema solar.


P - O que acontecerá da próxima vez ?
- Quem sabe como eles se sentirão a nosso respeito quanto voltarem? Será que decidirão nos dar mais conhecimento, e mais avanço técnico e mais civilização, ou eles decidirão que não somos bons, como aconteceu nos tempos do Dilúvio, e tentarão se livrar de nós?

Então, o primeiro livro, estabelece os fundamentos e descreve o conhecimento Sumério e conclui da existência de um planeta a mais e realmente é a chave para a compreensão do que seja tudo isto. Que são as lendas do Gênesis, o que são as lendas da criação, qual foi o nosso passado, e uma maneira pela qual será o futuro.


P - O que mais você pode nos dizer sobre os Anunnaki, se temos livre arbítrio ou se isto é deteminado pelos mesmos Anunnaki?
- Me perguntaram, "Eles se parecem conosco?" e eu disse, não, nós nos parecemos com eles. Eles nos fizeram por engenharia genética. Eles dispararam a arma da evolução, e nos fizeram parecer fisicamente com eles, e sermos parecidos emocionalmente. Isto é o que diz a Bíblia quando diz: "Vamos fazer Adão a nossa semelhança e imagem." Fisicamente, externa e internamente. Tanto quantos eles assim sejam, assim somos nós.


Há uma tremenda diferença quanto ao período de vida. É isto que dá a noção da imortalidade deles. Porque um ano deles é uma órbita deles ao redor do Sol. Assim, um ano deles equivale a 3.600 anos nossos. Esta é diferença chave entre eles e nós.


Então há a diferença entre o avanço texcnológico deles que os capacita não apenas a viajar no espaço, e ter viajado a meio milhão de anos atrás, mas também reviver os mortos e fazerem outras coisas que nos tempos bíblicos eram consideradas milagres.


Sinto que exatamente como eles vieram a Terra e nos criaram por meio de engenharia(...)


**Peço desculpas aos leitores da página, mas o restante da entrevista c/ Zecharia Sitchin e as minhas conclusões finais foram removidas pelo servidor, para inclusão de banners publicitários obrigatórios. Esse site está no ar a mais de 5 anos e nunca havia ocorrido isso. Infelizmente eu não tenho mais o backup da entrevista completa, mas ela pode ser encontrada facilmente via Google. Também quero deixar claro que NENHUM desses banners sobre "Anticristo", "Fim do Mundo", ou qualquer outra fonte associada à mensagens apocalípticas, tem QUALQUER relação com o este site. Hospedagens gratuitas no servidor Tripod, estão sujeitas à inclusão de propagandas automáticas pelo próprio servidor.


Mas para ver o vídeo com a entrevista completa clique aqui http://priufo.blogspot.com/2011/10/zecharia-sitchin-2012-os-anunnaki.html






fonte: http://osnefilins.tripod.com/

Temas

2012 3ª Guerra Mundial A Biblia Kolbrin A flor da Vida A Máfia Médica ABDUÇÃO Abydos AEROPORTO DE DENVER AGUA Akakor a Cidade Perdida da Amazônia Albert Einstein Albert Pike Alex Collier ALIENÍGENAS DO PASSADO Aliens ALIMENTAÇÃO ALQUIMIA Andromedanos Aneis de Saturno Annunakis Anunnakis Arca da Aliança Arcontes Area 51 ARIANOS ARQUIVO LACERTA Ashtar Sheran ASSUNTOS MUITO IMPORTANTES Atlântida AUDIO Ayahuasca BABILONIA Bancos BASE AÉREA DE MINOT Base de Dulce New Mexico BASES SUBMARINAS. OSNIS BASES SUBTERRÂNEAS BATALHA DE LOS ANGELES bíblia manipulada Biblias Manuscritos BIBLIOTECA DAS PLEYADES TRADUÇÕES BIBLIOTECA DE ALEXANDRIA BIOCENTRISMO Bob Dean bob Lazar BOMBA ATÔMICA BORISKA BRUXARIA CAMUfLAGEM CAPADÓCIA - TURQUIA Capitalismo Carl Sagan CARLOS CASTANEDA Caso Barney e Bete Hill Castañeda CAVALEIROS TEMPLÁRIOS CHACKRA CARDÍACO CHACKRAS CHEMTRAILS China CIA Ciência Espiritual Civilizações antigas CODEX ALIMENTARIUS COMIDA SINTÉTICA Comissão Trilateral Como Manipular a massa Conde Dracula CONSCIÊNCIA CONSPIRAÇÃO DE ÓRION Contato com os Discos Voadores CONTROLE DA MENTE Corporações CRÂNIOS DE CRISTAL Crise CRISE HIDRICA Cristianismo mentiroso CROP CIRCLE Cuba DAVID ICKE DEMIURGO Depoimentos de ex militares DESERTO DE GOBI Deserto do Atacama DINO KRASPEDON PERIGO ATOMICO DÍVIDA PÚBLICA DMT DNA Documentarios Dom Juan Matus Don Juan EDGAR CAYCE Elenin Elites globais ENERGIA ELETROMAGNETICA Enki/Enlil EQM EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA Expêriencia filadelfia FastWalkers Filme Física Quântica fluoreto FOO FIGHTERS GAZA GENÉTICA GEOENGENHARIA GEOENGENHARIA SINTÉTICA GIGANTES GIORDANO BRUNO Glândula Pineal GMO Gnose Golfo do Aden Yemen Governo oculto Guerra HAARP HIPNOSE EM MASSA História Oculta Do 3° Reich Hitler Holocausto HOLOGRAFIA Homens de Preto HOPIS HUMANOS SINTETICOS IA INTELIGENCIA ARTIFICIAL II Guerra Mundial a VERDADEIRA HISTORIA III Guerra Mundial ILHA DE PASCOA ILLUMINTAIS ILUMINTAIS IMAGENS QUE MARCARAM INCONSCIENTE COLETIVO INDIGOS E CRISTAIS INTRATERRENOS Israelense e Palestinos jack carter Jeová louco JFK JIM MARS Jim Sparks John Lash JUNG Karl Marx KARMA KARRAN KGB KLAUS DONA KUNDALINI LEI DA GRAVIDADE LEMURIA LISTA COM OS LINKS. Livros Lua Maçonaria MAGIA Manuscrito do Mar Morto Manuscrito Voynich MAPA DE PIRI REIS Marxismo Mascaras de Chumbo Matrix - O Universo Holográfico Mc Donalds MEDICINA MEDITAÇÃO Mensagens MIB MIDIA MIMETISMO MISSÃO ANGLO SAXONICA Mistérios MJ 12 MONSANTO MONTAUK PROJECT MULTIDIMENSIONAL MUNDOS INTERNOS E EXTERNOS Músicas NANOTECNOLOGIA Nefilins NHC Nibiru Nicolas Flamel NIKOLA TESLA NOM NOVA ORDEM MUNDIAL NWO O ARQUIVO ÔMEGA O MAIOR SEGREDO livro O Priorado de Sião O SONHO AMERICANO Operação Clipe de Papel OPERAÇÃO MAJESTIC OPERAÇÃO PRATO OS GOVERNANTES INVISÍVEIS PAGANISMO IGREJA CATÓLICA PALESTINOS PALESTRAS Paper Clip Operation PARASITAS PEDRA FILOSOFAL PEDRAS DA GEÓRGIA Phil Shenneider PIRAMIDES PIRAMIDES AMAZÔNIA PIRAMIDES CHINESAS PIRAMIDES do EGITO PIRAMIDES SUBMERSAS NO JAPÃO pirataria POLITICA Portais Dimensionais PORTAL ORGÂNICO POVOS ANTIGOS Presidentes americanos maçons PROFECIAS PROFECIAS MAIAS Project Camelot Projeto Camelot PROJETO DUGA PSICOPATIA PSIQUIATRIA RAÇAS EXTRATERRESTRES Realidade Coletiva Rei Salomão RELATOS Religião REPTILIANOS RESETANDO BRAIN RESSONÂNCIA SHUMANN RODA DE SAMSARA Santo Graal Sergio Russo SHAMBALLA Shappershifter SIMBOLOS Sincronicidade Sionismo Sirianos B SKULL AND BONES Sociedades Secretas Stargates STONEHENGE Suastica TAOS HUM Terra oca TERRAÇO DE BAALBEK Textos Pri THRIVE - PROSPERAR Time Travel TORRES GWENN TRANS-HUMANISMO Tratado de Greata 1954 TV TV GLOBO HISTÓRIA SECRETA Ufos UNIVERSOS PARALELOS Vacinas VAMPIROS VEGETARIANISMO venenos Viagem no Tempo wikileaks Wingmakers Word Trade Center XAMANISMO Zecharia Sitchin ZEITGEIST Zumbi